Página 16 dos resultados de 7591 itens digitais encontrados em 0.007 segundos

Actividade física no idoso

Duarte, Ana Margarida Marques; Martins, Rosa Maria Lopes, orient.
Fonte: Instituto Politécnico de Viseu, Escola Superior de Saúde de Viseu Publicador: Instituto Politécnico de Viseu, Escola Superior de Saúde de Viseu
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
36.68%
Curso de mestrado em enfermagem de reabilitação; RESUMO INTRODUÇÃO: Dados recentes indicam que o aumento da longevidade exige das pessoas idosas mudanças estruturais radicais no seu modo de vida que afectam diversos aspectos do seu dia-a-dia, desde a alimentação aos seus hábitos e práticas. As quedas são um problema complexo na população idosa, porque comprometem de uma forma decisiva a sua qualidade de vida, podendo mesmo agravar alguns quadros clínicos. É neste contexto que surge a ideia da efectivação de uma investigação que procure de alguma forma contribuir para o estudo da pessoa idosa, nomeadamente no que concerne à importância da actividade física no equilíbrio/risco de queda. MÉTODO DE ESTUDO: Tendo em conta os objectivos e as características do estudo, o tempo e recursos disponíveis para a investigação, enveredamos por um tipo de estudo exploratório, descritivo-correlacional. O presente estudo tem como objectivo conhecer a importância da actividade física (AF) no Equilíbrio/risco de queda do idoso, aferido através da Escala de Equilíbrio de Berg (EEB). Também procurámos perceber a influências das características pessoais e do IMC na AF e no Equilíbrio/risco de queda. A amostra, constituída por 62 idosos...

Adequação da terapêutica no doente idoso em Portugal

Ferreira, Rute Isabel Lopes
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2010 POR
Relevância na Pesquisa
36.68%
Tese de mestrado, Farmácia (Cuidados Farmacêuticos), Universidade de Lisboa, Faculdade de Farmácia, 2010; Introdução: A elevada prevalência de comorbilidades e polimedicação associada às alterações farmacocinéticas e farmacodinâmicas relacionadas com a idade, tornam o idoso mais susceptível a eventos adversos, daí que a terapêutica geriátrica exija cuidados acrescidos. Esta preocupação conduziu à criação de diversos instrumentos para a avaliação do uso de medicamentos inapropriados no idoso, sendo o Critério de Beers o mais frequentemente utilizado. Objectivos: Avaliar a adequação da terapêutica dos idosos portugueses seguidos em consultas de medicina geral e familiar, caracterizando a morbilidade e o seu perfil farmacoterapêutico. Métodos: Estudo descritivo transversal numa base de dados previamente facultada, a qual integra dados clínicos de 1011 idosos, com idade igual ou superior a 65 anos. Confronto do perfil de prescrição adoptado para as doenças mais prevalentes com as respectivas normas de orientação clínica. Avaliação dos medicamentos potencialmente inapropriados, de acordo com os critérios de Beers operacionalizados para Portugal. Resultados: Cerca de 8% dos doentes idosos tinham pelo menos cinco doenças diagnosticadas e quase 25% apresentavam polimedicação major...

TC e risco cognitivo : uma prospecção no idoso do Vale do Tejo

Costa, Nuno Vasco Veloso Pereira da
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /05/2011 POR
Relevância na Pesquisa
36.68%
Introdução: as doenças neurodegenerativas são um importante problema de saúde pública nos países desenvolvidos e a sua prevalência está em constante crescimento, acompanhando a longevidade cada vez maior da população. Actualmente, não existe um marcador definitivo de diagnóstico. A adopção de biomarcadores neurorradiológicos (TC) para a identificação precoce do DCL e da DA assume cada vez mais uma posição de destaque. Objectivo: experimentar a TC como potencial exame epidemiológico para aplicação complementar da clínica na relação ―vascular-cognitiva‖ do idoso. Métodos: neste estudo retrospectivo procedeu-se à recolha (durante o ano de 2009) de 77 TC-CE escolhidas de forma randomizada, sendo 63,6% de indivíduos do sexo feminino e 36,4% do sexo masculino (região Médio Tejo). Constituiram-se 3 grupos de acordo com a informação clínica providenciada na requisição do exame: grupo I (informação inespecífica, sem factores de risco cérebro-vascular), grupo II (risco vascular sem referência a alteração cognitiva) e grupo III (referência a possível declínio cognitivo). As variáveis avaliadas e correlacionadas foram: a informação clínica, a idade, as lacunas, o ângulo do corpo caloso (ACC)...

