Página 15 dos resultados de 3011 itens digitais encontrados em 0.008 segundos

Efeitos hemodinâmicos da combinação de dexmedetomidina-fentanil versus midazolam-fentanil em crianças submetidas à cirurgia cardíaca com circulação extracorpórea; Hemodynamic effects of the combination of dexmedetomidine-fentanyl versus midazolam-fentanyl in children undergoing cardiac surgery with cardiopulmonary bypass; Efectos hemodinámicos de la combinación de dexmedetomidina-fentanil versus midazolam-fentanil en ninõs sometidos a la cirugía cardíaca con circulación extracorpórea

KLAMT, Jyrson Guilherme; VICENTE, Walter Villela de Andrade; GARCIA, Luis Vicente; FERREIRA, César Augusto
Fonte: Sociedade Brasileira de Anestesiologia Publicador: Sociedade Brasileira de Anestesiologia
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
46.49%
JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Avaliar a eficácia da infusão combinada de dexmedetomidina e fentanil na resposta hemodinâmica durante cirurgia cardíaca com circulação extracorpórea (CEC) em crianças. MÉTODO: Trinta e duas crianças com idade entre 1 mês e 10 anos, agendadas para cirurgia cardíaca com circulação extracorpórea, foram distribuídas de modo aleatório em dois grupos: o Grupo MDZ recebeu midazolam 0,2 mg.kg-1.h-1, enquanto o Grupo DEX recebeu dexmedetomidina 1 µg.kg-1.h-1 durante uma hora e, em seguida, o ritmo de infusão foi reduzido à metade em ambos os grupos. Ambos os grupos receberam fentanil 10 µg.kg-1, midazolam 0,2 mg.h-1 e vecurônio 0,2 mg.kg-1 para indução da anestesia. As mesmas doses de fentanil com vecurônio da indução foram infundidas durante a primeira hora após a indução e, em seguida, reduzidas à metade. As infusões foram iniciadas imediatamente após a indução e mantidas até o final da cirurgia. O isoflurano foi administrado por curto tempo para controle da resposta hiperdinâmica à incisão e esternotomia. RESULTADOS: Em ambos os grupos, a pressão arterial sistólica e a frequência cardíaca reduziram de modo significativo após uma hora de infusão anestésica, porém o aumento da pressão arterial sistólica e diastólica e da frequência cardíaca à incisão da pele foram significantemente menores no Grupo DEX. Um número significativamente menor de pacientes demandaram suplementação com isoflurano no Grupo DEX. Após a CEC...

A influência da idade e da reposição hormonal sobre a modulação autonômica do coração e o limiar de anaerobiose.; Influence of age and hormonal replacement on the autonomic modulation of the heart and the anaerobisis threshold.

Neves, Valeria Ferreira Camargo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 13/03/2003 PT
Relevância na Pesquisa
46.48%
Este trabalho teve por objetivo avaliar a modulação autonômica da freqüência cardíaca (FC) durante o repouso, nas posições supina e sentada, e durante teste de esforço físico dinâmico descontínuo do tipo degrau (TEFDD-D) em mulheres jovens e pós-menopausa sem (PMSRH) e com reposição hormonal (PMCRH); determinar o limiar de anaerobiose (LA) a partir da análise das respostas de FC e pela análise dos índices de RMSSD (raiz quadrada da média dos quadrados das diferenças entre os intervalos R-R normais sucessivos), em milissegundos (ms), e comparar o grau de correlação entre estas duas metodologias de análise. Foram estudadas 11 jovens (24 ± 2,77 anos), 13 PMSRH (57 ± 5,28) e 9 PMCRH (55 ± 5,40 anos). O TEFDD-D foi realizado em cicloergômetro, sendo iniciado com a potência de 15 W e com incrementos de 5 em 5 W. A FC (bpm) e os intervalos R-R (ms) foram captados em tempo real, por um período de 360s em repouso, em cada posição, e durante 60s em repouso sentado no cicloergômetro, 240s em exercício e 60s em recuperação, em cada potência do TEFDD-D. Foram calculados as médias da FC (bpm) e os índices de RMSSD dos intervalos R-R (ms) para as condições de repouso e durante 180s do exercício nas potências estudadas; cálculo da variação da FC (bpm) no início do exercício e do tempo (s) desta variação. A determinação do LA foi feita pelo ajuste do modelo matemático e estatístico semiparamétrico (SPM) aos dados de FC e pelos índices de RMSSD dos intervalos R-R (ms). Os testes estatísticos utilizados foram: Wilcoxon...

