Página 15 dos resultados de 5661 itens digitais encontrados em 0.003 segundos

Diagnóstico de baixa visão em crianças: sentimentos e compreensão de mães

Figueiredo,Mirela de Oliveira; Paiva e Silva,Roberto Benedito de; Nobre,Maria Inês Rubo
Fonte: Conselho Brasileiro de Oftalmologia Publicador: Conselho Brasileiro de Oftalmologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2009 PT
Relevância na Pesquisa
26.42%
OBJETIVOS: Identificar os sentimentos e reações de mães perante ao diagnóstico de baixa visão do filho e a sua compreensão do diagnóstico. MÉTODOS: Este estudo caracteriza-se como uma pesquisa qualitativa. Foram entrevistadas 11 mães de crianças com baixa visão atendidas pelo Serviço de Estimulação Visual do Setor de Oftalmologia Hospital de Clínicas da Unicamp. Para a coleta dos dados foram utilizadas entrevistas semiestruturadas. Os tópicos principais da entrevista foram: sentimentos diante do diagnóstico e a compreensão do diagnóstico da baixa visão. RESULTADOS: As mães apresentaram medo de que o filho fique cego e compreensão não clara da baixa visão, interpretando o diagnóstico médico de acordo com a sua subjetividade. CONCLUSÕES: A maneira como o diagnóstico é transmitido para as famílias é de extrema importância. As condições culturais, econômicas e emocionais dos pais, na maioria das vezes podem impedir a compreensão clara do diagnóstico.

Avaliação da acuidade visual Snellen

Zapparoli,Marcio; Klein,Fernando; Moreira,Hamilton
Fonte: Conselho Brasileiro de Oftalmologia Publicador: Conselho Brasileiro de Oftalmologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2009 PT
Relevância na Pesquisa
26.42%
OBJETIVOS: Avaliar a medida de acuidade visual (AV), por meio da tabela de Snellen, em consultórios de três grandes centros oftalmológicos de Curitiba, comparar essas medidas entre si, com um método computadorizado para aferição de AV, e também, com o padrão teórico desenvolvido por Hermann Snellen. MÉTODOS: Estudo descritivo incluindo 15 consultórios oftalmológicos e um método computadorizado para a medida de AV. Com o auxílio de uma trena e um paquímetro foi realizada a medida da distância do olho do paciente sentado até a parede de projeção dos optotipos e, ao mesmo tempo, medido o tamanho da letra que era projetada na parede para 4 linhas de AV. RESULTADOS: Para a análise dos resultados, optamos por comparar os ângulos apresentados por cada consultório no momento da realização da medida. Sem surpresas, observou-se que nenhum consultório obteve o ângulo exato de 5 minutos de arco. Comparando-se os consultórios com o método computadorizado, observou-se que apenas 2 consultórios obtiveram melhores resultados se comparados os ângulos de projeção dos optotipos, porém os dados são muito próximos e insignificantes estatisticamente. Já em relação aos demais consultórios, a superioridade do método computadorizado é bastante relevante. Todos tiveram diferenças significantes em relação ao padrão-ouro. Ainda individualmente...

Aplicações oftalmológicas do ácido hialurônico

Figueirêdo,Eugênio Santana de; Macedo,André Casimiro de; Figueirêdo,Priscila Fechine Ribeiro de; Figueirêdo,Régis Santana de
Fonte: Conselho Brasileiro de Oftalmologia Publicador: Conselho Brasileiro de Oftalmologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2010 PT
Relevância na Pesquisa
26.42%
O ácido hialurônico é um polissacarídeo da família dos glicosaminoglicanos e está presente nos tecidos conjuntivos dos mamíferos. No olho, pode ser encontrado na córnea, na esclera e, principalmente, no humor vítreo. Atualmente, vem sendo empregado em várias especialidades médicas, incluindo a oftalmologia. O objetivo desse artigo é demonstrar as diversas aplicações oftalmológicas atuais e futuras dessa substância.