A terapia comunitária como um novo instrumento de cuidado para saúde mental do idoso

Rocha,Ianine Alves da; Braga,Lucineide Alves Vieira; Tavares,Lucídia de Medeiros; Andrade,Fábia Barbosa de; Ferreira Filha,Maria de Oliveira; Dias,Maria Djair; Silva,Antônia Oliveira
Fonte: Associação Brasileira de Enfermagem Publicador: Associação Brasileira de Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2009 PT
Relevância na Pesquisa
36.68%
A Terapia Comunitária vem surgindo como uma nova tecnologia de cuidado nos programas de inserção e apoio à saúde mental da população. Esta pesquisa exploratória tem como objetivo identificar o número de grupos de terapia comunitária com idosos no município de João Pessoa - PB, conhecer os principais temas apresentados pelos idosos e as estratégias utilizadas para o enfrentamento das dificuldades e revelar depoimentos relacionados à melhoria da qualidade de vida dos idosos. Os dados foram coletados nas fichas de registro das terapias, analisado numa abordagem quantitativa. Os resultados demonstraram que o problema mais freqüente nos idoso é o estresse, a estratégia de enfrentamento mais utilizada é a espiritualidade. A Terapia Comunitária vem contribuindo para saúde mental do idoso.

Práticas do cuidador informal do idoso no domicílio

Vieira,Chrystiany Plácido de Brito; Fialho,Ana Virgínia de Melo; Freitas,Consuelo Helena Aires de; Jorge,Maria Salete Bessa
Fonte: Associação Brasileira de Enfermagem Publicador: Associação Brasileira de Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2011 PT
Relevância na Pesquisa
36.68%
Objetivou-se analisar a produção científica da Enfermagem brasileira, de 1979 a 2007, sobre as práticas do cuidador informal do idoso no domicílio. Trata-se de revisão bibliográfica, com abordagem qualitativa, desenvolvida em junho e julho de 2009, que estudou teses e dissertações publicadas nos catálogos do Centro de Estudos e Pesquisas em Enfermagem (CEPEn). Utilizou-se o sistema de categorização temática para a análise dos dados. Dos onze trabalhos levantados, chegou-se a quatro categorias: atividades realizadas pelo cuidador, dificuldades no cotidiano do cuidar, sentimentos vivenciados pelo cuidador e conhecimentos e experiências do cuidador. O conhecimento da atuação desses cuidadores é de fundamental importância para as ações do enfermeiro e da equipe de saúde, dirigindo o cuidado não só ao idoso, mas também ao seu cuidador.

Ações ecossistêmicas e gerontotecnológicas no cuidado de enfermagem complexo ao idoso estomizado

Barros,Edaiane Joana Lima; Santos,Silvana Sidney Costa; Gomes,Giovana Calcagno; Erdmann,Alacoque Lorenzini; Pelzer,Marlene Teda; Gautério,Daiane Porto
Fonte: Associação Brasileira de Enfermagem Publicador: Associação Brasileira de Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2014 PT
Relevância na Pesquisa
36.68%
Objetivou-se identificar as ações ecossistêmicas e gerontotecnológicas a serem realizadas para a um cuidado de enfermagem complexo ao idoso estomizado. Realizou-se uma pesquisa qualitativa, descritiva do tipo Estudo de Caso. Os dados foram coletados por entrevistas, os idosos foram classificados quanto à Funcionalidade, Incapacidade e Saúde, realizado exame físico e observação sistemática. Participaram dez idosos de um Serviço de Estomaterapia do Sul do Brasil, de junho a agosto de 2012. Desenvolveu-se um modelo teórico e os dados foram comparados com o protocolo do estudo. Como ações ecossistêmicas identificaram-se a construção de um ambiente terapêutico, a garantia de acesso físico / adaptações ambientais e, como ações gerontotecnológicas, o processo educativo em saúde, o encaminhamento ao grupo de apoio e o fornecimento de materiais e equipamentos necessários ao autocuidado. O cuidado de enfermagem é fundamental para o idoso estomizado enfrentar suas limitações, desmistificando sua deficiência/incapacidade/saúde.

