Página 15 dos resultados de 4693 itens digitais encontrados em 0.006 segundos

Educação, ideologia e complexidade : contribuição para a crítica ao pensamento de Edgar Morin e sua inteface com a educação brasileira; Education, ideology and complexity : contribution to the critical thought of Edgar Morin and its interface with the Brazilian education

Marcelo Donizete da Silva
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 25/02/2010 PT
Relevância na Pesquisa
26.67%
Esta pesquisa aborda a problemática da relação entre educação, ideologia e a teoria da complexidade. São duas as questões norteadoras que orientaram este estudo, que são: 1º Quais as contribuições da teoria da complexidade no processo de produção do modelo pedagógico materializada na realidade brasileira pós-reforma dos anos 1990 e sua influencia na produção da pesquisa e formulação da política educacional nacional? 2º Quais os fatores inovadores que essa abordagem se atribui e quais as críticas perante outras teorias educacionais no contexto brasileiro? As respostas para as questões apresentadas foram elaboradas a partir da leitura e da recuperação de registros sobre apropriação da teoria da complexidade nos grupos de pesquisa no Brasil e da análise das principais obras de Morin sobre a educação e sobre as teorias educacionais no país. São objetivos deste estudo: analisar o contexto histórico da reforma educacional brasileira nos anos de 1980 e 1990 e a sua relação com temática da complexidade; caracterizar as apropriações feitas por essa abordagem, no tocante à produção do conhecimento para que viesse a ser entendida como "o referencial epistemológico da educação contemporânea"; analisar as categorias e os fundamentos metodológicos desse referencial teórico e sistematizar a crítica em relação às questões ideológicas que perpassam a matriz desta produção. Dos resultados obtidos pela pesquisa observa-se que as contradições internas presentes no pensamento complexo...

Entre a cruz e a espada

Ferreira, Regina Maria Bastos
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
26.67%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Psicologia; Pesquisa sobre representações sociais de saúde em psicólogos empreendida no sentido da articulação dos conceitos de RS e Ideologia. Analisadas e interpretadas a partir da concepção crítica de ideologia proposta por John B. Thompson, as categorias temáticas adotadas foram: representação social de saúde, a relação entre saúde e Psicologia, o modo de aplicação do que se entende por saúde na prática, e o papel do psicólogo no que se refere à saúde das pessoas. As interpretações indicam que as representações sociais a respeito de saúde na maioria dos profissionais entrevistados mantêm binômios que expressam idéias liberais e positivistas, denotando que o discurso psicológico continua servindo para sustentar relações de dominação. Apontam para a necessidade de uma reflexão articulada sobre saúde na formação em Psicologia, pela aproximação da prática clínica com a Psicologia Social, com a Psicologia da Saúde e, especialmente, com a Saúde Pública.

Imagem e poder

Pereira, Valdézia
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 417 f.| il.
POR
Relevância na Pesquisa
26.67%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção; Imagem e poder: dois fenômenos distintos que se fundem quando destinados à propagação ideológica. Assim resulta a conclusão da tese que ora se apresenta, resultado de uma investigação ao longo da História, que percorreu a civilização ocidental desde o contexto que se convencionou chamar Antigüidade até os dias atuais. Para tanto, partiu-se de uma leitura das imagens visuais construídas em diferentes períodos históricos, refletindo-as à luz dos contextos político, religioso, social, econômico, cultural e ideológico. Carregadas de simbologia e fundadas em conceitos estéticos diversos, sem, contudo, deixarem de compartilhar as relações de poder, mormente com a ideologia dominante, as imagens visuais, artísticas ou não, desde sempre dão mostra de que se essa produção humana não se dá por mero reflexo desses poderes, não deixa, contudo, deles se apartar. Ou seja, por meio de uma leitura dialética constatou-se que, assim como o mito representado no humano pelos gregos, santos, reis, batalhas, retratos, enfim, imagens espalhadas e hoje expostas em museus, acervos particulares e igrejas...

