Página 18 dos resultados de 7591 itens digitais encontrados em 0.006 segundos

Integralidade do cuidado com o idoso na estratégia de saúde da família: visão da equipe

Coutinho,Aline Torres; Popim,Regina Célia; Carregã,Karyn; Spiri,Wilza Carla
Fonte: Universidade Federal do Rio de Janeiro Publicador: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2013 PT
Relevância na Pesquisa
36.68%
Tal estudo buscou compreender como vem sendo realizado o cuidado ao idoso em Unidade de Saúde da Família segundo a visão dos profissionais de saúde. MÉTODOS: Estudo qualitativo, com a análise fenomenológica social de Alfred Schutz. RESULTADOS: Foram entrevistados sete profissionais de nível superior por meio de questão norteadora. A análise possibilitou evidenciar: cuidados pautados em programas de saúde, com prejuízo da integralidade do cuidado e da clínica ampliada, e visão das necessidades e perspectivas do cuidado integral. CONCLUSÃO: O estudo revela a necessidade de avançarmos no cuidado ao idoso. Os profissionais reconhecem o envelhecimento da população e apontam a necessidade de capacitação para o cuidado. A educação dos trabalhadores se dá como ponto de partida para a mudança. Também é preciso que os gestores e o Estado organizem uma rede de cuidado que inclua a pessoa idosa, com ofertas de serviços de acordo com a demanda apresentada.

Qualificação da equipe de enfermagem mediante pesquisa convergente assistencial: contribuições ao cuidado do idoso hospitalizado

Both,Juliane Elis; Leite,Marines Tambara; Hildebrandt,Leila Mariza; Beuter,Margrid; Muller,Luis Antonio; Linck,Caroline de Leon
Fonte: Universidade Federal do Rio de Janeiro Publicador: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2014 PT
Relevância na Pesquisa
36.68%
Objetivo: Analisar as contribuições da prática educativa na qualificação da equipe de enfermagem, para prestar o cuidado a idosos hospitalizados. Método: Estudo qualitativo, descritivo que utilizou os preceitos teórico-metodológicos da pesquisa convergente assistencial, para produção e análise das informações. Participaram vinte profissionais de enfermagem, que trabalham em uma unidade de internação de clínica médica. Resultados: Para a maioria dos sujeitos, o idoso requer cuidados diferenciados e a prática educativa é uma ferramenta que pode ser utilizada para contribuir na qualificação dos integrantes da equipe de enfermagem. Tal aprimoramento, melhora a atenção de enfermagem ao idoso hospitalizado. Conclusão: Conclui-se que a prática educativa constitui-se em instrumento de qualificação e atualização para os integrantes da equipe de enfermagem.

Síndrome de amplificação dolorosa no idoso: relato de caso e revisão da literatura

Santos,Fânia Cristina; Souza,Polianna Mara Rodrigues de; Castro,Luiz Antonio Homem de Mello; Thé,Karol Bezerra
Fonte: Sociedade Brasileira para o Estudo da Dor Publicador: Sociedade Brasileira para o Estudo da Dor
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2012 PT
Relevância na Pesquisa
36.68%
JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Pouquíssimas são as publicações sobre a síndrome de amplificação dolorosa no idoso (SAD), a despeito da sua importância para aqueles indivíduos, pois pode ter múltiplas consequências no envelhecimento. O objetivo deste estudo foi relatar um caso de SAD no idoso; representada pela fibromialgia (FM), descrevendo sua abordagem diagnóstica e seu manuseio terapêutico, bem como apresentar uma revisão bibliográfica do assunto. RELATO DO CASO: Paciente do gênero feminino, 73 anos, há 4 anos iniciando um quadro de moderada dor muscular difusa, rigidez matinal fugaz, anedonia, tristeza, ansiedade, importante fadiga e distúrbio do sono. Inicialmente, diagnosticada polimialgia reumática, assim, vinha fazendo uso regular de prednisona, apesar de progressiva piora da sua capacidade funcional e qualidade de vida (QV). Há um ano, no nosso serviço, foi revisto o diagnóstico, e verificado tratar-se de SAD, espectro da FM. Suspendeu-se, então, a prednisona e orientado terapia não farmacológica com programa de autogerenciamento em dor, e farmacológica multimodal com analgésicos não opioide o clonixinato de lisina e opioide o tramadol, e um modulador da dor, a duloxetina. Após 6 meses de tratamento verificou-se grande melhora na dor...

