Página 17 dos resultados de 944 itens digitais encontrados em 0.004 segundos

O uso de inseticidas na saúde pública : uma crítica ao modelo de combate à dengue no Brasil e no DF

Lasneaux, Marcello Vieira
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
16.29%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Programa de Pós-Graduação em Bioética, 2013.; O presente trabalho tem como objetivo principal o de questionar o modelo químico que vem sendo utilizado para o controle de vetores da dengue no Brasil, considerando referenciais da bioética. A dengue é uma doença reemergente que apresenta casos em regiões tropicais e subtropicais. É causada por um vírus e transmitida pelo mosquito do gênero Aedes. Há registros de dengue no Brasil desde de 1846. Com os casos aumentando nas décadas de 1980 e 1990, a dinâmica de planos emergenciais precipitaram o surgimento de um primeiro programa para erradicação do mosquito transmissor: o Plano Diretor de Erradicação do Aedes aegypti (PEAa). Com o insucesso do seu objetivo principal, novos planos ou programas se sucederam: o Plano de Intensificação das Ações de Controle do Dengue (PIACD), o Programa Nacional de Controle da Dengue (PNCD) até o último e atualmente implementado, o Diretrizes Nacionais para a Prevenção e Controle de Endemias da Dengue (DNPCED). Todos esses planos apresentaram o controle químico do vetor como sustentáculo principal. Utilizando de métodos qualitativo e quantitativo foram feitas análises de dados epidemiológicos da dengue...

Etiologia, diversidade do agente causal e controle químico da antracnose da soja

Dias, Moab Diany
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Tese
POR
Relevância na Pesquisa
16.29%
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Fitopatologia, Programa de Pós-Graduação em Fitopatologia, 2014.; Texto parcialmente liberado pelo autor. Conteúdo restrito: capítulo 2.; A soja (Glycine max) é considerada a mais importante cultura do agronegócio brasileiro. Se consideradas as lavouras contíguas da Argentina, atualmente mais de 50% da produção mundial de soja é procedente da América do Sul. Dentre diversas doenças, tem aumentado a prevalência e a intensidade da antracnose, causada principalmente por Colletotrichum truncatum. Relatos de epidemias severas, com expressiva redução de produtividade, são frequentes, especialmente nos plantios da região Centro-Norte. Pouco se sabe sobre a variabilidade morfológica, cultural e molecular de C. truncatum e de outras espécies associadas à antracnose da soja no cone sul da América do Sul. Desta forma, as características morfo-moleculares de 54 isolados de C. truncatum provenientes de regiões produtoras de soja do Brasil e da Argentina foram investigadas. Estudos morfométricos e culturais de C. truncatum, assim como o uso de RAPD, confirmam a existência desta diversidade nos isolados de C. truncatum. Alguns isolados apresentaram três tipos de conidiogênese...

AIDS e infec????o pelo HIV no Brasil: uma epidemia multifacetada

Brito, Ana Maria de; Castilho, Euclides Ayres de; Szwarcwald, Celia Landmann
Fonte: SBMT - Sociedade Brasileira De Medicina Tropical Publicador: SBMT - Sociedade Brasileira De Medicina Tropical
Tipo: Artigo de Revista Científica
PT_BR
Relevância na Pesquisa
16.29%
A epidemia da infec????o pelo HIV e da AIDS constitui fen??meno global, din??mico e inst??vel, traduzindo-se por verdadeiro mosaico de sub-epidemias regionais. Resultante das profundas desigualdades da sociedade brasileira, a propaga????o da infec????o pelo HIV e da AIDS revela epidemia de m??ltiplas dimens??es que vem sofrendo transforma????es epidemiol??gicas significativas. Inicialmente restrita aos grandes centros urbanos e marcadamente masculina, a atual epidemia do HIV e da AIDS caracteriza-se pelos processos de heterossexualiza????o, feminiza????o, interioriza????o e pauperiza????o. As mudan??as no perfil da AIDS no Brasil devem-se ?? difus??o geogr??fica da doen??a a partir dos grandes centros urbanos em dire????o aos munic??pios de m??dio e pequeno porte, ao aumento da transmiss??o por via heterossexual e ao persistente crescimento dos casos entre usu??rios de drogas injet??veis. O aumento da transmiss??o por contato heterossexual implica no crescimento substancial de casos em mulheres, o qual tem sido apontado como uma das mais importantes caracter??sticas do atual quadro da epidemia no Brasil.