Estado, direito e hegemonia

Barboza, Paulo César Neves
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
26.67%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Jurídicas. Programa de Pós-Graduação em Direito.; O propósito da dissertação é apresentar as categorias teóricas elaboradas por Gramsci, relacionando-as com a teoria crítica do direito, para qual é relevante. A crítica jurídica tem como importantes instrumentais teóricos e práticos os conceitos gramscianos de hegemonia, ideologia, sociedade civil, sociedade política, teoria do Estado ampliado, intelectual orgânico, partido, guerra de posição, bloco histórico e senso comum. Estão presentes no texto as observações sobre o direito, com destaque para as considerações elaboradas nos Quaderni. As distinções entre a teoria do direito tradicional, hegemônica, e a proposta crítica, contra-hegemônica, são identificadas e contextualizadas no cenário histórico, político e cultural brasileiro, bem como as recentes transformações ocorridas na legalidade estatal, a partir da crise do Estado intervencionista e da globalização econômica que o fulmina. Nesse contexto, são expostas as implicações do pensamento gramsciano, pertinentes para a teorização e a prática alternativa e pluralista de novas juridicidades, as quais podem contribuir para a evolução democrática da sociedade brasileira. A contribuição de Gramsci para teoria do direito induz para uma evolução democrática...

Dualismo econômico: controvérsia monetarista versus estruturalista na terceira república (1945-1964)

Silveira, Marco Aurélio Hinckel
Fonte: Florianópolis Publicador: Florianópolis
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 89 f.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
26.67%
TCC (graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro Sócio-Econômico. Economia.; A Terceira República foi um período onde houve um acirramento das tensões sociais sobre o debate do desenvolvimento do país. Essas tensões são originadas das três primeiras décadas do século XX, onde no Brasil existia um monopólio no plano ideológico. O monopólio só será desfeito no final da década de 1920 com o crash da bolsa de New York, causado pelo descrédito geral sobre o liberalismo econômico. No Brasil o marco inicial é a Revolução de 1930 que trouxe consigo um vácuo hegemônico e nesse vácuo foi onde o Estado, que nessa altura já não precisava atender exclusivamente os interesses de uma só classe, começou a formar um esqueleto. O Estado criou instituições reguladoras, visando definir claramente o papel de cada setor e suas classes, transformando assim suas relações. Nesse quadro institucional é que se tem início a Terceira República, onde o surgimento e o amadurecimento da nova ideologia formam um quadro conflituoso. Esse conflito é chamado de controvérsia monetarista versus estruturalista. Dentro do arcabouço teórico formado pela controvérsia foram analisados os governos que compõe a Terceira República...

A INDUSTRIALIZAÇÃO DO VALE DO ITAJAÍ A PARTIR DA IDEOLOGIA DO TEUTO-BRASILEIRO (1880-1900): HISTÓRIA E HISTORIOGRAFIA

Mandelli, Bruno
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 81 páginas.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
26.67%
TCC (graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Departamento de História.; Este trabalho discute e problematiza a industrialização do Vale do Itajaí, de 1880 a 1900, a partir do estudo da literatura de viagem das últimas décadas do século XIX e começo do XX e dos relatórios de presidente de província do mesmo período. Analisa a construção da ideologia do teuto-brasileiro, enquanto construção histórica, que afirma a existência de uma superioridade do trabalho imigrante, em especial dessa etnia, muitas vezes em oposição ao brasileiro. Também é analisada a historiografia que escreveu sobre o tema, em suas diferentes vertentes teóricas, mas que possui um elemento em comum na sua análise: a persistência do empreendedor teuto-brasileiro como ator histórico da industrialização. Desse modo, a relação que se estabelece entre história e historiografia, e a ideologia do teuto-brasileiro enquanto persistência e mudança são os norteadores do presente trabalho.