Tracoma em pacientes com conjuntivite alérgica

Bezerra,Haroldo de Lucena; Santos,Glauco Igor Viana dos
Fonte: Conselho Brasileiro de Oftalmologia Publicador: Conselho Brasileiro de Oftalmologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2010 PT
Relevância na Pesquisa
26.42%
Objetivos: Este trabalho teve o objetivo de identificar possível associação entre conjuntivite alérgica e infecção por Chlamydia trachomatis. Método: Realizamos um estudo prospectivo em 104 olhos de 52 pacientes com hipótese diagnóstica de conjuntivite alérgica primaveril e atópica. Os pacientes foram examinados no Núcleo Especializado em Oftalmologia de João Pessoa - NEO. Foi realizada em todos os 52 pacientes, a citologia conjuntival, uma vez que pode evidenciar a presença de eosinófilos e corpúsculos de inclusões no esfregaço do raspado conjuntival, como também a imunofluorescência direta por ser o exame de escolha para confirmação de infecção por Chlamydia trachomatis. Todos os procedimentos foram aprovados pelo Comitê de Ética em pesquisa. Resultados: Dos 52 pacientes, 41 (78,8%) apresentou conjuntivite primaveril e 11 (21,2%) conjuntivite atópica. Quarenta e um (78,8%) eram do sexo masculino e 11 (21,2%) do feminino. As idades variaram de 3 a 19 anos, com uma média de 9,8 anos. Quanto à distribuição racial, 16 (30,8%) pacientes eram brancos, 14 (26,9%) eram negros e 22 (42,3%) eram pardos. Pacientes com doença alérgica sistêmica observou-se que 25 (48,1%) pacientes apresentaram asma brônquica...

Fibrohistiocitoma conjuntival simulando pterígio atípico na região amazônica: relato de caso

Carvalho,Roberto Murillo Limongi de Souza; Taleb,Alexandre; Carvalho,Giulianna Limongi de Souza; Ávila,Marcos
Fonte: Conselho Brasileiro de Oftalmologia Publicador: Conselho Brasileiro de Oftalmologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2010 PT
Relevância na Pesquisa
26.42%
Relatamos um caso inédito na literatura brasileira de fibrohistiocitoma conjuntival descoberto durante projeto comunitário de larga escala realizado pela equipe do Centro de Referência em Oftalmologia do Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Goiás na região amazônica. Paciente do sexo feminino, leucoderma, de 38 anos de idade, apresentava lesão vascularizada no olho direito no canto medial da conjuntiva bulbar e carúncula com extensão para o limbo e invadindo cerca de 2 mm da córnea medial com configuração semelhante a um pterígio. O exame histopatológico revelou lesão constituída por células fusiformes, com arranjo estoriforme e células histiocitárias gigantes. A imunohistoquímica revelou forte positividade para vimentina e as células neoplásicas foram negativas para AE1/ AE3, HMB 45, proteína S 100. O diagnóstico histopatológico foi de fibrohistiocitoma. A evolução poderá demonstrar o crescimento tumoral e a possibilidade de lesão maligna.

Comportamento visual e perfil socioeconômico e demográfico de recém-nascidos prematuros da Maternidade do Hospital das Clínicas de Pernambuco - UFPE

Souza,Nathalia Christina Monteiro de; Lima,Ana Cláudia Vasconcelos Martins de Souza; Gagliardo,Heloisa Gagheggi Ravanini Gardon; Albuquerque,Raquel Costa; Cardoso,Tatiana Celentano; Cavalcanti,Flávia Regina Ribeiro; Coêlho,Rodrigo Evaldo de Azevedo
Fonte: Conselho Brasileiro de Oftalmologia Publicador: Conselho Brasileiro de Oftalmologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2011 PT
Relevância na Pesquisa
26.42%
OBJETIVO: Caracterizar o comportamento visual e perfil socioeconômico e demográfico de recém-nascidos prematuros no primeiro mês de idade cronológica. MÉTODOS: Estudo descritivo de corte transversal, aninhado a um estudo longitudinal intitulado: "Comparação do comportamento visual no primeiro trimestre de vida de lactentes nascidos pré-termo em duas maternidades da cidade do Recife/PE". A amostra foi composta por 52 recém-nascidos prematuros recrutados de junho de 2007 a junho de 2008, na Maternidade do Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Pernambuco. Foram coletados dados biológicos, socioeconômicos e demográficos dos recém-nascidos e famílias, por meio de consulta aos prontuários e entrevista com as genitoras. Para caracterizar o comportamento visual dos recém-nascidos utilizou-se o Método de Avaliação do Comportamento Visual de Lactentes. RESULTADOS: Observou-se que a maioria dos recém-nascidos era do sexo masculino, com idade gestacional entre 33 semanas e 36 semanas e 6 dias, apresentaram comportamento visuomotor adequado para a faixa etária pesquisada e que a maioria das famílias apresentava boas condições socioeconômicas e demográficas. Ainda foi possível detectar em 19% da amostra sinais oculares...