Relação no cuidado entre o cuidador familiar e o idoso com Alzheimer

Seima,Marcia Daniele; Lenardt,Maria Helena; Caldas,Célia Pereira
Fonte: Associação Brasileira de Enfermagem Publicador: Associação Brasileira de Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2014 PT
Relevância na Pesquisa
36.68%
Trata-se de estudo quantitativo, de corte transversal, e qualitativo-descritivo, cujo objetivo foi interpretar a relação no cuidado entre cuidadores familiares e idosos com Alzheimer, alicerçada na dialética concreta da participação segundo os quatro preceitos de Gabriel Marcel. A amostra de conveniência foi composta de 208 cuidadores familiares na etapa quantitativa e 36 na qualitativa. Os cuidadores são mulheres (n=178; 86%), idade entre 22 a 83 anos, residem com o idoso (n=169; 81%), têm mais de oito anos de escolaridade (n=147; 71%), não possuem ocupação profissional (n=121; 58%) e apresentam sobrecarga moderada (n=96; 46,2%). O tema síntese foi A ordem do mistério entremeado pela esperança sustentada pela fé. A relação entre o familiar e o idoso com Alzheimer envolve amor, fidelidade, esperança e presença. Interpretar esta relação possibilita ao enfermeiro desenvolver a sensibilidade e a criatividade para atuação profissional considerando a subjetividade e o mistério das relações humanas.

Perfil diagnóstico do idoso portador de desequilíbrio corporal: resultados preliminares

Simoceli,Lucinda; Bittar,Roseli Moreira Saraiva; Bottino,Marco Aurélio; Bento,Ricardo Ferreira
Fonte: ABORL-CCF Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial Publicador: ABORL-CCF Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2003 PT
Relevância na Pesquisa
36.68%
FORMA DE ESTUDO: Estudo de corte transversal. MATERIAL E MÉTODOS: Os autores avaliaram 55 pacientes que procuraram o Ambulatório de Otoneurologia Geriátrica do Hospital das Clínicas do HCFMUSP com queixa de desequilíbrio e/ou tontura entre agosto de 2001 e março de 2003, caracterizando o perfil dessa população de idosos quanto a idade, sexo, fatores etiológicos relacionados à alteração do equilíbrio, conduta terapêutica adotada e resultados parciais de tratamentos propostos. RESULTADOS: O paciente idoso com alteração do equilíbrio corporal apresentou mais de uma etiologia relacionada ao seu problema em 51% dos casos, sendo as patologias mais freqüentes: Insuficiência Vértebro-Basilar - IVB (40%), Alteração Metabólica relacionada a metabolismo de açúcar e colesterol (40%), Síndrome do Desequilíbrio de Idoso - SDI (30%), Vertigem Posicional Paroxística Benigna - VPPB (14,5%), Vestibulopatia Cervical (7,2%) e Alterações Hormonais (5,4%), entre outras. CONCLUSÃO: Estes achados corroboram dados prévios da literatura e chamam a atenção para a necessidade de uma abordagem multidisciplinar para a compreensão do desequilíbrio e seu adequado tratamento na população idosa.