A INDUSTRIALIZAÇÃO DO VALE DO ITAJAÍ A PARTIR DA IDEOLOGIA DO TEUTO-BRASILEIRO (1880-1900): HISTÓRIA E HISTORIOGRAFIA

Mandelli, Bruno
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 81 páginas
PT_BR
Relevância na Pesquisa
26.67%
TCC (graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro de Filosofia e Ciências Humanas. Curso de História.; Este trabalho discute e problematiza a industrialização do Vale do Itajaí, de 1880 a 1900, a partir do estudo da literatura de viagem das últimas décadas do século XIX e começo do XX e dos relatórios de presidente de província do mesmo período. Analisa a construção da ideologia do teuto-brasileiro, enquanto construção histórica, que afirma a existência de uma superioridade do trabalho imigrante, em especial dessa etnia, muitas vezes em oposição ao brasileiro. Também é analisada a historiografia que escreveu sobre o tema, em suas diferentes vertentes teóricas, mas que possui um elemento em comum na sua análise: a persistência do empreendedor teuto-brasileiro como ator histórico da industrialização. Desse modo, a relação que se estabelece entre história e historiografia, e a ideologia do teuto-brasileiro enquanto persistência e mudança são os norteadores do presente trabalho

A elite por trás da tropa : as percepções sobre a mídia nas políticas de ressocialização

Sena, Fabiana Jardim
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
26.67%
Disseertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Humanas, Departamento de Serviço Social, 2011.; Essa dissertação tem como objetivo analisar as percepções dos presos e dos operadores do direito sobre a mídia nas políticas de ressocialização, à luz de um quadro referencial teórico em política social. Para tanto, compreende-se que a sociedade está pautada em profundas desigualdades sociais, resultantes da luta constante entre capital e trabalho. Como resultante existe um processo de reprodução da ideologia dominante burguesa que permeia todas as relações sociais. Essas conseqüências são tangíveis quando vislumbra-se o processo crescente de criminalização e penalização dos pobres, que ocasiona um sistema penal e carcerário de descaso para essa camada social de excluídos. Após os anos de prisão temos ações de ressocialização superficiais, fragmentadas e embasadas na falida inserção no mercado de trabalho sem qualquer tipo de proteção. Distantes dos ideais da política social, onde busca-se a compreensão da totalidade e do sujeito como cidadão possuir de direitos e deveres e principalmente, na redução das desigualdades sociais. Em meio a este cenário conturbado, os meios de comunicação...

O uso de recursos semióticos em videoclipes : novas perspectivas para a análise de discurso crítica

Nunes, Fernando Fidelix
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
26.67%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Letras, Departamento de Linguística, Português e Línguas Clássicas, Programa de Pós-Graduação em Linguística, 2013.; Com base na Análise de Discurso Crítica (FAIRCLOUGH, 1995, 2003, 2006, 2008 [1992]; Van DIJK, 1997, 2012) e na Teoria da Multimodalidade (KRESS & Van LEEUWEN, 2001, 2006), investigo como se dá a integração dos recursos semióticos para a constituição de sentidos e as implicações dessa integração para a formação de ideologias e de identidades em videoclipes que retratam o cotidiano de ícones da Indústria Cultural. Partindo do pressuposto de que o discurso é constituído, especialmente neste século XXI, por meio de dois ou mais recursos semióticos, discuto por que o videoclipe é um gênero textual que pode interessar à Análise de Discurso Crítica como objeto de estudo, uma vez que tem sua circulação potencializada pelas mídias de massa e resulta como produto da Indústria Cultural. Realizar pesquisa que vislumbre como os recursos semióticos são utilizados para constituir sentidos por meio da análise de imagens em movimento representa uma nova perspectiva para os estudos discursivos críticos. Para atingir o objetivo de verificar como os estudos da ADC e da Teoria da Multimodalidade alinhados oferecem escopo que possibilita um exame sobre como a ideologia serve para sustentar e estabelecer relações de poder e como a identidade de um ídolo se constitui em meio a esse texto multimodal...

O Selo Postal como veículo de Cultura, Propaganda e Ideologia no período do Estado Novo

