Página 16 dos resultados de 11333 itens digitais encontrados em 0.008 segundos

Desenvolvimento de código pictográfico para identificação de medicamentos

Oliveira, António Manuel de Carvalho
Fonte: Instituto Politécnico do Porto. Escola Superior de Estudos Industriais e de Gestão Publicador: Instituto Politécnico do Porto. Escola Superior de Estudos Industriais e de Gestão
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
36.82%
Trabalho de Projeto Mestrado em Engenharia e Gestão Industrial; No trabalho apresentado é proposto um código pictográfico para coadjuvar à identificação de medicamentos de modo a evitar confusões aquando da troca de laboratório. Foi efetuada a tese e validação da proposta. Este processo é uma solução técnica para responder ao problema da constante troca de medicamentos, fazendo com que esta se faça com mais segurança e sem constrangimentos por parte do público-alvo. O mercado atual de medicamentos, caracteriza-se por uma miríade de substâncias ativas, cada uma das quais, comercializada por dezenas de laboratórios diferentes. Esta situação gera problemas associados à identificação de medicamentos devido ao facto de existirem diferentes embalagens e comprimidos para a mesma substância ativa ou vice-versa, exponenciada pela proliferação de genéricos, o que afeta os doentes, através de troca de medicamentos, tomas inadequadas, diminuição da adesão à terapêutica e insistência na aquisição de medicamentos menos vantajosos em termos de custos e/ou efeito terapêutico. Esta dificuldade na identificação de medicamentos...

Caracterização do perfil de utilização de medicamentos antidepressivos na Beira Interior

Fernandes, Marta Filipa Lourenço
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /10/2011 POR
Relevância na Pesquisa
36.82%
Introdução: A utilização de medicamentos antidepressivos, fármacos mais prescritos para o tratamento da depressão, tem vindo a aumentar nos últimos anos. As várias classes de antidepressivos diferem no seu mecanismo de acção farmacológico e também no perfil de efeitos adversos e potenciais interacções farmacológicas. Estes aspectos podem influenciar a selecção dos medicamentos antidepressivos e a adesão do doente à terapêutica. Objectivo: Caracterizar o perfil de utilização de medicamentos antidepressivos na Beira Interior em função de variáveis sócio-demográficas e farmacológicas. Material e métodos: Efectuou-se um estudo observacional descritivo e transversal, nas farmácias comunitárias dos distritos da Guarda e de Castelo Branco. Foi utilizada uma amostra de conveniência constituída por 404 utentes utilizadores de medicamentos antidepressivos. A informação relativa a cada utente foi obtida através da aplicação de um questionário de caracterização sócio-demográfica e outro de caracterização farmacológica. Resultados: Dos 404 utentes estudados, com idades compreendidas entre 16 e 90 anos, 312 eram mulheres (77%). A média de idade dos indivíduos a tomar um antidepressivo foi de 55...

Avaliação do uso de medicamentos potencialmente inapropriados em idosos institucionalizados em lares : aplicação dos Critérios de Beers

Cardoso, Raquel Guilherme
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /10/2013 POR
Relevância na Pesquisa
36.82%
Este documento encontra-se dividido em dois capítulos: o primeiro capítulo corresponde ao relatório de estágio realizado em Farmácia Comunitária e o segundo capítulo foca-se no trabalho realizado em investigação. O relatório do estágio desenvolvido na Farmácia Salutar, em Lisboa, encontra-se organizado com base na caderneta de aluno cedida pela Diretora do curso de Ciências Farmacêuticas da Universidade da Beira Interior. Os temas abordados neste relatório são os seguintes: caraterização e organização da Farmácia, informação e documentação científica, medicamentos, aprovisionamento e armazenamento, interação farmacêutico-utente-medicamento, automedicação, aconselhamento e dispensa de outros produtos de saúde, outros cuidados de saúde prestados na farmácia, preparação de medicamentos e contabilidade e gestão. O trabalho que foi feito na vertente de investigação, corresponde ao capítulo dois, e denomina-se “Avaliação do uso de medicamentos potencialmente inapropriados em idosos institucionalizados em lares: aplicação dos Critérios de Beers”. A frequência de doenças crónicas aumenta com a idade; como resultado, os idosos tomam mais medicamentos que os adultos mais jovens. O doente geriátrico tem risco acrescido para a ocorrência de efeitos adversos e interações medicamentosas devido a alterações farmacocinéticas. A prescrição inadequada ainda contribui mais para esse risco. Na tentativa de diminuir a iatrogenia medicamentosa têm sido desenvolvidas ferramentas para auxiliar os prescritores. Neste caso foram utilizados os critérios de Beers ajustados à realidade portuguesa. O estudo foi realizado em cinco instituições de idosos (n=246) na zona do Vale do Tejo e identificou 208 medicamentos potencialmente inapropriados...