Reabilitação auditiva no idoso

Marques,Ana Cléia de O.; Kozlowski,Lorena; Marques,Jair Mendes
Fonte: ABORL-CCF Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial Publicador: ABORL-CCF Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2004 PT
Relevância na Pesquisa
36.68%
Dentre as alterações sensoriais que acompanham o processo de envelhecimento, a deficiência auditiva, conhecida como presbiacusia, é uma das mais incapacitantes. Esta alteração diminui o contato social, gerando alterações emocionais muitas vezes devastadoras. Além da limitação auditiva decorrente da deficiência auditiva adquirida, verifica-se o aparecimento do handicap auditivo, relacionado a aspectos não auditivos e às alterações emocionais e sociais desencadeados pela deficiência auditiva. FORMA DE ESTUDO: Clínico prospectivo. MATERIAL E MÉTODO:Fizeram parte deste estudo 7 Sujeitos, 3 do sexo masculino e 4 do sexo feminino, com idades que variaram de 60 a 77 anos e portadores de perda auditiva sensorioneural bilateral usuários de aparelho de amplificação sonora unilateral. Foram realizadas 7 sessões de reabilitação auditiva com duração de 1 hora cada, semanal e em grupo, nas quais foram treinados Leitura Orofacial de todos os fonemas da língua portuguesa e trabalhadas estratégias situacionais e comportamentais. RESULTADOS: Foi verificada uma redução significativa da percepção do handicap auditivo em todos os sujeitos após o término das 7 sessões, observados a partir da aplicação do questionário HHIE-S pré- e pós-reabilitação auditiva. CONCLUSÃO: Para minimizar as reações psicossociais do idoso decorrentes da deficiência auditiva...

Concepções e práticas do agente comunitário na atenção à saúde do idoso

Bezerra,Adriana Falangola Benjamin; Espírito Santo,Antônio Carlos Gomes do; Batista Filho,Malaquias
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2005 PT
Relevância na Pesquisa
36.68%
OBJETIVO: Analisar as principais concepções entre agentes comunitários referentes ao processo de envelhecimento. MÉTODOS: Pesquisa qualitativa, do tipo exploratória/descritiva, realizada no município de Camaragibe, Estado de Pernambuco, no período de 2000 a 2002. Os dados foram coletados por meio de análise documental e entrevista com 148 agentes comunitários de saúde. A análise temática permitiu a classificação e agregação dos dados. RESULTADOS: As agentes identificaram como principal atribuição desenvolver atividades de educação em saúde e realizar ações básicas; referem opinião de valor negativo em relação ao envelhecimento e apresentam compreensão do conceito de saúde. As queixas mais citadas pelos idosos referem-se aos problemas de saúde e à necessidade de afeto. O cuidado com os problemas de saúde foi identificado como a principal responsabilidade da agente e a organização dos serviços foi uma das dificuldades para operacionalizar o atendimento. A sondagem em relação às expectativas revelou o desejo das agentes por mais conhecimento em envelhecimento. CONCLUSÕES: As agentes identificam-se como protagonistas da atenção básica e agente nuclear da realização de determinadas políticas de saúde. As concepções em relação às atribuições e a saúde do idoso apresentam uma visão positiva. O estudo indica a necessidade de investir na formação de agentes capazes de lidar com os múltiplos aspectos do envelhecimento.

Produção do conhecimento em enfermagem: a (in) visibilidade da atenção à saúde do idoso

Veiga,Kátia Conceição Guimarães; Menezes,Tânia Maria de Oliva
Fonte: Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem Publicador: Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2008 PT
Relevância na Pesquisa
36.68%
Esta pesquisa bibliográfica, exploratória e descritiva, com abordagem quantitativa, objetivou identificar a ocorrência de estudos de enfermagem na atenção à saúde do idoso e analisar a produção deste conhecimento em cinco periódicos de enfermagem publicados em 2005. Os resultados demonstraram que o número de publicações nesta área é bastante limitado, 3,7%. Estas publicações estão concentradas nos estados de São Paulo, 40%, e Rio de Janeiro, 28%; predominou a abordagem qualitativa, 50%, sendo identificados vários referenciais teórico-metodológicos. Os objetos mais estudados foram as necessidades em saúde e o cuidador, com 33,3% cada; o docente esteve presente na autoria de todas as publicações. Concluiu-se que há necessidade de produção de conhecimento de Enfermagem em Atenção à Saúde do Idoso e, para dar visibilidade a esta temática, faz-se necessário o reconhecimento e a consolidação desta especialidade enquanto área de atuação profissional, pesquisadores competentes e política nacional de incentivo a pesquisa.