Efeitos do treinamento físico aeróbio nas adaptações hemodinâmicas, autonômicas e morfofuncionais cardíacas da hipertensão espontânea: influência do barorreflexo; Effects of aerobic exercise training on cardiac hemodynamic, autonomic and morphofunctional adaptations in spontaneously hypertensive rats: role of baroreflex

Silva, Ivana Cinthya de Moraes da
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 10/03/2010 PT
Relevância na Pesquisa
46.5%
Os barorreceptores regulam as variações da pressão arterial (PA) momento-amomento e respondem pela modulação adequada do sistema nervoso autônomo em situações fisiológicas. Na hipertensão arterial há comprometimento da função autonômica, com diminuição da sensibilidade do barorreflexo e predomínio da atividade simpática, além de alterações morfofuncionais cardíacas progressivas. O treinamento físico (TF), por sua vez, é uma abordagem eficaz em melhorar essas disfunções. Por ter importância clínica em diversas situações patológicas, neste trabalho, testamos a hipótese de que o barorreflexo seria um mecanismo determinante para as adaptações cardiovasculares e autonômicas à hipertensão e ao treinamento físico. Para tanto, verificamos o impacto da remoção dos barorreceptores arteriais, pelo método da desnervação sino-aórtica, nas adaptações da PA, freqüência cardíaca (FC), modulação autonômica, função e morfometria cardíacas induzidas pelo TF na hipertensão e na normotensão em animais. Ratos espontaneamente hipertensos e normotensos Wystar foram submetidos ou não à desnervação sino-aórtica e divididos em treinados e sedentários. O TF foi realizado em esteira (5x/semana, 60 minutos...

O efeito da música na ansiedade de pacientes submetidos à cineangiocoronariografia; The effect of music on anxiety of patients undergoing coronary angiography

Watanabe, Danielle Misumi
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 25/03/2011 PT
Relevância na Pesquisa
46.48%
INTRODUÇÃO: A cineangiocoronariografia é um procedimento médico invasivo que envolve sentimentos de medo e ansiedade. Estudos internacionais têm avaliado o efeito da música como técnica de intervenção para redução da ansiedade utilizando-a antes, durante e depois da cineangiocoronariografia. Contudo, os resultados de sua aplicação durante o procedimento não são consensuais. OBJETIVO: A proposta do presente estudo foi avaliar o efeito da música, aplicada durante a realização do procedimento, na ansiedade de pacientes submetidos à cineangiocoronariografia pela primeira vez. MÉTODOS: Os desfechos estudados foram o nível de ansiedade medido pelo Inventário de Ansiedade Beck, a frequência cardíaca e pressão arterial, ambas medidas pelo método intra-arterial. Participaram do estudo 300 pacientes randomizados entre o grupo controle (procedimento padrão) ou grupo música (cineangiocoronariografia realizada com a intervenção musical). Foi realizado o cegamento da pesquisadora durante toda a coleta e análise estatística dos dados. RESULTADOS: Os grupos eram semelhantes em relação às características de base, bem como dados sobre os hábitos musicais dos pacientes e dados da cineangiocoronariografia. Não foram observadas diferenças entre os grupos controle e música para todos os desfechos estudados: nível de ansiedade (p=0...

Uso da função pancreática como valor preditivo na recuperação de equinos acometidos por duodeno-jejunite proximal; Pancreatic function used to predict the clinical improvement of horses with duodenitis-proximal jejunitis