Tratamento dos sulcos palpebromalar e nasojugal com ácido hialurônico

Viana,Giovanni André Pires; Osaki,Midori Hentona; Cariello,Angelino Júlio; Damasceno,Renato Wendell
Fonte: Conselho Brasileiro de Oftalmologia Publicador: Conselho Brasileiro de Oftalmologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2011 PT
Relevância na Pesquisa
26.42%
OBJETIVO: Verificar a eficácia do preenchimento dos sulcos nasojugal e palpebromalar deprimidos através da injeção de ácido hialurônico e analisar as complicações observadas. MÉTODOS: Foi realizado um estudo piloto, prospectivo, aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade Federal de São Paulo, com pacientes recrutados no Serviço de Plástica Ocular do Departamento de Oftalmologia da UNIFESP/EPM. Foram selecionados pacientes de ambos os sexos, com idade entre 25 e 60 anos, que apresentavam os sulcos nasojugal e/ou palpebromalar deprimidos, que não haviam sido submetidos à cirurgia na pálpebra inferior nem apresentavam histórico de trauma nesse local. O ácido hialurônico foi aplicado via transcutânea e depositado na região supraperiosteal em pequenos volumes. Todo paciente foi tratado pelo mesmo cirurgião (GAPV), tendo sido examinado no pós-operatório em intervalos regulares e fotografado no pré-operatório, no pós-operatório imediato, na 4ª semana, no 6º e no 12º mês após o procedimento. Ao final deste período todas as fotos foram analisadas por profissional não ligado a esta pesquisa, visando verificar a eficiência da técnica em atingir seus objetivos. RESULTADOS: Entre junho e agosto de 2008...

Reoperação nas esotropias congênita e essencial adquirida não acomodativa

Ejzenbaum,Fábio; Marques,Adele Christina Manso; Ferreira Pinto,Janine Radd; Souza-Dias,Carlos Ramos; Goldchmit,Mauro
Fonte: Conselho Brasileiro de Oftalmologia Publicador: Conselho Brasileiro de Oftalmologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2011 PT
Relevância na Pesquisa
26.42%
OBJETIVO: Analisar os resultados das reoperações nas esotropias congênita e essencial adquirida não acomodativa. MÉTODOS: Foram avaliados retrospectivamente 393 prontuários de pacientes com diagnóstico de esotropia (91 esotropias congênitas e 302 adquiridas) no Departamento de Oftalmologia da Santa Casa de São Paulo, operados entre os anos de 2000 e 2004. RESULTADOS: No grupo dos portadores de esotropia congênita, 9 pacientes foram reoperados (9,9%). As indicações para a nova intervenção foram: subcorreções (3,3%), supercorreções (2,2%), anisotropia (V) (1,1%), hipotropia (1,1%) e divergências visuais dissociadas (2,2%). No grupo dos portadores de esotropia essencial adquirida não acomodativa 31 pacientes foram reoperados (10,3%). As indicações para a nova intervenção foram: subcorreções (n=6,6%), supercorreções (n=2%) e hipertropias (n=1,7%). CONCLUSÕES: A porcentagem de reoperação nos casos de esotropia congênita e essencial adquirida não acomodativa foram 9,9% e 10,2% respectivamente, com predominância de subcorreções nas indicações para a realização de nova cirurgia. A presença de ambliopia e desvios maiores que 50∆ na esotropia essencial adquirida não acomodativa (EEANA) foram os mais importantes fatores para maus resultados.