Evaluación del programa uso seguro de medicamentos en un hospital especializado en pediatría y ortopedia infantil – Bogotá d.c., 2012 -2013

Monroy Cárdenas, Sandra Judith; Nagles Garcia, Nohad
Fonte: Facultad de administración Publicador: Facultad de administración
Tipo: info:eu-repo/semantics/masterThesis; info:eu-repo/semantics/acceptedVersion Formato: application/pdf
Publicado em 23/09/2014 SPA
Relevância na Pesquisa
36.82%
El uso de seguro de medicamentos, dentro del proceso de atención en salud, ha tomado importancia a nivel nacional e internacional al evidenciarse el aumento de incidentes y eventos relacionados con los medicamentos, que involucran desde el procesos de adquisición, pasando por la prescripción médica, la dispensación, la administración de medicamentos, hasta llegar a la utilización en los pacientes y cuidadores. El uso adecuado de medicamentos es una de las metas de seguridad del paciente de la Organización Mundial de la Salud, en las cuales trabaja todos los días el Instituto de Ortopedia Infantil Roosevelt, y en el caso específico de medicamentos lo hace a través de su Programa de Farmacovigilancia haciendo seguimiento y clasificación de los casos reportados, donde para los años 2012 al 2013 se observan avances considerables y la consolidación de estrategias que mejoran el uso del medicamento, que se da con una inducción adecuada a cada uno de los funcionarios que intervienen en este proceso y a la educación permanente de colaboradores, pacientes y sus cuidadores. El propósito de este estudio fue analizar los datos encontrados en las bases de del programa de Farmacovigilancia en el Instituto de Ortopedia Infantil Roosevelt en los años 2012-2013...

Gestão da Assistência Farmacêutica: módulo 2: unidade 2: estudo de aspectos técnicos relacionados aos medicamentos e seus impactos na assistência farmacêutica

Cardoso, Simone Gonçalves; Pezzini, Bianca Ramos
Fonte: Universidade Aberta do SUS Publicador: Universidade Aberta do SUS
Tipo: Texto Formato: Texto com 43 páginas no formato pdf
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.82%
Na gestão da assistência farmacêutica, os aspectos técnicos relacionados à qualidade de medicamentos são de grande relevância, contribuindo para que se adquiram medicamentos seguros, eficazes e de qualidade. A abordagem sobre a qualidade de medicamentos é bastante ampla, por isso, procurou-se destacar aqueles aspectos técnicos que podem ter um maior impacto em algumas das etapas desse processo de gestão, tais como boas práticas de fabricação, aspectos de controle de qualidade e de estabilidade e aspectos de vigilância sanitária. Ao final do material, espera-se que o aluno reconheça a importância do certificado de cumprimento das Boas Práticas de Fabricação para assegurar a qualidade de medicamentos, possibilitando ainda a realização da avaliação crítica dos laudos de controle de qualidade de medicamentos e a verificação da conformidade desses produtos quanto aos requisitos técnicos, notificando possíveis desvios de qualidade.; 1.0; Ministério da Saúde

Medicamentos prescritos aos idosos em uma capital do Sul do Brasil e a Relação Municipal de Medicamentos