Avalia????o de testes de captura de ant??geno NS1 para o diagn??stico precoce das infec????es por dengue

Lima, Monique da Rocha Queiroz
Fonte: Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
16.29%
O diagn??stico laboratorial de dengue ?? muito importante para apoiar os programas Vigil??ncia Epidemiol??gica considerando-se a dificuldade da confirma????o dos casos em bases cl??nicas apenas, em especial, durante per??odos inter-epid??micos. Atualmente est??o dispon??veis kits comerciais para o diagn??stico sorol??gico do dengue, embora o seu custo ainda represente um alto encargo financeiro para pa??ses em desenvolvimento. Um diagn??stico r??pido pode direcionar as medidas de controle do vetor. A prote??na n??o-estrutural 1 (NS1) do v??rus dengue por ser um marcador utilizado durante a fase aguda da doen??a e tem sido proposto para o diagn??stico da doen??a. Desta forma, a sensibilidade e especificidade de tr??s kits comerciais para captura de ant??geno NS1 dispon??veis no mercado foram avaliadas com um painel de 852 amostras obtidos a partir da cole????o do Laborat??rio de Flaviv??rus no Instituto Oswaldo Cruz, FIOCRUZ, de epidemias ocorridas durante os anos de 1986 a 2008. O desempenho de cada kit foi avaliado individualmente e, a compara????o entre os tr??s kits foi baseada na an??lise de uma sub-popula????o de 450 amostras. Dentre os tr??s kits analisados, o kit NS1 Ag Strip (BioRad Laboratories) foi o mais sens??vel em confirmar casos de dengue na amostragem testada (89%...

Evolu????o da dengue no estado de Pernambuco, 1987-2006: epidemiologia e caracteriza????o molecular dos sorotipos circulantes

Cordeiro, Marli Ten??rio
Fonte: Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Tese de Doutorado
Relevância na Pesquisa
16.29%
Em Pernambuco, o primeiro surto de dengue ocorreu em 1987, pelo sorotipo 1. Em 1995, ap??s sete anos sem notifica????o da doen??a, ocorreu nova epidemia causada pelo sorotipo 2. Em 2002, ap??s a introdu????o do sorotipo 3, circularam simultaneamente os tr??s sorotipos. Nesta tese s??o apresentados aspectos epidemiol??gicos, cl??nicos e laboratoriais das epidemias de dengue ocorridas no per??odo de 1987 a 2006. Procedeu-se a caracteriza????o molecular dos v??rus dengue pelo seq??enciamento da jun????o dos genes E/NS1 para os sorotipos 1 e 2 e prM/M/E para o sorotipo 3. An??lises filogen??ticas realizadas identificaram os gen??tipos Am??rica/??frica, Sudeste Asi??tico e India Subcontinental para os sorotipos 1, 2 e 3, respectivamente. De 1987 a 2006 foram notificados 380.492 casos, com 612 casos confirmados de dengue hemorr??gica e 33 ??bitos. A taxa de incid??ncia de casos aumentou de 134/100.000 para 1.438/100.000 habitantes, em 1995 e 2002, respectivamente. Adultos, entre 20 e 49 anos foram os mais atingidos inclusive pela dengue hemorr??gica; a partir de 2003 aumentaram os casos entre menores de 15 anos. A raz??o entre casos do sexo masculino e feminino se manteve constante em 1:1,5. Dos casos notificados, 40,7 por cento eram do sexo masculino e 59...