Silva, José António Soares da
Fonte: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro Publicador: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
26.67%
Dissertação de Mestrado em Ciências da Cultura; Na sequência da Revolução Nacional de 28 de Maio de 1926 e no estabelecimento da Ditadura necessária para instaurar uma Ordem Nova pautada por valores que necessitavam de muitos suportes de inculcação ideológica, com primazia para os visuais, dada a grande taxa de analfabetismo então existente, surge uma imagética do regime que propagandeia simultaneamente ideologia e cultura. De todas as modalidades que então veiculavam a simbólica representação pictórica de princípios tendentes a formar um homem novo, essencialmente com base na história pátria e na tradição, destaca-se a do selo postal. É pequeno, sintético, artístico, coleccionável e circulante, espalhando a sua mensagem por todos os cantos do mundo. Os selos são, pois, verdadeiros documentos onde se encontram, cristalizadas, não só mensagens, mas também tendências artísticas de uma época, pelo que constituíram um meio privilegiado de cultura, propaganda e ideologia no período do Estado Novo, chegando mesmo a repercutir as políticas praticadas nos mais variados sectores da governação da Nação.; After the National Revolution of 28th May 1926 and in the subsequent establishment of the necessary dictatorship to found a New Order ruled by values which needed many ways of ideological instillation...

A nova direita radical americana o "Movimento Tea Party" : entre a homogeneidade e a heterogeneidade política

Jerónimo, Jérémy Silvares
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /10/2013 POR
Relevância na Pesquisa
26.67%
Esta dissertação tem como principal objetivo demonstrar a heterogeneidade existente no seio do Movimento Tea Party - movimento político norte-americano surgido em 2009, integrado atualmente no Partido Republicano - tanto ao nível da sua ideologia como da sua estrutura. A pesquisa bibliográfica e a análise minuciosa de cada fação (libertários e religiosos) e da estrutura do Movimento possibilita-nos responder a uma série de questões, fulcrais, para uma melhor compreensão do objeto desta investigação. Ao nível da ideologia, teremos a oportunidade de verificar que as duas maiores fações existentes no seio deste Movimento, a libertária e a religiosa, partilham ideias e objetivos políticos distintos: económicos para os libertários; sociais e morais para os tea partiers religiosos. Relativamente à estrutura do Tea Party, uma multitude de grupos e organizações locais independentes umas das outras, bem como, a ausência de uma verdadeira oligarquia política, é visível nesta investigação. Consequentemente teremos a possibilidade de concluir que o Movimento Tea Party não é homogéneo mas antes heterogéneo, realizando de seguida, uma análise sobre quais as consequências que daí advirão, projetando com estes dados o possível futuro deste Movimento político.

Educação e ideologia tecnocrática na ditadura militar

Ferreira Jr.,Amarilio; Bittar,Marisa
Fonte: Centro de Estudos Educação e Sociedade Publicador: Centro de Estudos Educação e Sociedade
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2008 PT
Relevância na Pesquisa
26.67%
O objetivo deste artigo é examinar a ideologia tecnocrática subjacente à educação brasileira durante a vigência da ditadura militar (1964-1985). Adotamos a premissa segundo a qual as reformas educacionais implementadas após 1964 ficaram marcadas tanto pelo modelo de modernização autoritária do capitalismo brasileiro adotado a partir de 1964, quanto pela teoria econômica do "capital humano". A propaganda ufanista, que tinha como lema o "Brasil Grande Potência", gerado pela "eficiência técnica" aplicada na forma de administrar o Estado e as suas empresas, também teve os seus corolários ideológicos no âmbito da própria política educacional levada à prática após a reforma universitária de 1968 e a reforma da educação de 1º e 2º graus de 1971. Assim, o sistema nacional de educação que emergiu com as reformas da ditadura militar foi marcado pela ideologia tecnocrática, que propugnava uma concepção pedagógica autoritária e produtivista na relação entre educação e mundo do trabalho.

A armadilha da Europa neoliberal

Prévotaux,Julien
Fonte: Universidade Estadual Paulista Julio de Mesquita Filho Publicador: Universidade Estadual Paulista Julio de Mesquita Filho
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2006 PT
Relevância na Pesquisa
26.67%
Na França, a campanha do referendo, a obstinação das elites e das instituições comunitárias e, finalmente, a derrota do projeto de constituição européia revelaram todo o peso da ideologia europeísta, o fracasso e a renúncia da social-democracia, o caráter profundamente antidemocrático da construção européia. O projeto europeu está plenamente inserido no processo de mundialização, e busca, sobretudo, estabelecer uma integração transatlântica econômica e financeira em estreita parceria com os Estados Unidos. Essa Europa euro-americana reforça o modelo capitalista neoliberal anglo-saxão. Cerceando progressivamente os poderes dos Estados-nações europeus, a União Européia, desde sua origem, prepara o advento de um espaço de "governança", onde a democracia é esvaziada de sua substância, já que a tecnoestrutura institucional européia não organiza uma transfêrencia de soberania do Estado para um "super-Estado", mas dilui toda soberania na gestão racional dos homens e das coisas. Ao apoiar o avanço da globalização e a dominação da ideologia neoliberal mundialista, esse projeto europeu prossegue o desarmamento político e democrático de seus Estados-membros. Resgatar a modernidade do conceito de nação constitui...