Características sócio-demográficas do atendimento ao idoso após alta hospitalar na Estratégia da Saúde de Família

Marin,Maria José Sanches; Bazaglia,Fernanda Crizol; Massarico,Aline Ribeiro; Silva,Camila Batista Andrade; Campos,Rita Tiagor; Santos,Simone de Carvalho
Fonte: Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem Publicador: Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2010 PT
Relevância na Pesquisa
36.68%
Este estudo teve por objetivo verificar o perfil sócio-demográfico dos idosos e a assistência que recebem após a alta hospitalar da equipe da Estratégia de Saúde da Família (ESF). Trata-se de um estudo descritivo, e a coleta de dados foi realizada com 67 idosos que receberam alta nos meses de outubro, novembro e dezembro de 2007, residentes na área de abrangência da ESF do município de Marília (SP). Para apresentação dos dados, utilizou-se a estatística descritiva simples. A maioria dos idosos é do sexo feminino, e foi internada por encaminhamento do Pronto Socorro e, ao apresentar complicação, procurou o hospital. Mais de dois terços deles afirmaram ter recebido visita de profissionais da equipe da ESF, principalmente do Agente Comunitário de Saúde (ACS), mas sugeriram um acompanhamento mais frequente da equipe. Depreende-se que é preciso avançar na construção de um novo modelo de atenção ao idoso, após alta hospitalar.

Afetividade no processo de cuidar do idoso na compreensão da enfermeira

Prochet,Teresa Cristina; Silva,Maria Julia Paes da; Ferreira,Dejanete Mendes; Evangelista,Viviane Canhizares
Fonte: Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem Publicador: Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2012 PT
Relevância na Pesquisa
36.68%
O objetivo deste estudo foi descrever, na visão da enfermeira, o significado do cuidado efetivo/afetivo, os fatores de interferência e o aprendizado promovido pela convivência com o idoso hospitalizado, bem como a percepção de sentir-se ou não preparada para cuidar. Estudo qualitativo desenvolvido com enfermeiras de um hospital do interior paulista. Entre as descobertas, identificou-se que o significado sobre a promoção do cuidado efetivo/afetivo envolve o conhecimento do cliente em seu contexto social; extrapola o cuidado técnico e envolve o atendimento das necessidades do cliente. As interferências na convivência com os idosos foram as ligadas à própria condição do idoso, à dinâmica do trabalho e às adaptações ambientais e administrativas. Todas as entrevistadas informaram que, embora se sintam preparadas, percebem a necessidade de estudar melhor a área de geriatria e gerontologia. O cuidado percebido como adequado e de qualidade é o que engloba técnica, conhecimento e o saber conviver com paciência e atenção.

Avaliação dos gastos com o cuidado do idoso com demência

Veras,Renato Peixoto; Caldas,Célia Pereira; Dantas,Sérgio Baptista; Sancho,Leyla Gomes; Sicsú,Bernardo; Motta,Luciana Branco da; Cardinale,Carlos
Fonte: Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2007 PT
Relevância na Pesquisa
36.68%
CONTEXTO: Trata-se de um estudo sobre os gastos da família com o idoso com síndrome demencial. Considerando o impacto financeiro que essa condição de saúde gera, foram analisados os gastos de 41 famílias. OBJETIVO: Identificar a estrutura de gasto e receita das famílias responsáveis pelo cuidado de pacientes portadores desta condição. MÉTODOS: Trata-se de um estudo de avaliação de gastos e se caracteriza por ser exploratório, descritivo e transversal. Seu objeto envolve a unidade familiar na qual o doente se insere e os gastos relacionados ao cuidado com o idoso que tem síndrome demencial. O questionário foi aplicado a um grupo de 41 pacientes e suas famílias acompanhados no ambulatório de neurogeriatria da Universidade Aberta da Terceira Idade/Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UnATI/UERJ). Portanto, trata-se de um estudo de caso. RESULTADOS: Os achados sugerem que a repercussão é realmente grande e chega a comprometer, em média, 66% da renda familiar com gastos que podem chegar a 75% no caso de pacientes em estágio inicial, a 62% no estágio avançado e a cerca de 80% da renda familiar, quando associada a outra doença crônica. CONCLUSÕES: Da perspectiva da saúde pública, esses achados reiteram as conclusões das pesquisas prévias que apontam ser o aumento dos gastos com o cuidado uma das dimensões que contribuem para as alterações na saúde física e mental dos cuidadores. Ou seja...