Avalia????o da t??cnica de Nested PCR em tubo ??nico com dois genes alvos para detec????o de Vibrio Cholerae o1 diretamente do meio de cultura

Mendes, Carina Lucena
Fonte: Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
16.29%
A c??lera ?? uma doen??a bacteriana historicamente conhecida por seu potencial de provocar epidemias, tendo levado milhares de indiv??duos ?? morte. ?? causada pelo bacilo Gramnegativo Vibrio cholerae O1 toxig??nico. No Brasil, apesar de grandes avan??os no que se refere a preven????o, a infec????o ainda persiste e, embora n??o seja causa de alta mortalidade, sua presen??a ?? motivo de preocupa????o para a rede de Sa??de P??blica local. A infec????o col??rica ?? end??mica no nordeste brasileiro e est?? relacionada, principalmente, a condi????es sanit??rias prec??rias. O diagn??stico cl??ssico da infec????o ?? a cultura bacteriana, complementada pela detec????o da toxina col??rica, o que retarda o resultado do exame. O objetivo principal deste trabalho foi avaliar a t??cnica de nested PCR em tubo ??nico com dois genes alvos (MSTNPCR) na detec????o de V. cholerae O1 diretamente do meio de cultura. Utilizando DNA, a t??cnica foi capaz de amplificar at?? 1 pg de V. cholerae O1, al??m de ter possibilitado a detec????o do vibri??o diretamente do meio de cultura l??quido, sem pr??via extra????o de DNA, apresentando limite de detec????o de tr??s Unidades Formadoras de Col??nia. Al??m disso, a MSTNPCR mostrou-se espec??fica para V. cholerae O1 quando testada com v??rios microrganismos diferentes. Um kit diagn??stico foi montado e estocado a -20 ??C...

Avalia????o da import??ncia das bromeli??ceas como criadouro de Aedes (Stegomyia) aegypti (Linnaeus, 1762) (Diptera: Culicidae) no ambiente urbano do Rio de Janeiro

Mocellin, M??rcio Goulart
Fonte: Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
16.29%
Aedes aegypti e Aedes albopictus t??m prefer??ncia por criadouros artificiais embora possam utilizar criadouros naturais. O encontro de formas imaturas destes vetores da dengue em brom??lias tem levado a reflex??es sobre o papel de bromeli??ceas na prolifera????o e persist??ncia destes mosquitos. Embora nenhum estudo sistematizado tenha sido feito no Rio de Janeiro para avaliar a import??ncia sanit??ria deste criadouro no ambiente urbano, a elimina????o dessas plantas pela popula????o e a realiza????o de tratamento das mesmas com inseticidas foram implementadas, principalmente com vistas ao combate a Ae. aegypti especialmente durante epidemias. O presente trabalho avalia a presen??a de Culic??deos em brom??lias, com enfoque para Ae. aegypti, em cinco bairros ou favela com caracter??sticas urban??sticas, demogr??ficas e ambientais distintas, no Rio de Janeiro: Amorim (favela), Curicica, Tubiacanga (bairros suburbanos), Urca e Vila Valqueire (urbanos), de outubro de 2008 a outubro de 2009. Sessenta brom??lias foram marcadas em cada bairro e examinadas quinzenalmente. A ??gua das axilas foliares de cada planta era totalmente aspirada e aferido o seu volume, e contado o n??mero de axilas foliares contendo ??gua no momento da coleta. O material era levado ao laborat??rio onde as formas imaturas eram identificadas segundo a esp??cie a partir de caracteres de formas imaturas ou de adultos emergidos de pupa...