Betiol, Patricia Stocco
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 28/01/2011 PT
Relevância na Pesquisa
46.48%
Para determinar o quanto a avaliação pancreática pode ser útil como valor preditivo da recuperação de eqüinos acometidos por duodeno-jejunite proximal (DJP), foram utilizados 17 equinos, sendo cinco animais hígidos como grupo controle e 12 animais atendidos no Hospital de Eqüinos da Faculdade de Medicina Veterinária da USP com diagnóstico clínico de duodeno-jejunite proximal. Após a recepção destes no Serviço de Clínica Médica, foram avaliados seus parâmetros vitais (temperatura interna, freqüências cardíaca e respiratória, movimentos cecais), hidratação; volume de refluxo estomacal e seu pH; e posteriormente foram colhidas amostras de sangue a cada 12 horas até que o quadro clínico se estabilizasse. Deste momento em diante, a avaliação dos animais e colheitas das amostras de sangue ocorreram a cada 24 horas, até o completo restabelecimento destes com o retorno da ingestão de alimento. Foram determinadas as concentrações séricas de amilase; lípase; triglicérides; colesterol, proteína total; albumina e glicose no analisador bioquímico automático Labmax® com o uso de reativos específicos, as concentrações séricas de insulina e glucagon através de radioimunoensaio, e determinadas as proteínas séricas ceruloplasmina; haptoglobina...

Alterações eletrocardiográficas, hematológicas e histológicas induzidas pelo material particulado fino na cidade de São Paulo; Electrocardiographic, hematological and histological alterations induced by fine particulate matter of Sao Paulo city

Rivero, Dolores Helena Rodriguez Ferreira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 22/07/2005 PT
Relevância na Pesquisa
46.48%
Os mecanismos envolvidos na associação entre poluição do ar e aumento da mortalidade cardiovascular não estão ao todo esclarecidos. O objetivo deste estudo foi testar os efeitos agudos do PM2.5 da cidade de São Paulo sobre a freqüência cardíaca (FC), variabilidade da freqüência cardíaca (VFC), inflamação sistêmica e vasoconstrição de arteríolas de ratos Wistar saudáveis. O PM2.5 foi coletado em filtros de fibra de vidro utilizando um amostrador de grandes volumes. Para o ECG foram utilizados 47 ratos que foram submetidos a instilação traqueal de: salina, filtro branco, 50 ?g e 100 ?g de PM2.5. A freqüência cardíaca (FC) e o desvio-padrão dos intervalos NN (SDNN) foram avaliados na fase pré, 30 e 60 minutos após a instilação. Outro grupo de 38 ratos foram submetidos a instilação traqueal de: filtro branco, 100 ?g e 500 ?g de PM2.5 para análises hematológicas e histopatológicas. Estes animais foram sacrificados 24 horas após a instilação traqueal para a coleta de sangue e amostras de pulmão e coração para a morfometria e análise da razão peso seco/úmido. A FC diminuiu significativamente (p<0.001) com o tempo, mas não houve efeito de tratamento ou interação entre tempo e tratamento. O SDNN diminuiu 60 minutos após a instilação nos grupos de 50 ?g e 100 ?g de PM2.5 (p=0.025). O número de reticulócitos aumentou significativamente em ambas as doses de PM2.5 (p<0.05)...

Gama-orizanol para equinos; Gamma-oryzanol for horses

Gonzaga, Iaçanã Valente Ferreira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 18/12/2013 PT
Relevância na Pesquisa
46.48%
Com o objetivo de avaliar o efeito da suplementação com gama-orizanol em equinos submetidos a exercício aeróbio foram utilizados 10 cavalos da raça Puro Sangue Árabe, machos, castrados, com idade média de 35±8,15 meses e peso corporal médio de 375±22,78 kg, ao início do período experimental, divididos em dois lotes de cinco animais cada, denominados grupos "controle" e "gama". O experimento foi conduzido no Laboratório de Pesquisa em Alimentação e Fisiologia do Exercício de Equinos (LABEQUI), pertencente à FMVZ-USP, no Campus Administrativo de Pirassununga, São Paulo, adotando-se o consumo diário individual de 2% do peso corpóreo, com base na matéria seca, sendo 50% de volumoso composto por feno de gramínea e 50% de concentrado comercial. Em cada refeição, todos os animais receberam 50 mL de óleo vegetal, sendo que apenas o grupo gama recebeu o gamaorizanol (dez gramas diárias). Ambos os grupos foram exercitados em caminhador circular, durante 60 minutos, na velocidade máxima de 12 km/h, cinco vezes por semana. Durante o período experimental de seis meses, os cavalos foram mensalmente avaliados quanto ao ganho de peso, escore de condição corporal, frequência cardíaca e lipídeos plasmáticos (colesterol total e frações HDL-C...