Aziz,Marina Meneses; Calvo,Maria Cristina Marino; d'Orsi,Eleonora
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2012 PT
Relevância na Pesquisa
36.82%
O objetivo deste trabalho foi descrever os medicamentos prescritos aos idosos residentes na zona urbana do Município de Florianópolis, Santa Catarina, Brasil, nos 30 dias anteriores à entrevista e, a partir disto, comparar com a Relação Municipal de Medicamentos (REMUME). Foi realizado um estudo transversal populacional de base domiciliar, no qual os 1.705 idosos entrevistados relataram ter utilizado o total de 5.458 medicamentos prescritos e dentro dos critérios da pesquisa, que corresponderam a 374 princípios ativos diferentes. Os medicamentos mais utilizados foram os indicados para o sistema cardiovascular, sendo a classe farmacológica dos redutores de colesterol e triglicerídeos os mais prevalentes, apesar de não haver nenhum exemplar desta classe de medicamentos selecionado na REMUME. Embora haja algumas faltas, a REMUME coincide com a maior proporção dos medicamentos prescritos no Município de Florianópolis. A principal diferença entre as prescrições é que as oriundas do SUS estão em maior conformidade com a REMUME.

Fatores que interferem o uso racional de medicamentos em idosos

Britto, Mayara Oliveira de Aguiar
Fonte: Universidade Católica de Brasília Publicador: Universidade Católica de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: Texto
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.82%
O envelhecimento é acompanhado por mudanças no perfil de morbidade da população, e isso gera aumento no consumo de medicamentos por esse grupo tornando-o mais susceptível aos problemas relacionados afarmacoterapia.Objetivo: Este trabalho trata de revisar a literatura referente aos aspectos determinantes na promoção do uso racional de medicamentos nos idosos.Metodologia: Foi realizada uma revisão bibliográfica sobre fatores determinantes para o uso racional de medicamentos em idosos. Para a revisão, foram selecionados livros da área e artigos, dissertações e teses publicados nas bases de dados: Scielo, Bireme, Pubmed, Lilacs, Medline, Biblioteca Digital de Teses e Dissertações e Portal da CAPES. Resultados:Os fatores que interferem no Uso Racional de Medicamentos (URM) que incluem a polimedicação, Reações Adversas a Medicamentos(RAMs), automedicação, falta de adesão e uso de medicamentos inapropriados para idosos que comprometem a segurança da terapêutica do paciente idoso, devem ser trabalhados de forma conjunta.Conclusão:Dada a natureza multifatorial do URM, é notável que os fatores da farmacoterapia estão associados e devem ser contemplados em conjunto. O farmacêutico deve compreender a grandeza dessa relação para o estabelecimento de práticas educativas que favoreçam o URM.; Farmácia

A falsificação de medicamentos considerado crimes hediondos

Jesus, Ramon Fernandes de
Fonte: Universidade Católica de Brasília Publicador: Universidade Católica de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: Texto
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.82%
O direito ao acesso a medicamentos encontra respaldo na Constituição Federal brasileira, isto porque o direito à vida, à saúde, à dignidade da pessoa humana, e ao desenvolvimento são princípios constitucionais, possuindo origem e não poderia ser diferente na própria Constituição. De outro modo, o inciso XLIII do art. 5º da Carta Magna, determina que haja tratamento penal mais severo à prática de crimes hediondos, dentre outros. A falsificação de medicamentos relaciona-se com desvios de qualidades, produtos sem registro ou com registro vencido. A má distribuição de riqueza o acesso aos cuidados de saúde, aliados aos avanços tecnológicos industriais e da informação possibilitam uma nova área de expansão de negócios ilícitos no comércio de medicamentos. Para evitar a ocorrência dessa máfia de medicamentos os órgãos de fiscalização conjuntamente editam novas leis visando frear o combate à falsificação de medicamentos. Relacionado a esse tema está a Anvisa que tem fiscalizado veementemente desde a fabricação, a prevenção, e a distribuição destes produtos. A ocorrência de casos relacionados com medicamentos falsificados são comuns e muitas vezes levam aos que necessitam dos remédios à morte. Muitas são as formas de detectar a existência da ilegalidade do medicamento. Apesar da existência do comércio ilegal de medicamentos os órgãos de fiscalização estão realizando formas mais eficazes para coibir esta prática...