Além do Estado e da ideologia: imigração judaica, Estado-Novo e Segunda Guerra Mundial

Cytrynowicz,Roney
Fonte: Associação Nacional de História - ANPUH Publicador: Associação Nacional de História - ANPUH
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2002 PT
Relevância na Pesquisa
26.67%
A partir de uma pesquisa em fontes primárias das instituições centrais associadas à imigração judaica em São Paulo e Rio de Janeiro, este artigo mostra como, durante o Estado-Novo e a Segunda Guerra Mundial, as entidades judaicas funcionaram de forma corriqueira, adaptaram-se às restrições nacionalistas do governo Getúlio Vargas e, muitas vezes, engendraram estratégias sofisticadas para enfrentar a lei e a ideologia. Esta perspectiva de história social e do cotidiano evidencia, portanto, uma leitura distinta daquela que - analisando exclusivamente a lei, a ideologia e o preconceito do regime Vargas - considera que havia um clima de medo e perseguição generalizado entre os imigrantes judeus residentes no País. Este artigo mostra, complementarmente, que 1937-1945 foram anos decisivos para a implantação de uma comunidade etnicamente ativa e para a sedimentação de uma identidade judaico-brasileira.

Ideologia e relações de gênero: um estudo de recepção das propagandas de prevenção da AIDS

Roso,Adriane
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2000 PT
Relevância na Pesquisa
26.67%
Este artigo refere-se a um estudo de recepção de sete propagandas de prevenção da AIDS na televisão, feito no sul do Brasil, em Porto Alegre, Rio Grande do Sul, com 38 mulheres com idades entre 18 a 51 anos, da classe econômica baixa. A amostra foi dividida em dois grupos: mulheres que não participam em grupos que lutam contra a AIDS/HIV e mulheres que participam em grupos que lutam contra a AIDS/HIV. A abordagem é qualitativa, empregando a hermenêutica de profundidade e a teoria feminista a fim de estudar a ideologia e as relações de gênero que perpassam as mensagens das propagandas. Os resultados indicam que para os dois grupos de mulheres a televisão é uma importante fonte de informações relacionadas à AIDS, embora elas acreditem que as propagandas não estimulam o uso do preservativo. Enquanto o primeiro grupo de mulheres concorda e se identifica com a maioria das mensagens e imagens das propagandas, o segundo grupo percebe que, por trás das mensagens, a voz da ideologia opera, através de uma variedade de estratégias, para criar e estabelecer relações de dominação.

Processos de subjetivação em afro-brasileiros: anotações para um estudo

André,Maria da Consolação
Fonte: Instituto de Psicologia, Universidade de Brasília Publicador: Instituto de Psicologia, Universidade de Brasília
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2007 PT
Relevância na Pesquisa
26.67%
O artigo traz reflexões a partir da apresentação de acontecimentos sócio-históricos do sistema escravista percorrendo dois ângulos: sociológico e psicológico. Em relação ao primeiro, por se tratar de uma visão de mundo do que é "ser humano", deu-se ênfase à ideologia do branqueamento para compreender a influência de tal ideologia nos processos de construção das subjetividades de afro-brasileiros, e o segundo, ancorando-o no entendimento de que as relações sociais geram afetos que influem no desenvolvimento biopsicossocial dos envolvidos, afirma que as subjetividades não se fazem ao acaso, não são substâncias em si mesmas, ao contrário, são construídas por meio das várias práticas sociais. Por fim, intenta-se chamar a atenção dos profissionais da Psicologia para refletirem sobre a necessidade de revisão das formas de trabalho com as diversidades populacionais para contribuir no fomento aos estudos dessa temática bem como aos serviços que a área possa oferecer aos indivíduos desse grupo.