Efeitos da estimulação elétrica funcional de baixa frequência na atividade nervosa simpática e na vasoconstrição periférica em pacientes com insuficiência cardíaca avançada; Effect of low-frequency electrical stimulation on sympathetic nerve activity and peripheral vasoconstriction in hospitalized advanced heart failure patients

Miranda, Raphaela Vilar Ramalho Groehs
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 26/11/2014 PT
Relevância na Pesquisa
46.48%
Introdução. A insuficiência cardíaca (IC) é uma síndrome complexa que resulta em taxas elevadas de morbidade e mortalidade. Os pacientes em estágio avançado de IC podem ficar internados por um longo período para tratamento dessa síndrome. A restrição ao leito e a inatividade física prolongada geram complicações que resultam em piora na intolerância aos esforços, incluindo aqueles relacionados às atividades de vida diária. Por outro lado, existem evidências de que o tratamento com estimulação elétrica muscular de baixa frequência (EE) proporciona benefícios importantes para o paciente com IC. Neste estudo, nós testamos a hipótese de que o tratamento com EE melhora o controle neurovascular, a vasoconstrição periférica, a força muscular e a capacidade funcional em pacientes internados para tratamento da IC. Métodos. Trinta pacientes internados por IC descompensada, classe funcional IV da NYHA, fração de ejeção <= 30% foram consecutivamente randomizados em dois grupos: 1) EE funcional (n=15) e 2) controle, controle (n=15). A atividade nervosa simpática muscular (ANSM) foi avaliada diretamente no nervo fibular pela técnica de microneurografia, o fluxo sanguíneo muscular (FSM) do membro inferior e superior pela técnica de pletismografia de oclusão venosa...

Curso temporal da hipertensão induzida pelo bloqueio da síntese do óxido nítrico : avaliações hemodinâmicas e bioquímicas

Rigatto, Katya Vianna
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
46.5%
Neste estudo observamos os efeitos do bloqueio crônico do óxido nítrico por uma (1s), duas (2s) e quatro (4s) semanas de tratamento sobre a pressão arterial, freqüência cardíaca e o controle reflexo da circulação. O bloqueio crônico do óxido nítrico pela L-nitro-arginina-metil-éster (L-NAME), na água de beber, aumentou a pressão arterial média (PAM) em mmHg (1s=144; 2s=153 e 4s=167) de maneira tempo-dependente, quando comparado ao grupo controle (c=102). Tal aumento foi acompanhado pelo aumento de consumo de L-NAME e pelo aumento da relação peso do coração/peso corporal, um índice de hipertrofia cardíaca. A freqüência cardíaca (FC) basal não foi diferente entre os grupos tratados e o controle. O reflexo comandado pelos pressorreceptores estava atenuado significativamente (c=-4,17; 1s=-2,72; 2s=-2,10 e 4s=2,41) nos animais tratados, enquanto o reflexo cardiopulmonar estava exacerbado, de forma semelhante, em todos os grupos tratados. É possível que a atenuação do baroreflexo esteja relacionada ao aumento da sensibilidade do reflexo cardiopulmonar onde houve tanto aumento da resposta bradicárdica em bpm (c=-77; 1s=-109; 2s=-114 e 4s=-122) quanto da resposta hipotensora em mmHg (c=-14; 1s=-28; 2s=-29 e 4s=-31) . A resposta hipertensora comandada pelos quimiorreceptores estava diminuída enquanto a resposta de bradicardia praticamente não se alterou. Em todos os reflexos testados a bradicardia reflexa estava normal ou aumentada. As respostas reflexas normalmente associadas à ativação do ramo simpático do sistema nervoso autônomo estavam reduzidas enquanto os quimiorreceptores e os barorreceptores foram estimulados. Já a resposta de hipotensão mediada pelos cardiopulmonares estava aumentada nos animais hipertensos. Esses dados em conjunto sugerem um aumento tônico da atividade simpática periférica reduzindo a reserva para respostas excitatórias e facilitando as respostas inibitórias. Alterações do sistema renina angiotensina como aumento da atividade da renina plasmática nos animais tratados por duas semanas...

