Página 15 dos resultados de 24888 itens digitais encontrados em 0.015 segundos

“Memória e sociedade”: ciência poética e referência de humanismo; “Memory and Society”: poetic science and humanistic reference; “Memoire et Societé”: science poétique et référence d’humanisme; “Memoria y Sociedad”: ciencia poética y referencia de humanismo

OLIVEIRA, Paulo de Salles
Fonte: Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo Publicador: Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
36.58%
O artigo apresenta um conjunto articulado de reflexões a respeito do livro Memória e Sociedade: Lembranças de Velhos, de Ecléa Bosi, aqui considerado como obra-prima da psicologia social e das ciências humanas. Procura destacar as originalidades de natureza teórico-metodológica do texto, a começar por uma composição singular que incorpora poesia na construção científica, passando por uma redefinição das relações entre sujeito e objeto do conhecimento, ao desenvolver a perspectiva de alternância da condição entre ambos, no desdobramento da pesquisa. Mostra, também, como o estudo de Ecléa Bosi se fundamenta em estreitos vínculos entre a pesquisadora e os velhos pesquisados, de modo a se formar entre eles uma comunidade de destino.; The article presents a set of reflections about the book Memória e Sociedade: Lembranças de Velhos, by Eclea Bosi, a masterpiece of Social Psychology and Human Sciences. It tries to point out the original theoretic and methodological approach by bringing out poetry into the scientific construction, redefining the relationship between subject and object of knowledge with the original development of the changing condition between them in the research construction. It also shows how Ecléa Bosi’s study is based on close bonds between the researcher and the interviewed elderly...

Queixa subjetiva de comprometimento da memória em idosos saudáveis: influência de sintomas depressivos, percepção de estresse e autoestima; Subjective memory complain in healthy elderly: influence of depressive symptoms, perceived stress and self-esteem; Queja subjetiva de memória em ancianos sanos: influencia de sintomas depresivos, percepción de estrés y autoestima

Santos, Aline Talita dos; Leyendecker, Deyse Demarco; Costa, Ana Lucia Siqueira; Souza-Talarico, Juliana Nery de
Fonte: Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem Publicador: Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
36.58%
O presente estudo analisou a relação entre percepção de estresse, sintomas depressivos e autoestima em idosos com e sem queixa subjetiva de comprometimento de memória. Foram incluídos 204 idosos (104 sem e 100 com queixa de memória) avaliados a partir do instrumento Memory Assessment Complain Questionnaire (MAC-Q). O protocolo de estudo incluiu a Escala de Estresse Percebido (EEP), a Escala de Depressão Geriátrica (GDS) e a Escala de Autoestima de Rosenberg (EAE). Os idosos com queixa de comprometimento apresentaram escores significativamente maiores na EEP e GDS e menores na EAE (p < 0.001). Foi observada correlação negativa entre o escore do MAC-Q e EPP (p < 0.001) e EAE (p = 0.01). A análise de regressão multivariada identificou somente o estresse como fator preditor da queixa subjetiva de memória. Esses dados sugerem que a percepção de estresse e os sintomas depressivos estão associados com a queixa de memória em idosos.

Nas redes dos telejornais: o tecido discursivo e a formação de memória social; The discourse of television news programs: the analysis of the linguistic and the building of the social memory

Almeida, Valéria Paz de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 11/12/2006 PT
Relevância na Pesquisa
36.58%
O objetivo desta tese é mostrar como o discurso dos telejornais pode construir determinada memória social de um acontecimento, pelo entrelaçamento de vozes, imagens e designações. Para isso, partimos da análise de elementos lingüísticos, argumentativos e enunciativos desse tipo de discurso, que tem papel fundamental na mediação dos demais discursos sociais. Procuramos mostrar como os telejornais articulam as várias vozes tornadas públicas no espaço da mídia e organizam as estratégias de referenciação dos fatos num processo de construção de um mundo textual homogêneo, que se tornará material simbólico a ser captado pela memória social. Como se trata de um discurso verbo-visual, investigamos também a confluência de elementos lingüísticos e imagéticos na trama discursiva, que a nosso ver aumenta o poder de penetração na memória social pela via da memória eletrônica da televisão, que controla lembranças e esquecimentos por meio da seleção e da edição de acontecimentos, fixando-lhes determinados sentidos e construindo modos de recordação. Empreendemos o exame do discurso de telejornais mediante um estudo de caso, o episódio dos ataques aos Estados Unidos em 11 de setembro de 2001, tendo como base teorias da argumentação...