Uso de medicamentos em atenção básica na Secretaria de Estado de Saúde – DF

Siqueira, Fábio
Fonte: Universidade Católica de Brasília Publicador: Universidade Católica de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: Texto
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.82%
Nos últimos anos o gasto farmacêutico vem se tornando uma ameaça à sustentabilidade dos sistemas públicos de saúde em muitos países. O uso irracional de medicamentos induz ao desperdício, gera desigualdades de acesso e pode modificar, de forma negativa, a qualidade de vida das pessoas. Método: foi realizado um estudo transversal e utilizados principalmente os indicadores baseados no Model Indicators for Monitoring National Drug Policies elaborados pela World Health Organization.. As unidades avaliadas na pesquisa foram: Diretoria de Assistência Farmacêutica; duas centrais de abastecimento farmacêuticos, e 66 farmácias ambulatoriais localizadas nos centros de saúde, unidades mistas e hospitais. Resultados: 71,3% dos pacientes eram do sexo feminino. A relação de Medicamentos Básicos estava disponível aos prescritores em apenas 13% dos consultórios e os protocolos clínicos em apenas 10,3%. O número médio de medicamentos por prescrição foi de 2,07. A prescrição de medicamentos por denominação genérica foi de 84,5% e a de medicamentos prescritos que pertenciam à Relação de Medicamentos Básicos foi de 89%. 7 Dos medicamentos traçadores, 79,9% estavam disponíveis nas farmácias das unidades básicas de saúde. Apenas 35...

Study utilization of parenteral medications in pediatric unit of universitary hospital; Estudo de utilização de medicamentos parenterais em uma unidade de internação pediátrica de um hospital universitário

Souza, Maria Clara Padovani de; Goulart, Marta Aparecida; Rosado, Viviane; Reis, Adriano Max Moreira
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Ciências Farmacêuticas Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Ciências Farmacêuticas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/2008 POR
Relevância na Pesquisa
36.82%
Parenteral drug administration has clinical relevance in pediatric care and the risk of acquire nosocomial infection. The purpose of this observational cross-sectional study was to describe the utilization of parenteral drugs in a pediatric unit. A research questionnaire was created. The variables about pharmacotherapy were collect in prescriptions. The descriptive statistical analysis was performed using SPSS A total of 75 patients were admitted, 56% were male. The age range most frequently was the infants. The length of hospitalization was over 20 days (24.0%), 6 to 10 days (21.3%) and less than 3 days (17.3%). Parenteral route was used to 56 (74.7%) patients, so 19 (25.3%) used other routes or did not use medicine. Intravenous route was used to 52 (92.9%) patients. Overall, 47 different parenteral drugs were prescribed . The average of 4 drugs per patient requires more time of nursing team in activities related with drug administration. The high number of drug prescribed per patient raise concern about safety. The pharmacist should stimulate conversion from parenteral to oral administration .; A administração de medicamentos parenterais tem grande importância na assistência pediátrica e no risco para aquisição de infecções hospitalares. Este estudo observacional transversal visou descrever a utilização de medicamentos em uma unidade de internação pediátrica. Elaborou-se um instrumento de coleta de dados...

Falsificação de medicamentos e a lei n. 11.903/09: aspectos legais e principais implicações; Counterfeit drugs and law n. 11.903/09: legal aspects and impacts

Nogueira, Ellen; Vecina Neto, Gonzalo
Fonte: Núcleo de Pesquisa em Direito Sanitário da Universidade de São Paulo Publicador: Núcleo de Pesquisa em Direito Sanitário da Universidade de São Paulo
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; AVALIADOS PELOS PARES; ; ; ; ; Peer-reviewed Article Formato: application/pdf
Publicado em 01/10/2011 POR
Relevância na Pesquisa
36.82%
Objetiva-se neste trabalho descrever as normas federais que regulam a cadeia farmacêutica e os mecanismos previstos para combate da falsificação, avaliar os medicamentos falsificados no período de 2005 a 2009 e especialmente delinear o escopo da Lei n. 11.903/09 e as principais implicações na cadeia mediante pesquisa bibliográfica e aplicação de questionário a associações de indústrias farmacêuticas. Foi observado neste trabalho um aumento no número de lotes de medicamentos falsificados no período de 2005 a 2009 no Brasil. A inclusão do mecanismo de autenticidade (etiqueta de segurança) e de rastreabilidade (código bidimensional) em todas as unidades de medicamentos prevista pela Lei n. 11.903/09 pode reduzir o número de casos de medicamentos falsificados, entretanto, outras medidas devem ser realizadas concomitantemente para o combate do mercado ilegal, tais como a fiscalização contínua e conscientização da população sobre os riscos de medicamentos falsificados. A implantação do novo sistema acarretará em aumento de gastos em todos os atores da cadeia farmacêutica, em especial na indústria farmacêutica, principalmente, se for ratificada a inclusão da etiqueta. Os desafios para implantação do sistema incluem a complexidade do mesmo e o número de atores envolvidos - o país conta com cerca de 3.800 distribuidoras e mais 79.000 de farmácias e drogarias - além dos prazos definidos pela Lei.; The objective of this article is to describe federal regulations that regulate the pharmaceutical chain and existing mechanisms to prevent counterfeiting...