Determinação da crítica razão esforço pausa (e:pcrit) em uchi-komi no judô, utilizando deltas de variação de freqüência cardíaca e escala de percepção de esforço de Borg

Sales, Rodrigo Tadeu Pessoa de
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 41 f.
POR
Relevância na Pesquisa
46.48%
O presente estudo objetivou verificar a validade de um protocolo de teste aeróbio específico do judô (técnica ipon-seoi-nague), não exaustivo, adaptado do método de CHASSAIN (1986), utilizando deltas de variações da escala de percepção de Borg e da freqüência cardíaca em atletas bem treinados. O teste adaptado ao judô constituiu de quatro séries de exercício com dois esforços iguais (duplos) de 180 segundos com um intervalo de 90 segundos entre eles. As séries de exercícios foram realizadas em dias consecutivos. As intensidades dos testes duplos foram de 85%, 95%,105% e 115% do lactato mínimo para cada participante. Este trabalho utilizou a técnica ipon-seoi-nague, sendo que as razões esforço-pausa foram específicas para cada atleta, e correspondem às intensidades de exercício propostas pelo protocolo de Chassain (1986). A escala de percepção de esforço de Borg foi mostrada ao final do primeiro e do segundo esforços, em cada uma das séries, para que o atleta determinasse o nível de cansaço. Para análise da freqüência cardíaca foi utilizado um freqüencímetro, Polar Vantage NV, obtendo freqüência cardíaca concomitantemente a escala de Borg, ao final de bloco de esforço. Dessa maneira, foram obtidos dois deltas de variações entre o primeiro e o segundo esforços...

Parâmetros ecocardiográficos e variabilidade da frequência cardíaca em fêmeas caninas com sepse de ocorrência natural devido à piometra e suas correlações com valores séricos de TNF-alfa, IL-1 beta, IL-6, IL-10 e proteína C reativa

Pereira, Evandro Zacché
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: xx, 85 p.
POR
Relevância na Pesquisa
46.48%
Pós-graduação em Medicina Veterinária - FCAV; In order to assess myocardial and autonomic function in dogs with sepsis were studied 17 bitches diagnosed with pyometra and positive criteria for systemic inflammatory response syndrome. These animals underwent echocardiographic and heart rate variability tests, and also hematological evaluation, serum biochemistry, and serum TNF-α, IL-1β, IL-6, IL-10 and C-reactive protein, at diagnosis (T-0) and 15 (T-15) and 30 (T-30) days after hysterectomy. Among the echocardiographic parameters were observed decrease in E mitral flow deceleration time in T-0 relative to the T-30 (68.0 ± 49.1 and 111.0 ± 63.8; p = 0.035) and isovolumetric relaxation time in relation to T-0 and T-30 (61.5 ± 15.6 and 70.0 ± 13.6, p = 0.0002). It was also observed a significant negative correlation between indexes of systolic function, fractional shortening and ejection fraction, and the serum concentration of C-reactive protein (r = -0.324, p = 0.02 and r = -0.332, p = 0.01, respectively). Regarding the assessment of the autonomic system, there was a reduction of all parameters of heart rate variability in T-0 compared to other moments, with p <0.0001 for all indexes. Thus, under the circumstances of the present study...

Respostas da frequência cardíaca ao teste de 1RM e da modulação autonômica da frequência cardíaca no período de recuperação em indivíduos com fatores de risco para doenças cardiovasculares

Cazelato, Leonardo
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 33 f.
POR
Relevância na Pesquisa
46.48%
Pós-graduação em Desenvolvimento Humano e Tecnologias - IBRC; Background: The Autonomic Nervous System (ANS) is responsible for cardiac rhythm modulation, since the action of the sympathetic and parasympathetic branches on the pacemaker cells of the sinus node causes increase and decrease, respectively, of heart rate (HR). A variation of HR in the rest to exercise transition may indicate how the parasympathetic nervous system behaves in the first seconds of muscle contraction, because an inhibition of vagal modulation on the sinus node occurs as an initial response of HR to exercise. A reduced heart rate variability (HRV) in rest condition may indicate abnormal adaptation of the ANS, which suggests poor physiological functioning. In individuals that have risk factors for cardiovascular disease, HR response during exercise and recovery take longer to reach ideal values, which may be attributed to inefficient parasympathetic modulation at the start of physical effort, greater sympathetic activity and after- exercise cardiac stress. Objective: To evaluate the magnitude of HR responses during effort using the one maximum repetition test (1RM), verify the relation between the magnitude of these responses and the behavior of HRV during rest condition...