Discurso e memória autobiográfica em adolescentes usuários de drogas; Discourse and autobiographical memory in drug users adolescents - São Paulo, 2007

Oliveira, Christian Cesar Candido de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 03/09/2007 PT
Relevância na Pesquisa
36.58%
A memória autobiográfica é uma memória de longo prazo relacionada à história de vida individual e coletiva que reflete o funcionamento cognitivo, lingüístico e afetivo. Torna-se mais elaborada na adolescência, fase da vida em que grande parte das pessoas experimenta álcool e drogas. O objetivo desta tese foi o de traçar e relacionar o perfil dos discursos autobiográfico oral livre e eliciado de fatos ocorridos na infância em 77 adolescentes usuários e não usuários de drogas, de ambos os gêneros. Os usuários de álcool e/ou drogas (n=37) estavam em tratamento para dependência química no Grupo de Adolescentes e Drogas do Serviço de Psiquiatria da Infância e Adolescência do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo e os não usuários de drogas (n=40) estavam regularmente matriculados em Escola Municipal de Ensino Fundamental da Cidade de São Paulo. O discurso autobiográfico oral livre foi analisado com base em dois modelos: o de Peterson e McCabe (1983) - que privilegia a estrutura discursiva através da identificação dos elementos cenário, complicação, resposta interna, tentativa, conseqüência e reação - e o de Brown et al. (1986) - que verifica os temas das memórias (pessoal...

Sistematização de um programa de treinamento da memória de pessoas idosas incorporando a auto-avaliação; Setting up a memory training program for aged persons incorporating self-evaluation

Beger, Maria Lucia Martuscelli
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 16/05/2008 PT
Relevância na Pesquisa
36.58%
Introdução: As pessoas idosas têm preocupação com a perda da memória considerada como um sinal de alarme para declínio cognitivo. O fato é que a falta de memória compromete o cotidiano da pessoa idosa, sua auto-estima e seu relacionamento social. Baltes desenvolveu uma teoria onde preconiza que o desenvolvimento para toda a vida inclui otimização seletiva com compensação e permite que as pessoas envelheçam sem traumas. Isso prevê o engajamento em tarefas que sejam importantes. Num programa de treinamento da memória há espaço para a criação de condições de preparar e manter as pessoas idosas ativas e participantes. Objetivo: Sistematizar um programa de treinamento da memória para pessoas idosas incorporando a auto-avaliação. Método: O estudo é quase experimental - tipo antes e depois, realizado na Faculdade de Saúde Pública/USP, com a população idosa que demanda programas de atividades relacionadas à Universidade Aberta à terceira idade. Constou, na primeira fase, de um programa de treinamento da memória desenvolvido em dez sessões. Após definição do perfil da população alvo, o repertório sistematizado foi caracterizado segundo a função mental a ser estimulada. Resultados: O programa definitivo resultou de ajustes do Programa desenvolvido na primeira fase realizados a partir da análise das fichas de auto-avaliação de desempenho nas estratégias e exercícios e da análise das fichas de auto-relatos sobre a aplicação no dia-a-dia dos participantes...

Natureza da conjunção incidental na memória visuoespacial; Nature of Visuospatial Incidental Binding