O papel da odontologia na equipe interdisciplinar: contribuindo para a atenção integral ao idoso

Shinkai,Rosemary Sadami Arai; Del Bel Cury,Altair Antoninha
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2000 PT
Relevância na Pesquisa
36.68%
Este trabalho bibliográfico teve por objetivo discutir a atuação da odontologia na atenção integral à saúde do idoso, considerando-se a necessidade da abordagem interdisciplinar. É apresentada a atual situação da odontologia geriátrica e os problemas que ocorrem no Brasil pela falta de estudos específicos e de recursos humanos capacitados em geriatria e gerontologia dentro da odontologia. São destacadas as interações entre as diversas profissões de saúde e a odontologia, para a promoção de saúde, prevenção específica e reabilitação de pacientes idosos, com ênfase na importância da comunicação e troca de informações.

Atendimento domiciliar ao idoso: problema ou solução?

Floriani,Ciro Augusto; Schramm,Fermin Roland
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2004 PT
Relevância na Pesquisa
36.68%
O atendimento domiciliar ao idoso tem se tornado um importante instrumento de assistência nos últimos anos, tanto nos países desenvolvidos quanto nos países em desenvolvimento. Vários aspectos éticos, sociais e operacionais têm sido negligenciados e a literatura nacional é escassa em relação a esta temática. A partir de revisão bibliográfica em atendimento domiciliar, este artigo enfoca, do ponto de vista bioético, os potenciais problemas advindos com a implantação dessa crescente e importante modalidade de atendimento. Conclui ser necessário um maior direcionamento ético na implantação do atendimento domiciliar, com políticas de proteção ao paciente, à família e ao cuidador, visando a aperfeiçoar a qualidade dos programas oferecidos.

Estratégia Saúde da Família e a atenção ao idoso: experiências em três municípios brasileiros

Motta,Luciana Branco da; Aguiar,Adriana Cavalcanti de; Caldas,Célia Pereira
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2011 PT
Relevância na Pesquisa
36.68%
O processo de trabalho, a organização da rede assistencial e o conhecimento dos profissionais de seis equipes da Estratégia Saúde da Família sobre a atenção ao idoso foram investigados em três municípios do Estado do Rio de Janeiro, Brasil, por meio de entrevistas e de grupos focais. Identificou-se a centralidade do trabalho dos agentes comunitários, a priorização das ações programáticas em detrimento da abordagem dos problemas da comunidade adscrita, a sobrecarga de trabalho, a desorganização das redes de saúde e a falta de abordagens sistêmicas fundamentada em conteúdos básicos da Geriatria e Gerontologia. Conclui-se que existe a necessidade de uma rede de atenção ao idoso composta por serviços e níveis de atenção hierarquizados que ofereça suporte às ações das equipes. Essas, também podem se beneficiar de programas de educação permanente, sendo necessário, além disto, aumentar a oferta de conteúdos de geriatria e gerontologia nos cursos de graduação.