Perfil de uso de medicamentos por idosos assistidos pelo Programa de Atenção ao Idoso (P.A.I.) da UNIJUÍ

Bueno,Cristiane Schmalz; Bandeira,Vanessa Adelina Casali; Oliveira,Karla Renata de; Colet,Christiane de Fátima
Fonte: Universidade do Estado do Rio Janeiro Publicador: Universidade do Estado do Rio Janeiro
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2012 PT
Relevância na Pesquisa
36.68%
O processo de envelhecimento é caracterizado por várias modificações no organismo, que podem causar alterações no efeito de certos medicamentos, tornando-os inapropriados para idosos por falta de eficácia terapêutica ou por apresentarem efeitos adversos superiores aos benefícios. O objetivo do estudo foi identificar os medicamentos utilizados pelos idosos assistidos pelo Programa de Atenção ao Idoso (P.A.I.) e investigar o uso de medicamentos potencialmente inapropriados nessa população. Realizou-se estudo quantitativo e descritivo, com coleta de dados secundários, a partir de prontuários/cadastros dos idosos atendidos pelo P.A.I. (Projeto de Extensão Universitária da UNIJUÍ). Entre os idosos cadastrados, 16 receberam e/ou estão recebendo acompanhamento farmacoterapêutico pela equipe da farmácia, sendo 11 mulheres, com idade média de 75,2 ± 7,5 anos. Cada idoso recebe em média 7,3 ± 3,3 medicamentos. A polifarmácia foi verificada em 15 idosos. Entre os 117 medicamentos em uso, considerando-se repetições, 13 são inapropriados para idosos, destacando-se diazepam e fluoxetina, cada um utilizado por três idosos. Verifica-se que é imprescindível reduzir o uso de medicamentos inapropriados para melhorar a qualidade de vida dos idosos. É necessária a colaboração do prescritor e do profissional farmacêutico...

Cuidar de um familiar idoso dependente no domicílio: reflexões para os profissionais da saúde

Vieira,Lizyana; Nobre,Joseane Rodrigues da Silva; Bastos,Carmen Célia Barradas Correia; Tavares,Keila Okuda
Fonte: Universidade do Estado do Rio Janeiro Publicador: Universidade do Estado do Rio Janeiro
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2012 PT
Relevância na Pesquisa
36.68%
Ao conduzir um estudo qualitativo de caráter fenomenológico, para compreender o que é cuidar de um idoso dependente por meio do olhar de seus familiares, foi possível observar vários aspectos dessa vivência. Dentre eles, chamou a atenção o fato de que esses cuidadores enfrentam sobrecarga física e mental. OBJETIVO: apresentar os resultados relacionados à sobrecarga física e mental relatadas pelos cuidadores familiares de idosos dependentes, com o intuito de fornecer informações que possam contribuir de forma positiva para a complementação do trabalho das equipes de saúde voltado para os idosos dependentes, levando em consideração que ele também deve ser voltado para a assistência dos cuidadores familiares. MÉTODO: estudo descritivo-exploratório, qualitativo, de caráter fenomenológico. Foram realizadas entrevistas com cuidadores familiares de idosos dependentes. A coleta de dados foi realizada por meio de uma entrevista semiestruturada, baseada em uma pergunta orientadora. As entrevistas foram gravadas e transcritas para serem analisadas. RESULTADOS: o cuidador familiar de idosos dependentes é uma pessoa sobrecarregada do ponto de vista físico e mental, pelo acúmulo de funções e tipos de tarefas que assume. O estresse crônico relacionado a essa experiência pode alterar sua saúde. Conclusão: o fato de o cuidador familiar pertencer ao gênero feminino...