Utilização de medicamentos em adultos: prevalência e determinantes individuais; Drug utilization in adults: prevalence and individuals determinants

Bertoldi, Andréa D; Barros, Aluísio J D; Hallal, Pedro C; Lima, Rosângela C
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/04/2004 POR
Relevância na Pesquisa
36.82%
OBJETIVO: Estudar os padrões de utilização de medicamentos, classificando-os por grupos farmacológicos e verificando os determinantes individuais desse uso. MÉTODOS: Delineamento transversal de base populacional. Amostra composta por 3.182 indivíduos com 20 anos de idade ou mais, residentes na região urbana do município de Pelotas, RS. O processo de amostragem foi conduzido em múltiplos estágios. O instrumento foi um questionário estruturado, utilizando um período recordatório de 15 dias e aplicado através de entrevistas individuais. Na análise bruta, foram utilizados os seguintes testes: qui-quadrado para comparação de proporções, teste t para comparação de médias e o teste de tendência linear. A análise ajustada foi conduzida através de uma regressão de Poisson. RESULTADOS: A prevalência de uso global de medicamentos foi de 65,9%. Os seguintes grupos apresentaram maiores prevalências de utilização de medicamentos após análise ajustada: mulheres, idosos, indivíduos de nível econômico mais elevado e com pior autopercepção de saúde. Os grupos farmacológicos mais utilizados foram os analgésicos, antiinflamatórios e anti-hipertensivos. CONCLUSÕES: A prevalência de uso de medicamentos foi superior às encontradas em outros estudos nacionais e internacionais. O estudo dos determinantes individuais de utilização de medicamentos indica os grupos mais sujeitos ao uso excessivo...

Efeitos adversos a medicamentos em hospital público: estudo piloto; Efectos adversos a medicamentos en hospital público: estudio piloto; Adverse effects from drugs in a public hospital: pilot study

Rozenfeld, Suely; Chaves, Sônia Maria Coelho; Reis, Lenice G da Costa; Martins, Mônica; Travassos, Cláudia; Mendes, Walter; Esteves, David Peres; César, Fátima Gloria D; Almeida, Regina Lucia V; Oliveira, Sueli Souza; Silva, Cosme M F Passos; Massafe
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/10/2009 POR; ENG
Relevância na Pesquisa
36.82%
Foram analisados os resultados da implantação de estratégia de monitoramento de efeitos adversos aos medicamentos em hospital público no Rio de Janeiro, RJ, em 2007. Com base em análise retrospectiva de 32 prontuários foram encontrados efeitos adversos em 16%. Para identificá-los, foram precisos 38 critérios rastreadores, dos quais os principais foram: uso de antieméticos, interrupção abrupta de medicamentos e sedação excessiva. Apesar das dificuldades, sobretudo relacionadas ao acesso às informações e à qualidade dos registros, a aplicação dos critérios rastreadores parece ser viável. Para aprimorar a implantação do método, sugere-se informatizar a coleta de informações e buscar indicadores de ajuste de risco.; Fueron analizados los resultados de la implantación de estrategia de monitoreo de efectos adversos a los medicamentos en hospital público en Rio de Janeiro, Sureste de Brasil, en 2007. Con base en análisis retrospectivo de 32 prontuarios fueron encontrados efectos adversos en 16%. Para identificarlos, fueron necesarios 38 criterios rastreadores, de los cuales los principales fueron: uso de antieméticos, interrupción abrupta de medicamentos y sedación excesiva. A pesar de las dificultades, sobre todo relacionadas con el acceso a las informaciones y a la calidad de los registros...