Estudos ecol??gicos sobre reservat??rios urbanos de leptospirose em Salvador

Costa, Federico
Fonte: Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Tese de Doutorado
PT_BR
Relevância na Pesquisa
16.29%
A leptospirose ?? um importante problema de sa??de urbana devido ??s epidemias anuais que ocorrem em comunidades carentes e ?? alta mortalidade associada ??s formas graves. Os ratos s??o considerados os principais reservat??rios na transmiss??o urbana. Entretanto, n??o existem estudos que sistematicamente definam os fatores de infesta????o por ratos e as caracter??sticas ambientais que influenciam o risco de transmiss??o da leptospirose. Objetivos: 1) Determinar a associa????o entre infesta????o por roedores e infec????o por Leptospira em um estudo de coorte prospectivo realizado em uma comunidade carente de Salvador-BA. 2) Desenvolver e validar um escore domiciliar baseado em caracter??sticas da infesta????o de ratos para predizer o risco de leptospirose em Salvador. M??todos: Para o objetivo 1 realizou-se um estudo de caso-controle aninhado numa coorte longitudinal onde foram definidos como domic??lios-casos aqueles que tiveram um ou mais indiv??duos com infec????o assintom??tica por Leptospira. Controles foram domic??lios aleatoriamente selecionados daqueles que tiveram indiv??duos sem infec????o. Avaliaram-se domic??lios registrando sinais de infesta????o por roedores e caracter??sticas ambientais e foi realizada regress??o log??stica para identificar fatores de risco para infec????o. Para o objetivo 2 desenvolveu-se um estudo caso-controle 1:2...

Contato inter??tico, perfil de sa??de e doen??a e modelos de interven????o m??nima: o caso dos enawen??-naw??, Mato Grosso

Weiss, Maria Clara Vieira
Fonte: Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Tese de Doutorado
PT_BR
Relevância na Pesquisa
16.29%
Os Enawene-Nawe foram contactados em 1974 nas proximidades da margem esquerda do rio Jurema por mission??rios jesu??tas (MIA), sendo adotada uma estrat??gia de conviv??ncia pac??fica, garantia do territ??rio, da cultura tradicional e cuidados de sa??de. Na ocasi??o do contato eram 97 pessoas e nessas duas d??cadas a popula????o aumentou para aproximadamente 300 pessoas. Desde 1988, os Enawene-Nawe v??m sendo assistidos pela Opera????o Amaz??nia Nativa (OPAN) caracterizada por um indigenismo alternativo, que tem buscado o conhecimento da sociedade ind??gena para melhor direcionar as a????es e garantir a autonomia do grupo no territ??rio tradicional em que vive. As a????es de sa??de desenvolvidas t??m propiciado a manuten????o do sistema tradicional de sa??de atrav??s de uma interven????o m??nima com cuidados b??sicos como a imuniza????o, controle da mal??ria e enteroparasitoses, preven????o da c??rie e tratamento das principais doen??as. Essas estrat??gias t??m garantido um perfil epidemil??gico est??vel e um crescimento populacional acelerado. No decorrer do contato as epidemias de gripe e mal??ria devem-se, em sua maioria, ??s excurs??es dos Enawene-Nawe e outros territ??rios de povos ind??genas vizinhos, como os Milky, os Nambikwara e os Erikbatsa. No ??mbito das pol??ticas de sa??de ind??gena...

HIV/AIDS: padr??es epid??micos e espaciais na cidade de Manaus, 1986 a 2000

Silva, Leila Cristina Ferreira da
Fonte: Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
16.29%
A epidemia HIV/aids na Cidade de Manaus atrav??s de an??lise de s??rie temporal, referente ao per??odo de 1986 a 2000. Considera a peculiaridade local de Manaus como poss??vel diferenciador de outras epidemias no Brasil e visa contribuir para aumentar o conhecimento acerca da realidade local com novos subs??dios para o eselecimento de estrat??gias de preven????o e controle deste agravo. Buscando avaliar a qualidade das informa????es referentes ao HIV e a aids, um estudo de confiabilidade dos bancos de dados oficiais, utilizados no Programa de Preven????o e Controle do Estado, precede a etapa descritiva da pesquisa. O estudo descritivo pretende apresentar os padr??es epid??micos relacionados ao sexo, idade, situa????o conjugal, vulnerabilidade sexual, tipo de exposi????o, forma cl??nica, sintomatologia, alta terap??utica e regularidade ao tratamento. Na realiza????o deste trabalho foram utilizados bancos de dados secund??rios do SINAN e da Coordena????o Estadual de DST/Aids para o estudo de confiabilidade e, no estudo descritivo, procedeu-se a constru????o de banco de dados dos registros de casos HIV/aids no Servi??o de Assist??ncia Especializada em HIV/aids da Cidade. Verificou-se que os bancos de dados apresentam grau de confiabilidade baixo em rela????o a vari??vel idade...