Ferreira, Hugo Cézar Palhares
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 31/05/2012 PT
Relevância na Pesquisa
36.58%
O rascunho visuoespacial é um subcomponente da memória de trabalho que possui a função de reter e processar as informações visuais e espaciais. Atualmente as pesquisas sugerem o fracionamento deste sistema de memória em um componente visual separado do espacial. Um processo de conjunção faria com que a integração destas informações fosse disponibilizada à consciência. Estudos propõem que o processo de conjunção na memória de trabalho visuoespacial seja tanto de natureza representativa, na qual as características unidas criam uma nova representação do objeto, quanto associativa, na qual ocorre uma conexão entre as características separadas do objeto. Este estudo teve como objetivo investigar a dissociação do rascunho visuoespacial e a natureza da conjunção da informação visual com a espacial na memória de trabalho. No primeiro experimento o participante deveria realizar uma tarefa de detecção na mudança, na qual a dimensão relevante para a resposta poderia ser a informação visual ou a espacial. A conjunção incidental das informações seria verificada pela mudança na dimensão irrelevante. Neste experimento tarefas secundárias espaciais e visuais foram inseridas no intervalo de retenção das provas. No segundo experimento a dissociação visual e espacial foi testada inserindo na codificação uma tarefa secundária que não utilizasse recursos gerais da atenção (flicker preto e branco e colorido). Os resultados do primeiro experimento mostram uma interferência seletiva das tarefas secundárias...

Influência da resposta aguda de estresse no desempenho da memória de idosos saudáveis; Influence of acute stress response on memory performance of healthy elderly.

Santos, Aline Talita dos
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 19/04/2013 PT
Relevância na Pesquisa
36.58%
Vários estudos têm sugerido que o estresse pode ser um dos fatores relacionados com à grande variabilidade cognitiva observada em idosos. Esta associação se explica porque o cortisol, principal classe de hormônios do estresse em humanos, apresenta alta afinidade por receptores específicos localizados no hipocampo, amígdala e região pré-frontal, estruturas associadas ao aprendizado e à memória. Concentrações cronicamente elevadas de cortisol estão associadas à atrofia hipocampal e baixo desempenho cognitivo. Entretanto, o efeito do estresse agudo no desempenho da memória ainda se encontra inconclusivo em idosos. Isto é particularmente relevante, uma vez que, idosos com comprometimento cognitivo patológico apresentam concentração elevada de cortisol, que por sua vez, está associada com rápida progressão da doença. Assim, o objetivo do estudo foi analisar a relação entre desempenho da memória e resposta neuroendócrina e cardiovascular de estresse em idosos saudáveis. Foram selecionados aleatoriamente 100 idosos alfabetizados, predominantemente do sexo feminino, sem prejuízo cognitivo e funcional, moradores da cidade de São Paulo. A resposta neuroendócrina de estresse foi avaliada a partir concentração de cortisol salivar enquanto que a reação cardiovascular a partir da pressão arterial e frequência cardíaca antes...

Fabio Morábito: poéticas del vaivén. Extranjería, lengua y memoria.; Fabio Morabito: poéticas do vaivém: estrangeiro, língua e memória

Fernández Adechedera, Fabiola
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 25/04/2014 ES
Relevância na Pesquisa
36.58%
El presente trabajo propone un análisis de la obra poética de Fabio Morábito, conformada por sus tres primeros poemarios titulados: Lotes baldíos, De lunes todo el año y Alguien de lava y del libro de relatos También Berlín se olvida. El primer capítulo se centra en la identificación de los mecanismos de aparición y funcionamiento de la memoria biográfica dentro del discurso lírico, de la apropiación del español como lengua extranjera y de la escritura, así como de la configuración del espacio de la extranjería como lugar de enunciación. La identificación de una primera persona discursiva, que traza el itinerario de las diversas lenguas y ciudades que componen su relato de vida, nos permite realizar una lectura autobiográfica centrada en la discusión sobre la correspondencia entre el yo real y el yo lírico. Seguidamente, analizamos la configuración de la extranjería como lugar de enunciación y de la lengua extranjera como herramienta. El desplazamiento geográfico, la migración, la elección y conquista de una lengua que no es la propia, hacen de Morábito un sujeto nacido en y como un extranjero que, como tal, se apropia de su escritura y de su pasado con una lengua, el español, que no le pertenece por entero. El segundo capítulo tiene como objetivo el análisis del corpus narrativo. También Berlín se olvida se compone de breves relatos que narran las experiencias cotidianas vividas en el transcurso del año de estadía del escritor en esa ciudad. De esa forma...