Uso de medicamentos por idosos em região do sul do Brasil; Drug use by the elderly in Southern Brazil

Flores, Liziane Maahs; Mengue, Sotero Serrate
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/12/2005 POR; ENG
Relevância na Pesquisa
36.82%
OBJETIVO: Descrever o uso de medicamentos por idosos, avaliar a presença de polifarmácia, os efeitos de características sociodemográficas e as condições de saúde no uso da medicação. MÉTODOS: Pesquisa de estudo transversal, realizado em 2001 e 2002, em Porto Alegre, no Estado do Rio Grande do Sul, em uma amostra de 215 idosos. Os dados sobre o uso de medicamentos foram coletados por meio de um questionário preenchido durante visita domiciliar. Os medicamentos foram classificados de acordo com Anatomical-Therapeutical-Chemical Classification System. RESULTADOS: Dos entrevistados, 141 (66%) eram mulheres; 117 (54%) na faixa etária entre 60 e 70 anos, 157 (73%) brancos, 115 (53%) tinham companheiros(as) e 145 (67%) cursaram até o ensino fundamental. A prevalência de uso de medicação foi de 91% (n=195). Na semana anterior à entrevista foram utilizados 697 medicamentos, com média de 3,2 (DP=2,5) medicamentos por pessoa. Do total da amostra, 187 (87%) haviam realizado no mínimo uma consulta médica no último ano, 71 (33%) pessoas usavam medicamento sem prescrição médica e em 57 (27%) casos foi caracterizada polifarmácia. CONCLUSÕES: Constatou-se padrão elevado de uso de medicamentos entre pessoas de faixa etária igual ou superior a 60 anos que vivem na comunidade...

A percepção da comunidade sobre a atuação do Serviço de Atenção Farmacêutica em ações de educação em saúde relacionadas à promoção do uso racional de medicamentos; Community's perception towards the performance of Pharmaceutical Service Care in the health education actions related to rational medicine use

Vinholes, Eduardo Rocha; Alano, Graziela Modolon; Galato, Dayani
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/06/2009 POR
Relevância na Pesquisa
36.82%
A educação em saúde visa democratizar o acesso ao conhecimento e tornar os indivíduos da comunidade capazes de atuar como corresponsáveis na promoção da saúde. O objetivo deste trabalho foi apresentar a experiência do Serviço de Atenção Farmacêutica em ações na comunidade com vistas a promover o uso racional de medicamentos. Utilizou-se uma abordagem qualitativa, do tipo pesquisa-ação. Realizou-se a descrição da experiência e o levantamento das percepções dos responsáveis pelos grupos envolvidos nas palestras. Foram realizadas 22 palestras alcançando 565 participantes; os temas pré-selecionados envolviam assuntos como polimedicação, automedicação e adesão terapêutica, e os que surgiram no decorrer das palestras foram classificados como temas emergentes, representados por experiências dos participantes quanto às doenças e suas formas de tratamento, os efeitos colaterais de medicamentos, o manejo não farmacológico de problemas de saúde, qualidade, segurança e eficácia de medicamentos genéricos e o acesso aos medicamentos. Na percepção dos líderes dos grupos foi mencionado que as palestras contribuíram para o uso racional de medicamentos, proporcionando a mudança de postura, segundo alguns relatos. As palestras colaboraram para reforçar que o papel da equipe de saúde não é apenas o de permitir o acesso aos medicamentos...

KNOWLEDGE OF A PATIENT GROUP ON GENERIC DRUGS THEY WERE TAKEN; CONOCIMIENTO DE UN GRUPO DE PACIENTES SOBRE MEDICAMENTOS GENÉRICOS UTILIZADOS POR ELLOS; CONHECIMENTO DE UM GRUPO DE PACIENTES SOBRE MEDICAMENTOS GENÉRICOS POR ELES UTILIZADOS