Atividade física e funcionalidade do idoso

Maciel,Marcos Gonçalves
Fonte: Universidade Estadual Paulista Publicador: Universidade Estadual Paulista
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2010 PT
Relevância na Pesquisa
36.68%
A adoção de um estilo de vida ativo proporciona diversos benefícios à saúde, uma vez que é considerado como um importante componente para a melhoria da qualidade de vida e da independência funcional do idoso. Porém, tão importante quanto investigar os benefícios biopsicossociais adquiridos pela prática da atividade física, é compreender os fatores associados que influenciam a sua adesão e manutenção. Sendo assim, a partir de uma revisão da literatura, o presente artigo tem como proposta discutir a relação entre adesão à prática da atividade física e a funcionalidade do idoso.

Fragilidade no idoso: o que vem sendo produzido pela enfermagem

Linck,Caroline de Leon; Crossetti,Maria da Graça Oliveira
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Enfermagem Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2011 PT
Relevância na Pesquisa
36.68%
Este trabalho visa identificar a produção científica desenvolvida pela enfermagem frente à fragilidade no idoso, a partir de uma revisão integrativa da literatura, realizada nas bases Scientific Electronic Library Online (SciELO), Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde (LILACS) e Scopus. Foram incluídos no estudo 16 artigos, sendo dois publicados em periódicos brasileiros e 14 em periódicos estrangeiros. Constata-se que, dos artigos analisados, 37,5% (6) enfocam a mudança de paradigma quanto ao modelo assistencial e 26,7% (4) destacam a família como cuidadora no contexto do idoso frágil. Pontua-se que o enfermeiro desempenha um papel impar no contexto da fragilidade, no desenvolvimento do cuidado individual e no suporte aos familiares e aos cuidadores dos idosos frágeis.

Capacidade funcional no idoso longevo: uma revisão integrativa

Lourenço,Tânia Maria; Lenardt,Maria Helena; Kletemberg,Denise F.; Seima,Márcia Daniele; Tallmann,Ana Elisa C.; Neu,Dâmarys K. Melo
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Enfermagem Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2012 PT
Relevância na Pesquisa
36.68%
Trata-se de revisão integrativa da literatura, cujo objetivo foi conhecer a produção científica brasileira referente à capacidade funcional do idoso longevo. Foram consultadas as bases de dados BDENF, LILACS, MEDLINE e SciELO, no período amostral de janeiro de 2001 a setembro de 2010. Foram selecionados oito artigos, sendo os profissionais enfermeiros (4) os principais autores das publicações. O ano de publicação dos artigos variou entre 2006 e 2010, e houve predominância da pesquisa quantitativa com enfoque na multidimensionalidade do idoso. Foram utilizados questionários e escalas para avaliar a capacidade funcional dos longevos e indicados os fatores limitantes para o desempenho dessa capacidade. A produção científica na temática é incipiente, o que demonstra a necessidade de novas pesquisas, com vistas à melhoria na qualidade de vida dos idosos longevos.

Idoso : benefício do transporte : inobservância da necessidade de assegurar a fonte de custeio e ofensa ao primado do equilíbrio econômico-financeiro dos contratos de permissão

Miranda, Thatiana de Araujo
Fonte: Superior Tribunal de Justiça do Brasil Publicador: Superior Tribunal de Justiça do Brasil
Tipo: Artigo de Revista Científica
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.68%
Destaca o artigo 40 do Estatuto do Idoso, que possibilita aos idosos que preenchem os requisitos exigidos viajarem pelo país gratuitamente ou pagando, no máximo, metade do valor da passagem.

Dimensões eficaciais do direito ao transporte gratuído [sic] do idoso no Brasil : estudo de um caso

Leal, Rogério Gesta
Fonte: Superior Tribunal de Justiça do Brasil Publicador: Superior Tribunal de Justiça do Brasil
Tipo: Artigo de Revista Científica
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.68%
Grafia correta do título: Dimensões eficaciais do direito ao transporte gratuito do idoso no Brasil : estudo de um caso; Avalia as dimensões do direito ao transporte público gratuito para o idoso no Brasil, considerando seus aspectos constitucionais e infraconstitucionais.

Violência física contra o idoso : um estudo no ambiente doméstico em Aracaju

Santana, Gicélia Oliveira de
Fonte: Superior Tribunal de Justiça do Brasil Publicador: Superior Tribunal de Justiça do Brasil
Tipo: Artigo de Revista Científica
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.68%
Discorre sobre a violência contra o idoso na cidade de Aracajú a partir de um referencial teórico baseado em aspectos legais e bibliográficos.