An??lise espa??o-temporal da leptospirose no munic??pio do Rio de Janeiro (1995-1999)

Pellegrini, D??bora da Cruz Pay??o
Fonte: Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
16.29%
A leptospirose, uma das zoonoses mais difundidas no mundo, ?? end??mica no Brasil, sendo caracterizada principalmente pelo aparecimento de surtos nas ??pocas de maior precipita????o pluviom??trica. O munic??pio do Rio de Janeiro apresentou em 1996 uma das maiores epidemias urbanas logo ap??s ter sido assolada por fortes temporais no m??s de fevereiro, com 1792 casos notificados e 51 ??bitos. Estes dados refletem a grande import??ncia desta patologia reemergente como problema de Sa??de P??blica no Rio de Janeiro. Com base neste contexto, o objetivo deste trabalho foi descrever o padr??o espa??o-temporal da leptospirose, avaliando uma proposta metodol??gica para a detec????o de aglomerados de casos e delimita????o de superf??cies de risco, visando auxiliar no desenvolvimento da vigil??ncia ambiental de base territorial. Os m??todos utilizados para a an??lise foram: kernel de intensidade e a estat??stica de varredura. No primeiro m??todo foram delimitadas ??reas de risco utilizando vari??veis consideradas relevantes para o estudo como: popula????o, densidade populacional por bairro, distribui????o das favelas e os limites das ??reas sujeitas a inunda????es; e tamb??m realizada a sobreposi????o dos mapas de incid??ncia nos momentos epid??mico e p??s epid??mico da doen??a. O segundo m??todo consistiu em detectar e localizar aglomerados espa??o-temporais utilizando a estat??stica de varredura do programa SaTScan. No primeiro artigo verificou-se que as maiores taxas de incid??ncia n??o foram observadas na regi??o considerada de maior risco .No segundo artigo somente foram detectados aglomerados no ano de 1996. Destes...

Uma constru????o dos saberes sobre a epidemia de AIDS; os formul??rios de notifica????o de casos em perspectiva (1982-98)

Santos, Ana Luiza Gon??alves dos
Fonte: Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
16.29%
Indica o processo de produ??ao do conhecimento sobre as doen??as e as epidemias, especificamente, a constru??ao da aids como doen??a e epidemia na estrutra da racionalidade m??dica moderna. As id??ias de Ludwik Fleck, Michel Foucault e Bruno Latour constituem a base te??rica deste trabalho. O pressuposto principal ?? de que a concep??ao da doen??a se modifica atrav??s dos processos de: 1) identifica??ao do agente etiol??gico; 2) difusao da doen??a; 3) descri??ao cl??nica e patol??gica. Estes processos nao sao lineares. Eles sao compreendidos como controversos pontos de vista em debate at?? atingir o consenso na comunidade cient??fica. Foram selecionadas 22 fichas de notifica??ao de 12.690 existentes no arquivo da Secretaria Municipal de Sa??de do Rio de Janeiro at?? janeiro de 1998. As fichas foram analisadas de acordo com a sua estrutura e conte??do na ordem indicada de suas mudan??as durante o per??odo de 1982 a 1998. As mudan??as foram descritas atrav??s de compara??oes entre as fichas. Resultados mostram a intera??ao entre o conhecimento cient??fico e o seu uso por profissionais de sa??de p??blica e institui??oes tais como: a) o processo de designa??ao da aids; b) a transi??ao de pol??ticas p??blicas; e c) a trajet??ria da aids: de uma vaga s??ndrome a uma doen??a com etiologia espec??fica e caracter??sticas cl??nicas bem definidas.