Efeitos da administração aguda de glicose após atividade física sobre o comportamento relacionado à ansiedade, memória e neuroplasticidade; Not informed by the author

Shimizu, William Akira Lima
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 02/02/2015 PT
Relevância na Pesquisa
36.58%
O estímulo pela atividade física pode mediar a ação do IGF-1 sobre a indução à neuroplasticidade, modular o neurometabolismo e influenciar a memória e a ansiedade. Entretanto, a atividade física também pode induzir à hipoglicemia, condição que pode ser revertida com a administração de rápida fonte de glicose provinda da alimentação. Assim como a atividade física, a dieta exerce forte influência nos processos moleculares, celulares e comportamentais e estudos analisando o efeito exclusivo de dietas ricas em açúcar revelam prejuízos sobre a memória e favorecimento à ansiedade. Portanto, analisar os efeitos moleculares e comportamentais num protocolo que contemple atividade física e dieta não exclusiva de xarope de milho podem corroborar ou discordar das pesquisas que analisam os mecanismos de uma dieta exclusiva. O objetivo desse trabalho foi verificar os efeitos da administração de xarope de glicose do milho a 15% após atividade física aguda forçada em esteira sobre a memória, a ansiedade, a atividade locomotora, a neuroplasticidade e a morte celular de camundongos machos. Foram formados 4 grupos, sendo sedentário controle (SED), treinado controle (TRE), sedentário administrado (SED15%) e treinado administrado (TRE15%). O regime de treinamento consistiu em atividade física forçada em esteira por 40 min a 0...

Caminhos do lembrar: a construção e os usos políticos da memória no morro do Borel

Amoroso, Mauro
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Tese de Doutorado
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.58%
O objetivo do presente trabalho é elaborar uma reflexão sobre os processos de construção e os usos políticos da memória na favela do Borel. Para o alcance dessa finalidade, serão analisados o livro “As lutas do povo do Borel”, de autoria de Manoel Gomes, ex-morador local e ex-militante comunista, já falecido, e o projeto Condutores de Memória, realizado por moradoras das favelas do Borel e da Casa Branca em parceria com a Agenda Social Rio. Desse modo, pretende-se pensar as características da articulação de diferentes atores na elaboração de suportes de memória de moradores de favelas, a partir do caso do Borel, bem como a forma como diferentes contextos históricos podem interferir na instrumentalização da memória como forma de reivindicação política.; The aim of this work is to develop a reflection on the process of construction and the political uses of memory in the Borel. To achieve this goal, we will analyze the book "The struggles of the people of Borel," written by Manoel Gomes, a local resident and former communist militant, and the Condutores de Memória project, carried out by residents of the favelas of Borel and Casa Branca in partnership with the Agenda Social Rio, we intend to consider the characteristics of the articulation of different actors in the development of storage media slum dwellers from the case of Borel and how different historical contexts can interfere the instrumentalization of memory as a political claim.

Memória implícita e explícita em portadores de deficiência mental por síndrome de Down e por outras etiologias

Bartz, Alessandra Steffens
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.58%
Este estudo objetivou investigar o funcionamento da memória implícita e explícita em deficientes mentais por Síndrome de Down (SD) comparados com indivíduos deficientes mentais de outras etiologias (DM) e crianças de desenvolvimento típico de mesma idade mental (DT). Foram administrados testes de procedimento viso-espacial e pré-ativação para avaliar memória implícita e testes de memória episódica explícita para material verbal e viso-espacial a 12 sujeitos SD, 12 DM e 12 DT. Considerando o sistema de múltiplas memórias, procurou-se investigar quais estariam preservadas ou falhas nos três grupos. Os resultados demonstraram diferenças nítidas entre os grupos. Percebeu-se uma defasagem significativa de memória implícita na SD, um melhor desempenho de memória implícita nos DM e de memória explícita nas crianças DT. Estes resultados revelam um grande prejuízo implícito na SD, mas também defasagem explícita, reforçando a necessidade de estimulação precoce a esta população. Implicações para o trabalho pedagógico serão discutidas.