Construindo um hist??rico de enfermagem para ser utilizado com o idoso internado em um hospital universit??rio

Lopes, Fernanda Lucas; Santos, Silvana Sidney Costa
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande Publicador: Universidade Federal do Rio Grande
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
36.68%
Estudo metodol??gico objetivando construir instrumento de coleta de dados para o idoso hospitalizado.Desenvolveu-se em tr??s fases: 1) constru????o do instrumento; 2) valida????o do conte??do do instrumento; 3) testagem cl??nica com idosos. Na primeira fase foram realizadas revis??o de literatura e constru????o da vers??o inicial do instrumento, levando ?? identifica????o de 525 sinais e sintomas, ordenados numa Escala Likert. A segunda fase realizou-se em duas etapas: 1) vers??o inicial do instrumento encaminhado a 21 enfermeiras, para valida????o de conte??do dos itens, identificandose 223 itens que apresentaram a m??dia ponderada a 80%; 2) constru????o definitiva do instrumento, constitu??do de sete partes. Na ??ltima fase foi testado o instrumento final em dez idosos. Espera-se que sua utiliza????o contribua para que as enfermeiras possam orientar o idoso, a fam??lia, o cuidador e a equipe de enfermagem, no atendimento das necessidades afetadas e na minimiza????o das dificuldades instaladas.; Methodological research which objective is to prepare a data collection instrument for hospitalized elderly.It was developed in three phases: 1) the development of the instrument; 2) the validation of the instrument contents; 3)clinical testing with elderly. In the first phase...

Qualidade de vida do cuidador familiar do idoso portador de doença de Alzheimer

Maria da Silva Santos, Antonia; Maria Ribeiro de Vasconcelos, Eliane (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.68%
Nos últimos anos tem aumentado o interesse de pesquisadores em relação à qualidade de vida dos indivíduos, e em particular aos que cuidam de idosos com doença de Alzheimer. Cuidar de um indivíduo que vai perdendo a capacidade de interagir com seus familiares provoca no cuidador familiar sentimentos de tristeza, medo, ansiedade, frustração e, por vezes, raiva. Tais sentimentos podem comprometer a qualidade de vida do cuidador. Esta dissertação compõe-se de dois artigos, a saber: o primeiro trata de um estudo de uma revisão de literatura com o objetivo de delinear o perfil da literatura sobre os cuidadores de idosos portadores da doença de Alzheimer; e o segundo trata de um artigo original, com 49 cuidadores familiares que freqüentam o ambulatório de neurologia do Núcleo de Atenção Básica ao Idoso da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), com o objetivo de avaliar a qualidade de vida de cuidadores de idosos portadores da doença de Alzheimer, sob o seu ponto de vista. Estudo descritivo, exploratório, de abordagem quantitativa. Para a coleta de dados foram utilizados três instrumentos: um formulário de entrevista, a escala das Atividades da Vida Diária (AVD) e Caregiver Burden Scale (CBS), que mede o impacto subjetivo das doenças crônicas na vida dos cuidadores na versão traduzida...

Cefaleia e capacidade funcional no idoso

Leite, Valéria Moura Moreira; Valença, Marcelo Moraes (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Tese de Doutorado
BR
Relevância na Pesquisa
36.68%
O fenômeno mundial do envelhecimento populacional pode ser marcado pela boa qualidade de vida. No entanto o cotidiano do idoso pode sofrer alterações na presença de dor, como ocorre na cefaleia. Mesmo assim, estudos brasileiros específicos sobre a relação entre cefaleia e capacidade funcional de idosos, na comunidade, são escassos. No artigo sob título Aspectos Socioeconômicos da Cefaleia em Idosos, objetivou-se delinear o cenário socioeconômico da cefaleia em idosos, por meio de uma revisão integrativa. Nos artigos originais, objetivou-se determinar a prevalência de cefaleia e seu impacto na capacidade funcional na população idosa de Recife, comparada à de idosos sem cefaleia. Procedeu-se à revisão integrativa de artigos publicados entre 2000 e 2013, independente de idioma, disponíveis com texto integral nas bases de dados localizados com os descritores “aging”, “eld*”, “cephalalgia”, “headache”, “socioeconomic*” e “economic status”, isolados ou associados, tendo por tema aspectos socioeconômicos de pacientes com cefaleia, investigados em estudos de base populacional ou multicêntricos. No estudo epidemiológico de base populacional realizado entre novembro de 2010 e agosto de 2011, a população foi composta por idosos...