Abordagem profissional da violência familiar contra o idoso em uma unidade básica de saúde

Wanderbroocke,Ana Claudia Nunes de Souza; Moré,Carmen Leontina Ojeda Ocampo
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2013 PT
Relevância na Pesquisa
36.68%
O presente artigo tem como objetivo descrever a abordagem profissional da violência familiar contra idosos em uma unidade básica de saúde (UBS). Trata-se de pesquisa qualitativa, com dados coletados por meio de observação participante com registro em diário de campo e entrevistas semiestruturadas. Participaram das entrevistas dez profissionais da UBS. Os dados foram analisados segundo o referencial da Grounded Theory e duas categorias foram discutidas: manejo profissional de situações de violência familiar contra o idoso e condições da UBS para atender a situações de violência familiar contra o idoso. Os dados apontam para dificuldades dos profissionais de identificar situações de violência e crenças relacionadas à impossibilidade de enfrentá-la. Em termos institucionais, os dados indicam fatores que desfavorecem a detecção e acompanhamento dos casos como a menor ênfase no trabalho interdisciplinar e rotinas voltadas para a saúde física. O estudo sugere a necessidade de oferecer aos profissionais oportunidade para a reflexão sobre violência e possibilidades de intervenção.

O efeito da atividade física no aparelho locomotor do idoso

Pedrinelli,André; Garcez-Leme,Luiz Eugênio; Nobre,Ricardo do Serro Azul
Fonte: Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia Publicador: Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2009 PT
Relevância na Pesquisa
36.68%
Alterações fisiológicas que ocorrem no aparellho locomotor devido ao envelhecimento como perda de massa muscular, perda do equilíbrio corporal, diminuição da massa óssea e osteoartrose causam limitações às atividade da vida diária do idoso, comprometendo sua qualidade de vida e o tornando mais frágil e dependente. Idosos que realizam atividade física periodicamente tem melhor independência funcional e melhor qualidade de vida do que aquele sedentário. Esse artigo aborda as principais alterações fisiológica do processo de envelhecimento e realiza uma revisão da literatura atual sobre os efeitos que o exercício físico causa no aparelho locomotor do idoso, especificando qual a melhor forma de prescrever atividade física nessa faixa etária.

Obstrução intestinal no idoso

Henry,Maria Aparecida Coelho de Arruda; Lerco,Mauro Masson; Oliveira,Walmar Kerche de; Crippa,Leandro Teodoro; Monteiro,Paulo Augusto Zeratti; Lombardi,Ismael Augusto Silva; Rodrigues,Gabriel Doreto
Fonte: Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva Publicador: Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2007 PT
Relevância na Pesquisa
36.68%
RACIONAL: O envelhecimento da população é realidade sentida na vivência diária, levando à necessidade associada de prover cuidados médicos eletivos e de emergência a um número cada vez maior de idosos. OBJETIVO: Avaliar os aspectos clínicos, terapêuticos e evolutivos de pacientes idosos com obstrução intestinal atendidos no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu - UNESP. MÉTODOS: Análise retrospectiva de pacientes internados no período de janeiro de 2002 a dezembro de 2006. Foram estudados 50 pacientes, 24 homens e 26 mulheres, com idade média de 74,7 ± 7,4 anos, analisando-se a diferenciação entre obstrução funcional e orgânica; a freqüência das causas obstrutivas; a mortalidade; a incidência dos sinais e sintomas; e correlação laboratorial. RESULTADOS: O quadro obstrutivo intestinal teve as seguintes causas: brida (38%), câncer de colon (24%), hérnias (12%), impactacão fecal (12%), carcinomatose (10%) e volvo da sigmóide (4%). A mortalidade foi de 18% associada à complicações infecciosas em todos os pacientes. CONCLUSÕES: a) A distinção entre a obstrução intestinal funcional e orgânica oferece dificuldade no idoso; b) o câncer do colon constitui-se em importante causa de obstrução intestinal com quadro obstrutivo já na primeira manifestação clínica desse tumor; c) bridas e hérnias são igualmente importantes na etiologia da obstrução intestinal; d) os sinais clínicos obstrutivos são poucos evidentes no idoso e a leucometria é mais fidedigna para este diagnóstico.