Memória: tipos e mecanismos – achados recentes;

Izquierdo, Iván Antonio; Myskiw, Jociane de Carvalho; Benetti, Fernando; Furini, Cristiane Regina Guerino
Fonte: Universidade de São Paulo. Superintendência de Comunicação Social Publicador: Universidade de São Paulo. Superintendência de Comunicação Social
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 28/08/2013 POR
Relevância na Pesquisa
36.6%
Examinamos as definições e características gerais dos principais tipos de memórias de acordo com sua função, conteúdo e duração, as áreas cerebrais responsáveis por elas e os mecanismos moleculares sinápticos envolvidos na formação e extinção dos diversos tipos de memórias nessas áreas. Damos particular destaque a alguns aspectos de sua biologia, com alguma ênfase na memória de trabalho, na memória de curta duração e na memória de extinção, comentando os principais processos fisiológicos responsáveis por sua formação, evocação e extinção, assim como sobre sua modulação por sistemas cerebrais e periféricos. Encerramos com algumas recomendações para a manutenção das principais formas de memória.; We examine the definitions and main characteristics of the major types of memory, according to their function, contents and duration, the brain areas responsible for them, and the molecular synaptic mechanisms that underlie the formation and extinction of the various memory types in those areas. We comment on certain aspects of their biology, particularly concerning working memory, short-term memory, retrieval and extinction, with some emphasis on their formation, retrieval and extinction...

Lugares imaginários em rede - narrativas de memória em ambientes programáveis

Falci, Carlos Henrique Rezende; Universidade Federal de Minas Gerais, Brasil
Fonte: Núcleo de Pesquisa em Informática, Literatura e Linguística (NuPILL) Publicador: Núcleo de Pesquisa em Informática, Literatura e Linguística (NuPILL)
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/07/2013 POR
Relevância na Pesquisa
36.6%
http://dx.doi.org/10.5007/1807-9288.2013v9n1p213 A memória precisa de um lugar fixo para se estabelecer? A memória precisa de arquivos para existir? E que tipo de arquivos? Embora se possa dizer que a memória talvez nunca tenha se definido a partir de um lugar fixo, penso que o próprio estabelecimento do conceito enquanto tal é marcado pela ideia de um lugar, de um registro em que a memória possa ser encontrada. Mesmo quando ela é associada ao imaginário, ou ao que é instável, há uma tensão associada à busca de um local da/para a memória. O propósito desse artigo é verificar como essa organização que cria a memória, e um lugar no passado ao qual ela se refere, quando associada aos metadados e aos ambientes programáveis, tensiona a relação entre memória e imaginário, trazendo à tona o que se propõe denominar como lugares imaginários. Analisamos dois projetos, Sorting Daemons e Blackpool-Manchester, numa tentativa de elucidar como estas obras, cada uma à sua maneira, constrói tais lugares imaginários.

A GRAMÁTICA DA MEMÓRIA NA FILOSOFIA DE L. WITTGENSTEIN: ARTICULAÇÕES E DESDOBRAMENTOS

dos Santos, Thiago Ferreira; Alves de Souza, Marcus José
Fonte: Universidade Federal da Paraíba -UFPB Publicador: Universidade Federal da Paraíba -UFPB
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 21/12/2015 POR
Relevância na Pesquisa
36.6%
Este artigo tem por objetivo apresentar uma investigação acerca do conceito de memória na filosofia de L. Wittgenstein, sobretudo a partir das obras finais em que o filósofo trata de assuntos referentes à psicologia. Uma vez que, através da memória se estabelece o conhecimento do passado no tempo presente, este é um conceito que merece atenção em seu tratamento. O modelo tradicional de memória é o de um sistema de armazenamento em que traços, imagens de vivências são codificadas nesse sistema podendo ser recuperados como lembrança. Nossa pretensão é mostrar as críticas de Wittgenstein sobre essa concepção tradicional de memória, bem como a apresentação de um modo original de tratamento para o conceito. Nesse sentido, propomos a investigação do tratamento dado por Wittgenstein ao conceito de memória, buscando reunir suas observações no estabelecimento do que chamamos de uma “gramática da memória”.[doi:HTTP://dx.doi.org/10.7443/problemata.v6i3.17258]