Silva, Antonio Carlos da; Mata, Luciana Regina Ferreira da; Filho, Paulo Celso Prado Telles; Filho, José Fernando Petrilli
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 20/12/2007 POR
Relevância na Pesquisa
36.82%
This study aimed to analyze the knowledge of a patient group at a philanthropic hospital in the interior of Minas Gerais State, Brazil, on generic drugs they were taking. Twenty-five patients discharged from the medical clinic in October 2006 were interviewed at home. Data collection was undertaken between November 18th, 2006 and January 03rd, 2007 through a questionnaire that asked the name, dose, frequency, time, expected effect and side-effect, among others. Five (20%) patients did not know the name of the drug they were taking, 7 (28%) did not know the dose, 4 (16%) did not know the frequency, l6 (24%) did not know the expected effect, 21 (84%) did not know the side effect and 14 (56%) did not know what generic drugs are. It was evidenced that patients have little knowledge on generic medication, which demands wide-ranging educational actions by nurses.; La finalidad de este estudio fue analizar el conocimiento de un grupo de pacientes de un hospital filantrópico en el interior del Estado de Minas Gerais, Brasil, acerca de los medicamentos genéricos utilizados por ellos. Se entrevistaron en domicilio 25 pacientes, que recibieron alta hospitalaria de la Clínica Médica en octubre de 2006. Las entrevistas fueron realizadas en el período entre 18 de noviembre de 2006 y 03 de enero de 2007...

Consumo de medicamentos alopáticos en Costa Rica, 2006

Jiménez Herrera,Luis Guillermo
Fonte: Revista Costarricense de Salud Pública Publicador: Revista Costarricense de Salud Pública
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/07/2008 ES
Relevância na Pesquisa
36.82%
Los medicamentos alopáticos se constituyen en un recurso que las personas utilizan para tratar las situaciones particulares que afectan su estado de salud-enfermedad, de modo que se les debe dar un uso y manejo adecuado. En este estudio descriptivo se evidencia la situación de consumo de medicamentos alopáticos en Costa Rica según auto reporte, presencia de enfermedades, factores socioeconómicos, geográficos y del auto-reporte de satisfacción-felicidad de las personas. Los datos se obtuvieron de la primera Encuesta Nacional de Salud para Costa Rica, efectuada en el año 2006, de la cual se puede hacer inferencia hacia todo el ámbito nacional. Las variables fueron codificadas considerando el consumo de medicamentos para enfermedades agudas, crónicas y para otros usos. Los principales hallazgos encontrados fueron: la automedicación puede estar presente como una práctica poblacional, prevaleció el consumo de medicamentos agudos pero tomando en cuenta la presencia de enfermedad son los crónicos los de mayor uso; las mujeres consumen de todos los tipos de medicamentos en mayor proporción que los hombres, los medicamentos agudos figuran en edades tempranas y los crónicos en tardías, la principal proveedora es la Seguridad Social y hay diferencias en el consumo según el ingreso...

Consumo de medicamentos en los ancianos: resultados de un estudio poblacional

Valderrama Gama,Emiliana; Rodríguez Artalejo,Fernando; Palacios Díaz,Antonia; Gabarre Orús,Pilar; Pérez del Molino Martín,Jesús
Fonte: Revista Española de Salud Pública Publicador: Revista Española de Salud Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; journal article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: text/html; application/pdf
Publicado em 01/05/1998 SPA
Relevância na Pesquisa
36.82%
FUNDAMENTO: Evaluar la magnitud, naturaleza y cronicidad del consumo de medicamentos en ancianos no institucionalizados, así como la complejidad de su régimen terapéutico. MÉTODO: Estudio transversal a través de encuesta a domicilio de todas las personas de 65 o más años. Municipio de Villanueva de los Castillejos (Huelva). El entrevistador pedía a la persona que mostrara todos los medicamentos que usaba sin olvidar ninguno, anotaba el nombre comercial, dosis y frecuencia con que el medicamento era consumido, y el tiempo aproximado en meses o años en que lo venía utilizando. Se introducen métodos de medida para evaluar la complejidad del régimen terapéutico. RESULTADOS: Se obtuvo información de 362 sujetos (83,8% de la población de hecho). El 83,1% de ellos utilizaba uno o más medicamentos a diario, con una media (desviación estándar) de 2,6 (2,0). Los más usados fueron los antihipertensivos (41,8%), los vasodilatadores periféricos dirigidos a la circulación cerebral (21,3%), las benzodiacepinas (17,4%) y los antinflamatorios no esteroideos (14,1%). El 91,3 y 46,1% de los sujetos con consumo diario tomaba uno o más fármacos desde hacía al menos 1 y 5 años respectivamente. La medicación era consumida como promedio entre una y dos veces al día. Aproximadamente un 20% de la población estudiada tomaba medicamentos sólo cuando aparecían ciertos síntomas...