Estudo da eficácia da drenagem linfática manual na mobilização hidroeletrolítica, na taxa lipolítica e na variabilidade da frequência cardíaca em homens e mulheres; Study of effectiveness of manual lymphatic drainage in the hydroelectrolytic mobilization, in the lipolytic rate and heart rate variability in men and women

Érica Aparecida Mariano Camargo
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 06/03/2015 PT
Relevância na Pesquisa
46.48%
A importância da validação científica de técnicas coadjuvantes a diversos tratamentos de saúde é inquestionável. Assim a influência da drenagem linfática manual na mobilização hidroeletrolítica, na taxa lipolítica, bem como, no sistema nervoso autonômico ainda precisa ser investigada. O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito da drenagem linfática manual na mobilização hidroeletrolítica, na taxa lipolítica e na modulação autonômica da frequência cardíaca em homens e mulheres. Foram estudados 11 homens; 11 mulheres não usuárias de anticoncepcional oral e 12 mulheres usuárias de anticoncepcional oral, com 21,3 ± 2,9 anos de idade, saudáveis, sedentários e eutróficos. As amostras urinárias foram coletadas em um dia, sem intervenção terapêutica, denominado controle e em outro dia com aplicação da drenagem linfática manual. Na urina, foram analisadas osmolaridade, concentração de sódio, fluxo e concentração de glicerol. A variabilidade da frequência cardíaca foi registrada no início, durante e ao final do experimento, nos dias controle e drenagem linfática manual. Os resultados mostram que a drenagem linfática manual promoveu em homens redução dos eletrólitos urinários e aumento do fluxo e em mulheres não usuárias de anticoncepcional oral houve apenas aumento do fluxo. A técnica induziu diluição urinária em homens e mulheres não usuárias de anticoncepcional...

Acreditar ou não acreditar? correlatos psicofisiológicos do biofeedback cardiorrespiratório associado à manipulação placebo

Teixeira, Mariana Lopez
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 291 p.| il., grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
46.49%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Florianópolis, 2015.; O biofeedback cardiorrespiratório é uma técnica que propõe influir na modulação autônoma por meio da aprendizagem do feedback e da respiração lenta. Esta tese objetivou investigar características psicofisiológicas da técnica do biofeedback cardiorrespiratório associado à manipulação de características placebo. Para investigar o biofeedback cardiorrespiratório com a manipulação placebo, esta tese envolveu 2 estudos que utilizaram a variabilidade da frequência cardíaca (VFC) e a coerência cardíaca como marcadores indiretos do sistema nervoso autônomo. Nos dois estudos o objetivo durante o treino de biofeedback cardiorrespiratório foi de aumentar a coerência cardíaca por meio da visualização do feedback e por meio do treino da respiração abdominal suave. O estudo 1 verificou o efeito do biofeedback cardiorrespiratório associado ao feedback real e ao feedback placebo na VFC e na coerência cardíaca para todos os sujeitos e para classificação de performance na coerência cardíaca (bons aprendizes e fracos aprendizes de coerência cardíaca). Foram incluídos 26 participantes que realizaram 2 sessões: uma sessão de biofeedback com feedback real e outra sessão com feedback placebo. Os resultados sugerem que ambas as sessões possibilitaram aumento da atividade do nervo vago mas a sessão com feedback real mostrou mais índices da VFC com aumento significativo. Quanto a classificação da performance na coerência cardíaca...