Memoria e identidad

De Zan,Julio
Fonte: Tópicos Publicador: Tópicos
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2008 ES
Relevância na Pesquisa
36.6%
En primer término se muestra fenomenológicamente el papel esencial de la memoria (y del olvido) en la constitución de la identidad (1). Se avanza luego el análisis crítico de los usos de la memoria y de su relación con la historia escrita (2), para introducir en el tema de las políticas de la memoria colectiva (3), y revisar las políticas de identidad del Estado moderno (4). El artículo se refiere en su parte central al hecho de que en los comienzos del Siglo XXI experimentamos que las políticas de la memoria y del olvido del Siglo XIX ya no funcionan con respecto a las nuevas heridas que la memoria viva arrastra del Siglo XX, y la reconciliación mediante aquel tipo de elaboraciones no es posible (5). La cuestión seria de la memoria viva no está ligada ya a la historiografía de los acontecimientos fundacionales del estado nación en el pasado remoto, sino que está ligada a otros acontecimientos trágicos de la historia reciente de la sociedad en que vivimos (6). En las sociedades posmodernas se asiste a una redefinición de las identidades políticas tradicionales y a la formación de nuevas identidades posnacionales ligadas a la memoria trágica de los genocidios y al compromiso moral y político del "nunca más"(7).

Una disminución de las quejas de memoria se asocia con mejoría en el estado de ánimo: un estudio de seguimiento a los doce meses en pacientes deprimidos

Antikainen,Risto; Honkalampi,Kirsi; Hänninen,Tuomo; Koivumaa-Honkanen,Heli; Tanskanen,Antti; Haatainen,Kaisa; Hintikka,Jukka; Viinamäki,Heimo
Fonte: The European journal of psychiatry (edición en español) Publicador: The European journal of psychiatry (edición en español)
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; journal article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: text/html; application/pdf
Publicado em 01/09/2004 SPA
Relevância na Pesquisa
36.6%
El objetivo de nuestro estudio de seguimiento a los doce meses fue investigar las quejas de memoria en pacientes adultos, clínicamente deprimidos, neurológicamente sanos, centrándose en la relación entre las quejas del estado de ánimo y de memoria. El trastorno de memoria subjetivo fue evaluado utilizando el Memory Complaint Questionnaire (MCQ) en una muestra de 174 pacientes adultos (edad media 44 años , rango 21-64 años) con depresión. Los niveles de función cognoscitiva, incluyendo la memoria, se evaluaron utilizando una batería de tests neuropsicológicos. Las características del ánimo y de la personalidad fueron evaluadas mediante escalas, que incluyeron el Beck Depression Inventory (BDI) y la Hamilton Depression Rating Scale (HDRS). Se repitieron todas las mediciones en el seguimiento después de seis y doce meses. Los cambios en las quejas de memoria durante el período de seguimiento se asociaron sobre todo con cambios en el estado de ánimo, síntomas mentales, características alexitímicas y capacidad psicosocial, pero no con el funcionamiento cognoscitivo. Concluímos que la mejoría de la depresión en los pacientes adultos, neurológicamente sanos, normalmente se traduce en una mejoría del deterioro subjetivo de la memoria. Este hallazgo podría emplearse para motivar a un paciente deprimido con deterioro subjetivo de memoria a buscar tratamiento.

Cuestionario de Fallos de Memoria de la Vida Cotidiana (MFE): análisis de factores con población española

Montejo,Pedro; Montenegro,Mercedes; Sueiro-Abad,Manuel J.; Huertas,Evelio
Fonte: Anales de Psicología Publicador: Anales de Psicología
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; journal article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: text/html; application/pdf
Publicado em 01/01/2014 SPA
Relevância na Pesquisa
36.6%
Uno de los instrumentos más utilizados para valorar los olvidos cotidianos es el Cuestionario de Fallos de Memoria de la Vida Cotidiana (MFE). Los objetivos del presente estudio fueron: a) examinar la estructura factorial del MFE, b) explorar las relaciones de los factores resultantes con el rendimiento objetivo de memoria (Listas de Palabras y Escenas de la Escala de Memoria de Wechsler - III), el estado de ánimo y la ansiedad (Escala de Depresión y Ansiedad de Goldberg) y con dos preguntas generales sobre quejas de memoria. Los datos se recogieron de una muestra de 647 adultos jóvenes (19-64 años). Los resultados mostraron la existencia de una estructura de tres factores, que explicaban el 29.3 % de la varianza: Recuerdo de Actividades, Monitorización de la Comunicación y Reconocimiento. Los dos primeros factores mostraron una correlación positiva más alta entre ellos y una asociación mayor con el estado de ánimo y las quejas generales de memoria. Por el contrario, el factor Reconocimiento presentó una correlación positiva más alta con la edad y negativa con el rendimiento objetivo de memoria.