Epidemiologia molecular do v??rus da imunodefici??ncia humana do tipo I: m??todos de infer??ncia filogen??tica

Pinto, Jorge Francisco da Cunha
Fonte: Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
16.29%
O crescimento das bases de dados moleculares referentes ao v??rus da imunodefici??ncia humana do tipo I (HIV-1) aumentou progressivamente desde 1991. Pesquisadores do mundo inteiro t??m se dedicado ao seq??enciamento de diferentes regi??es do genoma do HIV visando elucidar o processo evolutivo viral. Sup??e-se que este processo evolutivo esteja na base da pesquisa que determinar?? a produ????o de vacinas eficazes al??m de novas drogas para o combate da Aids. Neste trabalho, procuramos introduzir alguns aspectos da epidemiologia molecular do HIV-1 enfatizando a distribui????o global dos seus subtipos e os m??todos de infer??ncia filogen??tica utilizados no estudo de sua evolu????o. Apresentamos, como aplica????o dos m??todos de infer??ncia filogen??tica, um artigo intitulado (Epidemiologia Molecular do Sub-subtipo F1 do HIV-1), onde discutimos a epidemiologia molecular do sub-subtipo F1 buscando comparar as epidemias deste sub-subtipo no Brasil e na Rom??nia.

An??lise espacial da leptospirose na cidade de Salvador-Bahia, no per??odo de 1996-2006

Nunes, Fab??ola da Cruz
Fonte: Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
16.29%
A leptospirose, uma das zoonoses mais difundidas no mundo, ?? um importante problema de sa??de p??blica, sobretudo em pa??ses de clima tropical onde ?? respons??vel por surtos da doen??a logo ap??s o per??odo de maior precipita????o pluvial. Em Salvador, a leptospirose tem sido a causa de epidemias c??clicas associadas ??s chuvas no ambiente urbano. As condi????es clim??ticas e a crescente pobreza urbana t??m contribu??do para o aparecimento de grandes surtos associados ?? alta letalidade a cada ano, durante o mesmo per??odo sazonal e acometendo os mesmos grupos de risco dentro das comunidades das favelas urbanas. O objetivo dessa disserta????o ?? descrever a distribui????o espacial dos casos de leptospirose, buscando identificar ??reas de risco para ocorr??ncia da doen??a, na cidade de Salvador, no per??odo de 1996 a 2006, segundo fatores s??cio-econ??micos e ambientais. Como metodologia, utilizou-se a t??cnica de an??lise espacial de Kernel, que consiste na cria????o de uma raz??o entre duas superf??cies que permite visualizar a superf??cie de risco da doen??a, onde o numerador compreende os casos e o denominador um Kernel da popula????o dos setores censit??rios. Atrav??s deste m??todo foi poss??vel delimitar ??reas de maior densidade de casos...

A contribui????o da geom??tica na geografia da sa??de sob uma abordagem da teoria geral de sistemas

Magalh??es, M??nica de Avelar Figueiredo Mafra
Fonte: Universidade do Estado do Rio de Janeiro Publicador: Universidade do Estado do Rio de Janeiro
Relevância na Pesquisa
16.29%
O conjunto de t??cnicas de Geom??tica tem sido um poderoso aliado no apoio ?? tomada de decis??es e manipula????o de dados espaciais. Nas ??ltimas d??cadas tornou-se quase indispens??vel na gest??o de recursos humanose recursos naturais. Na ??rea da Sa??de, a Geom??tica tem viabilizado estudos sobre: an??lise da distribui????ode pacientes; varia????es na ocorr??ncia de epidemias; monitoramento de vetores; avalia????o em tempo real de situa????es de emerg??ncia ou catastr??ficas, entre outros. A associa????o da Medicina com a Geografia ?? antiga. A associa????o entre a sa??de e a espacializa????o das doen??as deve considerar a estrutura????o f??sica do espa??o geogr??fico a partir da caracteriza????o de cada parte componente do sistema como preconiza a perspectiva sist??mica na Teoria Geral de Sistema, pois a popula????o ?? parte integrante do espa??o geogr??fico no qual ocorrem determinados agravos ?? sa??de. Nestes pontos recai a relev??ncia da presente pesquisa. O estudo foi desenvolvido na ??rea da Bacia Hidrogr??fica de Jacarepagu?? no munic??pio do Rio de Janeiro. Com aproximadamente 295 km2 ?? composta por 19 bairros e tem uma popula????o aproximada de 682000 habitantes. O estudo pretendeu estruturar uma metodologia para inser????o das t??cnicas de Geom??tica na pr??tica de an??lises de dados de sa??de...