Idoso ativo: percepção sobre o seu processo de envelhecimento

Coutinho, Fernanda Helena Penha; Marques, Ana Paula de Oliveira (Orientadora); Vasconcelos, Eliane Maria Ribeiro de(Coorientadora)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Dissertação
BR
Relevância na Pesquisa
36.68%
Introdução: Nos países em desenvolvimento, incluindo o Brasil, o crescimento da população idosa está ocorrendo de forma acelerada, em decorrência do processo de transição demográfica e epidemiológica. Com isto é importante levar em consideração a percepção que cada indivíduo tem do que é ser idoso, como lidam com a autonomia e ainda as representações de saúde, dando visibilidade aos significados sobre o envelhecimento e seus desencadeamentos. Objetivo: Identificar a percepção dos idosos ativos sobre o seu processo de envelhecimento. Métodos: Trata-se de um estudo descritivo exploratório com abordagem qualitativa, realizado em um Programa de Educação Continuada com 11 sujeitos - idosos participantes dos cursos de línguas estrangeiras (espanhol e italiano), oferecidos no 2º semestre de 2011. Para a coleta de dados foi aplicado um roteiro semi-estruturado, onde os sujeitos responderam a duas partes distintas: a primeira referia-se a dados de identificação e a segunda à questão norteadora: Faleme sobre o seu processo de envelhecimento e como o senhor(a) se sente no seu dia-a-dia?. As entrevistas foram realizadas pela mestranda de forma individual, gravadas utilizando-se um aparelho de MP3...

Saúde do idoso

Chaimowicz, Flávio
Fonte: Universidade Aberta do SUS Publicador: Universidade Aberta do SUS
Publicado em // PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.68%
O módulo Saúde do Idoso contém textos complementares cuidadosamente selecionados para permitir que o profissional de saúde aprofunde seus conhecimentos, na medida em que os problemas forem surgindo. Descreve as principais características da transição demográfica brasileira, seus determinantes e consequências, e discuti as características da transição epidemiológica, suas peculiaridades no Brasil e sua relação com o envelhecimento da população. Os fóruns deste módulo abordam temas inquietantes da Saúde do Idoso e têm como objetivo abrir o espaço para a discussão e troca de experiências entre alunos e tutores.

Cuidados à saúde bucal do idoso com capacidade funcional comprometida

Reibnitz Júnior, Calvino; Tognoli, Heitor; dos Santos, Evanguelia Kotzias Atherino
Fonte: Universidade Aberta do SUS Publicador: Universidade Aberta do SUS
Publicado em // PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.68%
Este objeto começa bordando algumas peculiaridades do cuidado à saúde bucal de idosos com capacidade funcional diminuída, sendo um aspecto fundamental a inclusão da figura do cuidador, indispensável para a realização dos procedimentos diários de higiene bucal. Segue ressaltando que o cuidador, em primeiro lugar necessita cuidar de sua própria saúde, além de alertar para a necessidade de verificar a presença de enfermidades orais nos idosos. Cita ainda lesões de cárie ou mucosa, próteses dentárias, a melhor hora para a higiene, além de seguir as normas de biossegurança. Termina abordando as dificuldades de abertura bucal do idoso e os cuidados extras necessários para não ferir o cuidador, além das posições, tanto do idoso quanto do cuidador na hora da higienização. Unidade 4 do módulo 8 que compõe o Curso de Especialização em Saúde da Família.