Correlatos psicofisiológicos da perceção do medo : abordagem multisensorial

Amoroso, Tatiana Alexandra Gonçalves
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
46.48%
O presente estudo pretende comparar as avaliações subjetivas (arousal e valência) e as respostas psicofisiológicas (frequência cardíaca e EMG) em três modalidades sensoriais (visão, olfato e audição), perante a exposição a estímulos emocionais de medo e estímulos neutros. Dado que na literatura existem diversos estudos em que se investiga a interação entre diferentes modalidades sensoriais, este estudo pretendeu, alternativamente, efetuar uma comparação entre as mesmas. Assim, foi apresentado um conjunto de faces, odores corporais e sons, de medo e neutros, e foram analisadas as avaliações subjetivas, bem como a atividade psicofisiológica, em termos de frequência cardíaca e da atividade eletromiográfica facial do músculo corrugator supercilii. Os resultados desta investigação sugerem que, em todas as modalidades sensoriais, os estímulos de medo foram classificados como mais ativadores e menos agradáveis que os estímulos neutros. Relativamente à comparação entre as diferentes modalidades nas medidas psicofisiológicas, observámos que na exposição a faces a frequência cardíaca é mais elevada, comparativamente aos odores corporais e sons. Quanto à atividade muscular facial, embora não seja significativa a diferença...

A pressão arterial e a freqüência cardíaca não são bons parâmetros para avaliação do nível de ansiedade pré-operatória

Conceição,Diogo Bruggemann da; Schonhorst,Leonardo; Conceição,Mário José da; Oliveira Filho,Getúlio Rodrigues de
Fonte: Sociedade Brasileira de Anestesiologia Publicador: Sociedade Brasileira de Anestesiologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2004 PT
Relevância na Pesquisa
46.48%
JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Os pacientes cirúrgicos sofrem graus variados de estresse psicológico no período pré-operatório. Pacientes ansiosos podem apresentar reações psicossomáticas como hipertensão arterial e taquicardia. O objetivo deste estudo foi avaliar o nível de ansiedade pré-operatória em uma população de pacientes cirúrgicos, detectar alterações de freqüência cardíaca e pressão arterial e sua relação com idade, sexo, grau de instrução e experiência cirúrgica prévia. MÉTODO: A 145 pacientes adultos, de ambos os sexos, estado físico (ASA) I, II ou III, escolhidos aleatoriamente, perfeitamente orientados no tempo e no espaço, alfabetizados e escalados para cirurgias eletivas, foi aplicado o questionário de ansiedade pré-operatória de Amsterdã durante a consulta pré-anestésica. Foram considerados ansiosos os pacientes com escore igual ou maior que onze. Para cada paciente anotou-se o sexo, a idade, o grau de instrução, a pressão arterial sistólica (PAS) e diastólica (PAD), a freqüência cardíaca (FC), a experiência cirúrgica prévia e a história de hipertensão arterial. RESULTADOS: Sessenta e nove pacientes (47,58%) apresentaram escores de ansiedade igual ou maior que onze (ansiosos)...

Aspectos clínicos e terapêuticos da insuficiência cardíaca por doença de Chagas

Braga,Julio Cesar Vieira; Reis,Francisco; Aras,Roque; Costa,Nei Dantas; Bastos,Claudilson; Silva,Renata; Soares,Alana; Moura Júnior,Ademir; Ásfora,Silvana; Latado,Adriana Lopes
Fonte: Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC Publicador: Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2006 PT
Relevância na Pesquisa
46.48%
OBJETIVO: Descrever as características clínicas e terapêuticas de pacientes com insuficiência cardíaca (IC) secundária a miocardiopatia chagásica crônica, bem como avaliar se estas são diferentes nas demais etiologias. MÉTODOS: Foram analisados prospectivamente pacientes atendidos no período de agosto de 2003 a junho de 2004, em um ambulatório de referência para IC. RESULTADOS: Foram incluídos 356 pacientes com o diagnóstico de IC. Miocardiopatia chagásica foi a etiologia mais freqüente, (48% dos casos). Outras etiologias foram miocardiopatia hipertensiva em 19%, dilatada idiopática em 11%, e isquêmica em 9%. Pacientes com IC secundária a miocardiopatia chagásica tinham com maior freqüência etnia não-branca (88 x 75%; p = 0,002), história familiar de doença de Chagas (57 x 21%; p = 0,001), maior tempo de doença (71 x 56 meses; p = 0,034), menor escolaridade (4,4 ± 4,1 x 5,7 ± 4,2 anos de estudo; p = 0,004), menor freqüência cardíaca (69 ± 12 x 73 ± 13; p = 0,03) e pressão arterial sistólica (121 ± 25 x 129 ± 28 mmHg; p = 0,006). Utilizavam com maior freqüência amiodarona (22 x 13%; p = 0,036) marcapassos artificiais (15 x 1%; p = 0,001) e com menor freqüência drogas betabloqueadoras (39 x 59%; p = 0...