Condiciones de transporte de medicamentos en misiones internacionales de las Fuerzas Armadas: Diseño de un estudio de estabilidad especifico para operaciones

Zamanillo Sainz,A.; Verón Moros,M.; Juberías Sánchez,A.; Cabrera Merino,J.I.; Mañes Pradas,J.P.
Fonte: Sanidad Militar Publicador: Sanidad Militar
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; journal article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: text/html; application/pdf
Publicado em 01/09/2012 SPA
Relevância na Pesquisa
36.82%
Introducción: El abastecimiento de los recursos sanitarios es una parte crítica del apoyo sanitario en las operaciones de nuestras Fuerzas Armadas. El transporte de medicamentos y productos sanitarios se realiza por vía aérea. La regulación del medicamento exige que las condiciones de almacenamiento y transporte se efectúen de modo que su calidad se mantenga íntegra durante el periodo de validez del mismo, por lo que un trasporte de calidad no debe generar riesgos sobre los medicamentos, derivados de exposiciones a elevados grados de calor, frío, humedad, otros factores negativos, microorganismos o plagas. Podremos caracterizar, por tanto, las condiciones ambientales asociadas a un transporte mediante la medición de la Temperatura y la Humedad Relativa. Objetivo: Cualificación del transporte de medicamentos. Diseño de un Estudio de Estabilidad específico para Operaciones (EEO). Material y métodos: Se efectúa una monitorización de los transportes efectuados al ROLE 2 E (Herat) durante un ciclo anual. Se utilizan Data logger: LOG 32 con rango de medición -40 a +70ºC y 0 a 100% HR y programa para cálculo de los parámetros de cualificación de los envíos, para la cualificación y evaluación del transporte. Distintos aparatos de laboratorio y sus correspondientes métodos para el ensayo de estabilidad. Paquete estadístico SPSS versión 15 para el tratamiento de resultados. Resultados: Las temperaturas máximas y mínimas registradas en los 18 transportes monitorizados...

Uso racional de medicamentos: ¿qué conocen los médicos residentes sobre los fármacos de uso corriente?

Giachetto,Gustavo; Banchero,Patricia; Telechea,Héctor; Speranza,Noelia; Wolaj,Mijal; Toledo,Mauricio; Olmos,Ismael; Camacho,Gabriela; Kegel,Silvia; Nanni,Luciana; Seade,Carolina
Fonte: Revista Médica del Uruguay Publicador: Revista Médica del Uruguay
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2003 ES
Relevância na Pesquisa
36.82%
Introducción: El uso irracional de los medicamentos constituye un riesgo inadmisible para los pacientes y un continuo derroche de recursos. De los diversos factores que contribuyen a esta realidad, el hábito de prescripción de los médicos es uno de los más frecuentes. La prescripción es un proceso razonado que exige el uso de información actualizada e independiente sobre los medicamentos. Objetivo: Conocer la información que tienen los médicos residentes de pediatría y medicina interna sobre medicamentos de uso frecuente. Material y método: En diciembre de 2002 se encuestaron en forma personal y anónima, 69 médicos residentes (38 de pediatría y 31 de medicina interna). Se evaluó el conocimiento sobre nombre genérico, dosis, efectos adversos y contraindicaciones absolutas de medicamentos de uso frecuente en cada una de las disciplinas. Las respuestas fueron catalogadas como verdaderas o falsas utilizando un estándar elaborado por los autores. Resultados: Los porcentajes de respuestas verdaderas entre los residentes de pediatría fueron: genérico 82%, dosis 42%, efectos adversos comunes 16%, efectos adversos graves 16% y contraindicaciones 32%. Entre los residentes de medicina interna: genérico 89%, dosis 53%, efectos adversos comunes 16%...