Introdução à atenção integral à saúde do idoso para dentista

Martini, Jussara Gue; Mello, Ana Lúcia Schaefer Ferreira de; Xavier, André Junqueira; Botelho, Lúcio José; Massignam, Fernando Mendes
Fonte: Universidade Aberta do SUS Publicador: Universidade Aberta do SUS
Publicado em // PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.68%
O tópico mostra que o aumento do tempo de vida, traz novos conhecimentos a respeito de diferentes questões de saúde da crescente população de idosos, mostrando dados da OMS que caracterizam os desafios da saúde pública para a construção de uma vida ativa e autônoma no envelhecimento, sendo necessária a implementação de políticas públicas voltadas especificamente para usuários dessa faixa etária e seus problemas. Apresenta: a Portaria MS 1395/1999, revisada pela Portaria 2528/2006, que dispõe sobre políticas de saúde para o idoso, com eixos orientadores de prevenção de doenças e promoção de saúde, por meio de atividades multidisciplinares; a Portaria 399 que, no âmbito do SUS propõe o Pacto pela Saúde e Diretrizes Operacionais; o Caderno 19 de AB sobre envelhecimento e saúde da pessoa idosa. Mostra, também, os obstáculos políticos, institucionais e técnico-organizativos na formação inicial e permanente dos profissionais de saúde a serem superados para garantir atenção integral e qualificada a essa parte da população. Conteúdo Online do módulo de Atenção integral à saúde do idoso: Introdução para dentista. Unidade 1 do módulo 14 para dentista que compõe o Curso de Especialização Multiprofissional em Saúde da Família.

Introdução à atenção integral à saúde do idoso para enfermeiro

Martini, Jussara Gue; Mello, Ana Lúcia Schaefer Ferreira de; Xavier, André Junqueira; Botelho, Lúcio José; Massignam, Fernando Mendes
Fonte: Universidade Aberta do SUS Publicador: Universidade Aberta do SUS
Publicado em // PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.68%
O tópico mostra que o aumento do tempo de vida, traz novos conhecimentos a respeito de diferentes questões de saúde da crescente população de idosos, mostrando dados da OMS que caracterizam os desafios da saúde pública para a construção de uma vida ativa e autônoma no envelhecimento, sendo necessária a implementação de políticas públicas voltadas especificamente para usuários dessa faixa etária e seus problemas. Apresenta: a Portaria MS 1395/1999, revisada pela Portaria 2528/2006, que dispõe sobre políticas de saúde para o idoso, com eixos orientadores de prevenção de doenças e promoção de saúde, por meio de atividades multidisciplinares; a Portaria 399 que, no âmbito do SUS propõe o Pacto pela Saúde e Diretrizes Operacionais; o Caderno 19 de AB sobre envelhecimento e saúde da pessoa idosa. Mostra, também, os obstáculos políticos, institucionais e técnico-organizativos na formação inicial e permanente dos profissionais de saúde a serem superados para garantir atenção integral e qualificada a essa parte da população. Conteúdo Online do módulo de Atenção integral à saúde do idoso: Introdução para enfermeiro. Unidade 1 do módulo 14 para dentista que compõe o Curso de Especialização Multiprofissional em Saúde da Família.

Introdução à atenção integral à saúde do idoso para médico

Martini, Jussara Gue; Mello, Ana Lúcia Schaefer Ferreira de; Xavier, André Junqueira; Botelho, Lúcio José; Massignam, Fernando Mendes
Fonte: Universidade Aberta do SUS Publicador: Universidade Aberta do SUS
Publicado em // PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.68%
O tópico mostra que o aumento do tempo de vida, traz novos conhecimentos a respeito de diferentes questões de saúde da crescente população de idosos, mostrando dados da OMS que caracterizam os desafios da saúde pública para a construção de uma vida ativa e autônoma no envelhecimento, sendo necessária a implementação de políticas públicas voltadas especificamente para usuários dessa faixa etária e seus problemas. Apresenta: a Portaria MS 1395/1999, revisada pela Portaria 2528/2006, que dispõe sobre políticas de saúde para o idoso, com eixos orientadores de prevenção de doenças e promoção de saúde, por meio de atividades multidisciplinares; a Portaria 399 que, no âmbito do SUS propõe o Pacto pela Saúde e Diretrizes Operacionais; o Caderno 19 de AB sobre envelhecimento e saúde da pessoa idosa. Mostra, também, os obstáculos políticos, institucionais e técnico-organizativos na formação inicial e permanente dos profissionais de saúde a serem superados para garantir atenção integral e qualificada a essa parte da população. Conteúdo Online do módulo de Atenção integral à saúde do idoso: Introdução para médico. Unidade 1 do módulo 14 para dentista que compõe o Curso de Especialização Multiprofissional em Saúde da Família.