A institucionalização do PSDB* entre 1988 e 1999

Roma,Celso
Fonte: Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais - ANPOCS Publicador: Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais - ANPOCS
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2002 PT
Relevância na Pesquisa
26.67%
Este artigo analisa a estrutura organizacional do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), desde a sua fundação, em 1988, até 1999. Para tanto, a discussão será dividida em duas partes. Na primeira, serão abordadas as seguintes dimensões do partido: a origem, a estrutura interna de poder, a ideologia e as opiniões e atitudes políticas dos representantes eleitos. Na segunda parte, associa-se a modalidade de organização adotada pelo partido e suas conseqüências para a definição das suas estratégias de competição eleitoral e de participação na esfera de governo. Os resultados desta pesquisa indicam que o PSDB sofreu um processo de adaptação diante das exigências de sua sobrevivência no ambiente político no que se refere ao aumento da competitividade eleitoral e da governabilidade. Esse processo de adaptação pragmática, por sua vez, revela-se como uma importante variável explicativa do tipo de relação de poder entre as lideranças e os filiados e da ambigüidade entre o programa de governo e a ideologia professada. As evidências empíricas que atestam tal explicação corroboram a perspectiva teórica adotada, que pressupõe que um partido político escolhe, entre os diversos caminhos possíveis que permitem alcançar seus objetivos...

Cultura e ideologia: a mídia revelando estereótipos raciais de gênero

Roso,Adriane; Strey,Marlene Neves; Guareschi,Pedrinho; Bueno,Sandra M. Nora
Fonte: Associação Brasileira de Psicologia Social Publicador: Associação Brasileira de Psicologia Social
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2002 PT
Relevância na Pesquisa
26.67%
Nesse artigo, analisamos duas formas simbólicas brasileiras (comerciais de televisão) tendo como enquadre teórico uma metodologia crítica baseada em alguns elementos teóricos dos Estudos Culturais. O ponto de partida é o conceito de minoria e maioria, e seu caráter nômico e anômico. Assumimos que as formas simbólicas podem ser entendidas como portadoras de ideologia, e para entender a ideologia subjacente a elas nós temos que desconstruir a unidade da mensagem e expor sua "naturalidade". Nesse processo, aspectos relacionados às relações de dominação de gênero e raça foram desveladas, indicando que a discriminação em direção às minorias ainda é parte da nossa realidade mediada.

Quem vocês pensam que (elas) são? - Representações sobre as pessoas em situação de rua

Mattos,Ricardo Mendes; Ferreira,Ricardo Franklin
Fonte: Associação Brasileira de Psicologia Social Publicador: Associação Brasileira de Psicologia Social
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2004 PT
Relevância na Pesquisa
26.67%
No ponto de encontro entre o conceito de identidade como metamorfose humana e a categoria ideologia como forma de reproduzir relações sociais de dominação, o presente artigo discute a tipificação das pessoas em situação de rua como vagabundas, sujas, loucas, perigosas e coitadas. Tal conhecimento socialmente compartilhado acaba por legitimar a violência física contra estas pessoas, bem como servir de referência para a constituição de suas identidades pessoais. Face a este universo simbólico perverso que as acomete, são analisados a loucura (como fuga da realidade), o suicídio (como consumação material da morte simbólica em curso) e a resistência, a partir da transformação social (opondo-se a esta ideologia através da luta pelos seus direitos), como formas das pessoas em situação de rua elaborarem estas representações oriundas de suas condições sociais.

O imaginário (colonial) no ensino de alemão como língua estrangeira no Brasil

Bohunovsky,Ruth
Fonte: UNICAMP. Departamento de Linguística Aplicada Publicador: UNICAMP. Departamento de Linguística Aplicada
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2005 PT
Relevância na Pesquisa
26.67%
Este artigo discute o papel da ideologia no ensino de alemão como língua estrangeira no Brasil e aborda questões relacionadas a interrelação linguagem, história e ideologia no material didático tradicional para o ensino de alemão como língua estrangeira.