Health seeking behavior of the families of children with cataract attending an eye clinic in Rio de Janeiro, Brazil

Leite,Claudia; Zin,Andrea
Fonte: Conselho Brasileiro de Oftalmologia Publicador: Conselho Brasileiro de Oftalmologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2011 EN
Relevância na Pesquisa
26.42%
PURPOSE: To determine the health-seeking behavior of the families of children presenting with congenital and developmental cataract attending "Instituto Brasileiro de Oftalmologia" (IBOL), Rio de Janeiro, Brazil. METHODS: Caregivers of consecutive eligible children were interviewed using a pretested questionnaire and medical records were reviewed to collect information about their health-seeking behavior and socioeconomic status in June and July of 2008. RESULTS: Data from 70 children were gathered, from which 42 (60.0%) had bilateral disease. Fifty-eight (82.9%) cases were considered congenital and 12 (17.1%) developmental. Presentation delay was observed in 33 (47.1%) children. Having insurance (adjusted OR 0.17; 95% CI 0.04 - 0.82) and being the only child (adjusted OR 0.16; 95% CI 0.04 - 0.69) decreased likelihood of late presentation. CONCLUSIONS: Delayed detection and presentation for treatment of non-traumatic pediatric cataract are still significant problems in the state of Rio de Janeiro. Early recognition as well as prompt referral and appropriate treatment have to be improved, especially at the public sector.

Alterações retinianas apresentadas em pacientes portadores de hemoglobinopatia falciforme atendidos em um Serviço Universitário de Oftalmologia

Freitas,Luiz Guilherme Azevedo de; Isaac,David Leonardo Cruvinel; Tannure,William Thomas; Lima,Elisa Vieira da Silva; Abud,Murilo Batista; Tavares,Renato Sampaio; Freitas,Clovis Arcoverde de; Ávila,Marcos Pereira de
Fonte: Conselho Brasileiro de Oftalmologia Publicador: Conselho Brasileiro de Oftalmologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2011 PT
Relevância na Pesquisa
26.42%
OBJETIVOS: Identificar os principais achados fundoscópicos em pacientes portadores de anemia falciforme encaminhados a um Serviço Oftalmológico de Referência em Goiânia (GO). MÉTODOS: Foram realizados exames oftalmológicos em 50 pacientes (100 olhos) portadores de hemoglobinopatia falciforme para observar quais as alterações retinianas mais comuns nesse grupo. RESULTADOS: O tipo de hemoglobinopatia mais encontrado foi o SS, seguido pelas hemoglobinopatias SC, AS e Sthal. Dentro da amostra estudada, 22% apresentaram alterações retinianas. Destes 73% eram do sexo masculino. A alteração retinianas encontradas foram: "sea fan", "black sunburst", hemorragia vítrea e descolamento de retina. Em relação à classificação da retinopatia, 73% apresentaram a forma proliferativa, sendo vista nos tipos AS e SC e 27% apresentaram a forma não-proliferativa da retinopatia, sendo vista nos portadores do tipo SS. CONCLUSÃO: Foi observado elevado número de pacientes com alterações retinianas na amostra estudada, sendo o maior número em portadores da hemoglobinopatia SC, seguido dos grupos AS e SS. As alterações proliferativas foram as mais observadas. Hemorragia vítrea e descolamento de retina foram as manifestações proliferativas de maior prevalência e mostraram ser mais frequente em portadores da hemoglobinopatia SC na população estudada.

Ensinando oftalmologia ao estudante de medicina: uma nova abordagem

Chamon,Wallace; Schor,Paulo
Fonte: Conselho Brasileiro de Oftalmologia Publicador: Conselho Brasileiro de Oftalmologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2012 PT
Relevância na Pesquisa
26.42%