La constitución de la memoria cultural

Seydel,Ute
Fonte: Universidad Nacional Autónoma de México, Instituto de Investigaciones Filológicas Publicador: Universidad Nacional Autónoma de México, Instituto de Investigaciones Filológicas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2014 ES
Relevância na Pesquisa
36.6%
En la primera mitad del siglo XX, el sociólogo Maurice Halbwachs y el crítico literario y filósofo Walter Benjamin, publicaron trabajos pioneros sobre la dimensión social de la memoria así como las primeras consideraciones sobre la transmisión de la propia experiencia y de lo que un miembro de una colectividad escuchó. Pese a que los dos destaquen la importancia de la comunicación oral, se deja vislumbrar en los textos de ambos el germen para lo que a partir de la década de 1980 empezó a llamarse "memoria cultural", una memoria que no sólo se crea con base en relatos orales y la interacción cotidiana -es decir, el medio de la voz- sino a través del uso de diversos soportes. Estos permiten almacenar y divulgar las versiones del pasado en espacios más grandes que los que constituyen los entornos de la memoria de los que hablaba Halbwachs. Jan Assmann describe los procesos de estabilización de la memoria cultural en que intervienen las diversas instituciones y medios, en tanto que Astrid Erll explora los procesos de dinamización de la memoria cultural que se producen en nuestras sociedades actuales mediáticas a través de la remediatización y premediatización, así como la mayor accesibilidad de los medios electrónicos para un amplio público. Así se posibilita articular latencias de la memoria y cuestionar las versiones hegemónicas del pasado.

No centenário do nascimento de Paul Ricœur: a memória como espaço de experiência e horizonte de espera

Pereira,Luís Miguel
Fonte: Centro de Estudos Humanísticos da Universidade do Minho Publicador: Centro de Estudos Humanísticos da Universidade do Minho
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2013 PT
Relevância na Pesquisa
36.6%
Paul Ricoeur, nascido há 100 anos, é um dos grandes filósofos dos quais a história da filosofia guardou memória. Para o homenagear, escrevemos este pequeno ensaio que tem como tema configurador a memória. Como um grande artífice, construtor de pontes e também de possibilidades, o tema é tratado no quadro da sua fenomenologia hermenêutica. O poder de recordar é uma possibilidade mais do homem capaz. A memória individual e coletiva estão entrelaçadas, encontrando no testemunho o seu ponto de passagem. O autor sustenta a tese que o jogo da memória em toda a sua radicalidade e profundidade joga-se paradoxalmente nas estruturas de alteridade e mediação constitutivas da ipseidade. É através da função narrativa que a memória é incorporada à constituição da identidade. E, o dever de memória coloca a história no sentido do futuro e assume-se verdadeiramente como uma tarefa ética.

Oficina de memória para idosos: estratégia para promoção da saúde

Almeida,Maria Helena Morgani de; Beger,Maria Lucia Martuscelli; Watanabe,Helena Akemi Wada
Fonte: UNESP Publicador: UNESP
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2007 PT
Relevância na Pesquisa
36.6%
Considerando a importância da memória para o desempenho das atividades cotidianas e que grande parte dos idosos refere queixas de memória, elaborou-se uma proposta de oficina para treinamento de memória para a promoção da saúde dessa população. A oficina foi oferecida em 2004 a idosos entrevistados e submetidos ao "Mini-exame do estado mental". Desenvolvida em dez encontros, divulgou estratégias para o bom desempenho da memória. Os resultados foram considerados para 45 idosos reavaliados após a oficina, permitindo comparação de resultados. Considerou-se como parâmetro para avaliação de resultados a redução de queixas de memória, referidas pelos idosos ao final da oficina. Esta possibilitou, ainda, a identificação pelos idosos, de suas reais dificuldades e a incorporação de novos conhecimentos relacionados à memória.