Fisioterapia, poliomielite e filantropia: a ABBR e a formação do fisioteraputa no Rio de Janeiro (1954-1965)

Barros, Fabio Batalha Monteiro de
Fonte: Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Tese de Doutorado
PT_BR
Relevância na Pesquisa
16.29%
Durante os anos de 1950, em diferentes países do mundo, surtos epidêmicos de poliomielite deixaram milhares de pessoas, principalmente crianças, com graves sequelas. No Brasil, o clamor social diante das consequências das epidemias de paralisia infantil, as matérias na imprensa e a associação de médicos a empresários, industriais, banqueiros, políticos e familiares das vítimas de poliomielite criaram as condições para o surgimento de uma entidade filantrópica na antiga Capital Federal, a Associação Brasileira Beneficente de Reabilitação (ABBR). O objetivo principal desta tese é analisar o processo de profissionalização da fisioterapia no Rio de Janeiro, a partir da criação da ABBR, em 1954, até o reconhecimento da Escola de Reabilitação do Rio de Janeiro (ERRJ), em 1965. São debatidos o desenvolvimento da fisioterapia e reabilitação no pós-segunda Guerra, o impacto social da poliomielite e a sua relação com ações de filantropia e a mobilização da sociedade carioca em torno da ABBR. A partir da discussão sobre a poliomielite são analisados, do ponto de vista histórico, os critérios para definição de prioridades e alocação de recursos em saúde pública e as responsabilidades assumidas pelo Estado em relação ao tratamento dos doentes. A principal conclusão da tese é que a poliomielite teve um papel central na criação da ABBR e da ERRJ e que estas instituições...

Miranda Ribeiro: um zoólogo evolucionista nos primeiros anos da República (1894-1938)

Cid, Maria Rosa Lopez
Fonte: Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Tese de Doutorado
PT_BR
Relevância na Pesquisa
16.29%
No início da década de 1890, quando a República no Brasil ainda ensaiava seusprimeiros passos, e as ciências biológicas estavam caminhando para um processo de especialização, o cidadão Alípio de Miranda Ribeiro começava a trabalhar no Museu Nacional do Rio de Janeiro como assistente de taxidermista. Cinco anos depois, ele jápublicava seu primeiro trabalho como zoólogo. A partir daí, suas pesquisas e publicações se tornaram cada vez mais volumosas e importantes para a zoologia brasileira. Miranda Ribeiro construiu, a partir de seu trabalho, a reputação de grande zoólogo eespecialista em peixes. Aprendeu a fazer ciência na prática com aqueles pesquisadores que foi conhecendo desde o momento em que iniciou suas atividades no Museu. Alguns dessespesquisadores foram, muito provavelmente, responsáveis pela orientação metodológica quedeu aos seus trabalhos. E, além de sua grande capacidade de aprendizado, de sua organização e capacidade de trabalho, e, também como conseqüência dessas qualidades, Miranda Ribeiro eseleceu relações com os cientistas mais importantes que trabalhavamno Brasil e muitos cientistas estrangeiros, renomados em suas áreas de pesquisa. O zoólogo do Museu Nacional tinha grande interesse em conhecer a fauna (principalmente a vertebrada) brasileira e se destacou no campo da taxionomia identificando e classificando muitos animais brasileiros. Seu método para classificá-lostinha como referência a origem comum dos seres vivos...