Tela de Amsler e campo visual no rastreamento da retinopatia por cloroquina

Madalena,Bruno Vargas; Oshima,Akiyoshi; Serracarbassa,Pedro Durães
Fonte: Conselho Brasileiro de Oftalmologia Publicador: Conselho Brasileiro de Oftalmologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2012 PT
Relevância na Pesquisa
26.42%
OBJETIVOS: Comparar a tela de Amsler modificada com o campo visual Humphrey® 10-2 vermelho nos usuários de cloroquina, na detecção da maculopatia precoce, e correlacionar com as variáveis de risco. MÉTODOS: Foram analisados 116 olhos de 58 pacientes, acompanhados no Serviço de Oftalmologia do Hospital do Servidor Público Estadual de São Paulo, entre abril de 2006 e abril de 2008. Todos os usuários tinham fundo de olho normal e mais de dois anos de terapia com cloroquina. Os participantes tiveram seus dados clínicos avaliados e foram submetidos ao exame da acuidade visual corrigida, biomicroscopia de fundo, campimetria macular automatizada e tela de Amsler. RESULTADOS: A incidência da maculopatia precoce foi de 7 a 10%, dependendo do exame considerado. A concordância entre a tela de Amsler e o campo visual foi baixa. Para o grupo de olhos que apresentaram ambos os exames alterados, houve significância estatística com a alta dose diária, dose cumulativa elevada e baixa acuidade visual; a idade do paciente e a duração do tratamento não mostraram boa correlação nestes casos, mas suas médias (67,4 anos e 8,4 anos, respectivamente) situaram-se dentro da faixa dos fatores de alto risco. CONCLUSÕES: O estudo sugere que a tela de Amsler pode ser útil na complementação das informações do campo visual no rastreamento periódico da retinopatia por cloroquina...

Distribuição das ceratites infecciosas em hospital terciário no Brasil

Marujo,Fábio Iglesias; Hirai,Flávio Eduardo; Yu,Maria Cecília Zorat; Hofling-Lima,Ana Luisa; Freitas,Denise de; Sato,Elcio Hideo
Fonte: Conselho Brasileiro de Oftalmologia Publicador: Conselho Brasileiro de Oftalmologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2013 PT
Relevância na Pesquisa
26.42%
OBJETIVO: Investigar sazonalidade de ceratities infecciosas em serviço terciário no Brasil. MÉTODOS: Estudo retrospectivo de dados coletados do Laboratório de Microbiologia Ocular do Departamento de Oftalmologia da Universidade Federal de São Paulo de 2005 a 2009. Foram definidas como ceratites infecciosas aquelas com cultura positiva para o agente. Dados foram distribuídos de acordo com os meses do ano e modelos de regressão linear com variáveis "dummy" foram utilizados para testar sazonalidade. RESULTADOS: Foram diagnosticados 1.468 casos de ceratite infecciosa durante o período do estudo. Bactérias foram responsáveis por 80,3% dos casos seguidas por fungos (7%), Acanthamoeba (6%) e casos mistos (6,7%). Testes estatísticos não mostraram sazonalidade para bactérias (p=0,064), fungos (p=0,379), Acanthamoeba (p=0,062) ou casos mistos (p=0,441). CONCLUSÃO: Não foi observada sazonalidade nas ceratites infecciosas em nossa amostra.

Pediatric cataracts: clinical aspects, frequency of strabismus and chronological, etiological, and morphological features

Tartarella,Márcia Beatriz; Britez-Colombi,Gloria Fátima; Milhomem,Suanne; Lopes,Márcia Cordeiro Emery; Fortes Filho,João Borges
Fonte: Conselho Brasileiro de Oftalmologia Publicador: Conselho Brasileiro de Oftalmologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2014 EN
Relevância na Pesquisa
26.42%
Objetivos: Avaliar as frequências do estrabismo e as características cronológica, etiológica e morfológica das cataratas pediátricas. Método: Estudo retrospectivo dos prontuários de crianças atendidas no Ambulatório de Catarata Congênita do Departamento de Oftalmologia da Universidade Federal de São Paulo no período entre 2001 e 2011. Foram incluídos pacientes com diagnóstico de catarata congênita ou de desenvolvimento. Foram excluídos os pacientes com catarata traumática; secundárias a uveíte, radiação ou medicamentos; pacientes operados em outro serviço; pacientes com glaucoma; leucocorias não cristalinianas (retinoblastoma, retinopatia da prematuridade, leucocorias pré-cristalinianas), e com sub-luxação do cristalino. Foram avaliadas: as frequências cronológicas, etiológicas e morfológicas das cataratas; a lateralidade e a ocorrência de estrabismo associado nestes pacientes. Resultados: Foram incluídos 207 pacientes. Cento e dezessete (56,5%) apresentavam catarata congênita e 90 (43,5%) apresentavam catarata de desenvolvimento. Cento e nove (52,6%) pacientes eram portadores de catarata unilateral. Quanto à morfologia...