Factors associated with Leptospira sp infection in a large urban center in northeastern Brazil

Dias, Juarez Pereira; Teixeira, Maria da Glória; Costa, Maria da Conceição Nascimento; Mendes, Carlos Maurício Cardeal; Guimarães, Patrícia; Reis, Mitermayer Galvão dos; Ko, Albert Icksang; Barreto, Maurício Lima
Fonte: Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica
EN
Relevância na Pesquisa
16.29%
A leptospirose é uma zoonose que tem emergido causando epidemias em comunidades urbanas de países em desenvolvimento. Entretanto, pouco é conhecido sobre infecção na população geral. Inquérito de soroprevalência foi realizado em amostra randômica de 1.390 indivíduos de Salvador, Brasil. Dados sobre fatores ambientais e sócio-econômicos foram coletados. Teste de Microaglutinação de amostras de soro foi utilizado para evidenciar infecção anterior por Leptospira. Soroprevalência global foi 12,4 por cento. Entre os soropositivos, 111 (61 por cento) tinham altos títulos para os sorovares do serogrupo Icterohaemorrhagiae. A soroprevalência aumentou com a idade e foi similar entre homens e mulheres. Encontrou-se correlação positiva entre infecção por Leptospira e baixo nível educacional. Os achados indicam que significativa proporção dessa população urbana está exposta a Leptospira patogênica. Ações de saúde pública para controle desta doença necessitarão ter como alvo não só os tradicionais grupos de risco associados às suas formas graves, como também a população geral sob risco.

Risco, sofrimento e v??tima virtual: a pol??tica do medo nas narrativas jornal??sticas contempor??neas

Vaz, Paulo; Cardoso, Janine Miranda; Felix, Carla Baiense
Fonte: Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica
PT_BR
Relevância na Pesquisa
16.29%
O artigo examina aspectos discursivos e pol??ticos do medo em sua singularidade hist??rica, a partir da exposi????o do sofrimento de estranhos no espa??o p??blico. A rela????o entre cultura e sofrimento privilegia quatro t??picos: i) a transforma????o do sofrimento em quest??o pol??tica na cultura ocidental; ii) a sele????o dos estados e condi????es considerados para uma dada ??poca hist??rica como sofrimentos relevantes e evit??veis atrav??s da a????o pol??tica; iii) atribui????o de responsabilidade pelo sofrimento de estranhos e, iv) o modo de endere??ar a audi??ncia. A base emp??rica re??ne mat??rias de jornais e telejornais sobre crimes, cat??strofes e epidemias, produzidas a partir de 1980, e permite refletir sobre as repercuss??es ??ticas da pol??tica do medo contempor??nea,conceituada como pol??tica da v??tima virtual.

Valida????o de prote??nas recombinantes da Leishmania infantum e da saliva do Lutzomyia longipalpis como biomarcadores para o sorodiagin??stico e avalia????o da exposi????o ??s leishmanioses.

Souza, Ana Paula Almeida de
Fonte: Centro de Pesquisas Gon??alo Moniz Publicador: Centro de Pesquisas Gon??alo Moniz
Tipo: Tese de Doutorado
PT_BR
Relevância na Pesquisa
16.29%
O controle das popula????es de flebotom??neos, a conten????o das epidemias nas fases iniciais e a facilita????o do diagn??stico precoce dos indiv??duos parasitados s??o estrat??gias tra??adas pela OMS para a vigil??ncia e controle da leishmaniose. Neste contexto, os testes sorol??gicos utilizando tanto o sonicado de gl??ndula salivar (SGS) dos flebotom??neos quanto o ant??geno sol??vel de Leishmania (SLA) s??o importantes ferramentas para o controle/diagn??stico das Leishmanioses. No entanto, os testes realizados a partir da utiliza????o de ant??genos obtidos de fra????es brutas, apesar de apresentarem alta sensibilidade, alguns destes ant??genos apresentam rea????o cruzada com ep??topos compartilhados por outros pat??genos/vetores. Al??m disso, o preparo dos ant??genos n??o tem adequada reprodutibilidade devido a grande dificuldade de obten????o e/ou padroniza????o destes. No presente trabalho, objetivamos identificar biomarcadores para a vigil??ncia e o controle das Leishmanioses, utilizando prote??nas recombinantes da saliva dos flebotom??neos como biomarcadores de exposi????o ao vetor e prote??nas recombinantes da Leishmania para obten????o de um diagn??stico sorol??gico mais preciso para a Leishmaniose Tegumentar humana. Numa primeira etapa...