Análise das principais manifestações oculares de pacientes hansenianos nas regiões Norte e Sudeste do Brasil

Angelucci,Rodrigo; Sampaio,Paulo; Proto,Rodrigo; Sato,Lúcia; Rehder,José Ricardo
Fonte: Sociedade Brasileira de Oftalmologia Publicador: Sociedade Brasileira de Oftalmologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2007 PT
Relevância na Pesquisa
26.42%
OBJETIVO: Analisar as principais manifestações oculares encontradas em pacientes diagnosticados com Hanseníase nas regiões Norte e Sudeste do Brasil. MÉTODOS: Foram examinados 28 pacientes com diagnóstico de hanseníase, sendo 12 pacientes - Grupo I, da região Sudeste (ABC) e 16 pacientes - Grupo II, da região Norte (Amazônica) do país. O Grupo I foi observado no período de agosto de 2003 a junho de 2004 no Ambulatório de Oftalmologia da FMABC-SP e o segundo grupo na 10ª missão do Projeto Amazônia Visão 2000 realizada no mês de julho de 2004. Todos os 28 pacientes foram submetidos a exame oftalmológico completo. RESULTADOS: Em relação ao sexo notou-se em ambos os grupos predomínio do sexo masculino. Observou-se um predomínio de indivíduos de 50 a 60 anos na região amazônica e de 40 a 50 anos na região do ABC. Quanto à forma clínica da doença observaram-se na região amazônica 13 casos (81%) de hanseníase virchowiana (MHV) e 3 casos (19%) de hanseníase tuberculóide (MHT). Na região do ABC 6 pacientes (50%) foram diagnosticados com hanseníase dimorfa (MHD), 5 (41%) hanseníase virchowiana e apenas 1 (9%) hanseníase tuberculóide. Não foram encontradas formas de hanseníase indeterminada (MHI) nas 2 regiões investigadas...

Efeito da remoção seletiva da sutura no astigmatismo nos transplantes de córnea pós-ceratocone

Moro,Fernando; Galúcio,Érica; Magalhães,Ediberto de; Moysés,Karine Borges Marques; Antunes,Victor Coronado; Cvintal,Tadeu
Fonte: Sociedade Brasileira de Oftalmologia Publicador: Sociedade Brasileira de Oftalmologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2007 PT
Relevância na Pesquisa
26.42%
OBJETIVO: Demonstrar o efeito e os resultados da remoção seletiva da sutura sobre o astigmatismo nos três primeiros meses de transplante de córnea pós-ceratocone. MÉTODOS: Realizamos um estudo longitudinal observacional retrospectivo, revisando aleatoriamente os prontuários médicos de 50 pacientes, submetidos à transplante penetrante de córnea por ceratocone, realizados pelo mesmo cirurgião, no período entre 2000 e 2002, no Instituto de Oftalmologia Tadeu Cvintal. Os transplantes foram realizados com a mesma técnica cirúrgica com oito pontos isolados e sutura contínua e controle ceratoscópico per-operatório. Em todas as visitas foram mensuradas a melhor acuidade visual corrigida, ceratometria e refração. A remoção seletiva da sutura e redistribuição da sutura contínua ocorreu invariavelmente no primeiro mês de pós-operatório. RESULTADOS: No primeiro mês de pós-operatório, antes do início de remoção de suturas a acuidade visual média pré-remoção foi de 0,4 log MAR. Após remoção seletiva escalonada de suturas e estabilização do astigmatismo, a acuidade visual média pós-remoção foi de 0,07 log MAR, diferença estatisticamente significativa (p< 0,0001). A ceratometria média pré-operatória foi de 2...

Exame de paciente com doença neurológica

Dantas,Adalmir Morterá
Fonte: Sociedade Brasileira de Oftalmologia Publicador: Sociedade Brasileira de Oftalmologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2007 PT
Relevância na Pesquisa
26.42%
A neurologia oftalmológica e otológica tem se desenvolvido nos últimos anos até constituir uma extensa disciplina especializada. Dispomos na atualidade de importantes manuais sobre a mesma, os quais têm, ante tudo, o caráter de obras de consulta; em troca, se faz sentir, sem dúvida, a necessidade de descrições compreendidas que destaquem o mais essencial e definitivamente adquirido da bibliografia, quase inabarcável, em relação aos domínios desta especialidade; assim, temos demonstrados os repetidos desejos de alunos, solicitando a publicação de nossas conferências para pós-graduados sobre esta matéria. Fizemos uma exposição resumida da neurologia com interesse neurooftalmológico para que os estudantes desta matéria possam se interessar sobre a mesma.

Abordagem da Catarata Congênita: análise de série de casos

Rezende,Marina Soares Viegas Moura; Souza,Simone de Biagi; Dib,Omar; Branzoni,Eduardo; Ribeiro,Luiz Eduardo Feliciano
Fonte: Sociedade Brasileira de Oftalmologia Publicador: Sociedade Brasileira de Oftalmologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2008 PT
Relevância na Pesquisa
26.42%
A catarata congênita é uma causa importante de deficiência visual, principalmente por ambliopia, com prevalência aproximada de 0,4%. Seu manejo cirúrgico, inclusive em crianças, tem se desenvolvido, levando a melhores resultados visuais e contribuindo para o controle da ambliopia. OBJETIVO: Relatar os resultados precoces de uma série de casos submetidos a diferentes modalidades cirúrgicas para catarata congênita no Serviço de Catarata do Instituto de Oftalmologia Tadeu Cvintal (IOTC) de janeiro de 2004 a janeiro de 2005. MÉTODOS: Estudo retrospectivo em 19 crianças (32 olhos) com catarata congênita. A série de casos foi dividida em três grupos de acordo com a abordagem cirúrgica: lensectomia via pars plana, facoaspiração com e sem implante de lente intraocular. A acuidade visual corrigida final foi registrada com quatro meses de pós-operatório. RESULTADOS: Oito olhos foram submetidos à lensectomia, treze (13) à facoaspiração com implante de lente intra-ocular, e onze (11) à facoaspiração sem implante de lente intra-ocular. Em dez olhos foi realizada capsulotomia posterior primária. A única complicação observada foi opacidade de cápsula posterior em 60% (n=05) dos casos. Aproximadamente 43% dos pacientes (n=14) desenvolveram AV final corrigida entre 20/20 (LogMAR + 0.0) e 20/40 (LogMAR +0.3). Destes...

Reflexões sobre atitude, comportamento e Oftalmologia

Alves,Milton Ruiz
Fonte: Sociedade Brasileira de Oftalmologia Publicador: Sociedade Brasileira de Oftalmologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2008 PT
Relevância na Pesquisa
26.42%

Facoemulsificação sob anestesia tópica realizada por residentes do terceiro ano de Oftalmologia

Rezende,Marina Soares Viegas Moura; Sperb,Rafael Roedel; Iramina,Édson; Souza,Simone de Biagi; Ribeiro,Luiz Eduardo Feliciano; Dib,Omar
Fonte: Sociedade Brasileira de Oftalmologia Publicador: Sociedade Brasileira de Oftalmologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2008 PT
Relevância na Pesquisa
26.42%
OBJETIVOS: Avaliar a eficácia e a segurança da transição da cirurgia de facoemulsificação sob anestesia peribulbar para tópica realizadas por residentes do terceiro ano. MÉTODOS: Os prontuários dos pacientes submetidos à facoemulsificação no período de agosto de 2004 a janeiro de 2005 foram analisados. Os pacientes foram operados sob anestesia tópica (grupo I) e peribulbar (grupo II).Foram obtidos dados referentes a sexo, idade, acuidade visual com estenopeico e complicações. Foram excluídos pacientes com baixa acuidade visual não devido à catarata. RESULTADOS: Cento e cinqüenta e um (151) olhos foram avaliados; 70 olhos no grupo I e 81 no grupo II. A acuidade visual pósoperatória com estenopeico aos seis meses foi superior a logMAR +0,30 em 80,7% e a média foi de log MAR +0.10 em ambos os grupos. As análises das complicações intraoperatórias entre os grupos I e II mostrou diferença estatisticamente significante (p=0,039). CONCLUSÃO: Nossos dados sugerem que a transição para cirurgia de facoemulsificação sob anestesia tópica realizadas por residentes de terceiro ano é eficaz e segura.