Análise das alterações ventilatórias e hemodinâmicas com utilização de ventilação mecânica não-invasiva com binível pressórico em pacientes com insuficiência cardíaca congestiva

Barros,Ariadne Fernandes de; Barros,Luciana Costa de; Sangean,Márcia Cristina; Vega,Joaquim Minuzo
Fonte: Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC Publicador: Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2007 PT
Relevância na Pesquisa
46.5%
OBJETIVO: Observar na prática como a pressão positiva não invasiva com dois níveis de pressão, aplicada com diferentes valores, pode interferir na pressão arterial sistólica (PAS), pressão arterial diastólica (PAD), pressão arterial média (PAM), freqüência cardíaca (FC), freqüência respiratória (FR) e saturação periférica de oxigênio (SatO2), em pacientes com insuficiência cardíaca congestiva (ICC). MÉTODOS: Analisamos 14 pacientes com ICC que foram tratados com ventilação mecânica não invasiva com dois níveis de pressão. A idade média foi de 62,85 anos. Os pacientes foram tratados consecutivamente com EPAP de 5 cmH2O, 10 cmH2O, 15 cmH2O, 10 cmH2O e 5 cmH2O mantendo uma variação de pressão (deltaP) de 5 cmH2O entre a pressão inspiratória (IPAP) e a pressão expiratória (EPAP). Foram coletados os dados ventilatórios e hemodinâmicos em todos esses momentos, e também 5 minutos antes do início do protocolo e 5 minutos após o seu término. RESULTADOS: Houve diferença estatisticamente significante na freqüência respiratória, entre o momento anterior ao do início do protocolo e 5 minutos após a instalação da máscara de pressão positiva (p = 0,022), e na saturação de oxigênio, entre o momento final da utilização de EPAP de 5 cmH2O e depois da retirada da máscara de pressão positiva (p = 0...

Estudo transversal das estratégias de tratamento clínico na fibrilação atrial

Oliveira,Lucas Hollanda; Mallmann,Fabrício Bonnoto; Botelho,Fábio Nardo; Paul,Luiz Carlos; Gianotto,Marcio; Abt,Rafael de Biase; Silva,Nilton José Carneiro; Luize,Christian Moreno; Nogueira,Fernando Lopes; Carvalho,Ricardo Sobral; Paola,Angelo Amato Vi
Fonte: Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC Publicador: Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2012 PT
Relevância na Pesquisa
46.48%
FUNDAMENTO: A despeito de elevada prevalência e importância clínica da Fibrilação Atrial (FA), não existem até o momento publicações brasileiras informando o perfil clínico e a estratégia de tratamento (controle de ritmo vs. controle de frequência cardíaca) mais utilizada nesse universo de pacientes. OBJETIVO: Avaliar a estratégia de tratamento mais empregada na FA em ambulatório especializado no manejo dessa doença. Secundariamente, procurou-se descrever o perfil clínico dessa população. MÉTODOS: Estudo transversal que avaliou sequencialmente, em 167 portadores de FA, a estratégia de tratamento mais empregada, bem como o perfil clínico desses pacientes. Utilizou-se questionário padronizado para coleta de dados. A análise estatística foi realizada por meio do software SPSS® versão 13.0. RESULTADOS: Nessa população de alto risco para eventos tromboembólicos (61% com score CHADS2 > 2), em que 54% dos indivíduos apresentavam fibrilação atrial paroxística ou persistente, 96,6% utilizavam antagonistas da vitamina K ou AAS, e 76,6% faziam uso de betabloqueador (81,2% frequência x 58,8% ritmo, p < 0,05); a estratégia de controle de frequência foi a mais empregada (79,5% x 20,5%, p < 0,001). Houve uma tendência estatística a maior agrupamento de pacientes com disfunção ventricular (15...

Percepción de la intensidad al esfuerzo: Un estudio multi-method en actividad física; Perception of the intensity of the effort: A multi-method study on physical activity; Percepção da intensidade do esforço: Um estudo multi-method em actividade física

Castañer, Marta; Saüch, Glòria; Camerino, Oleguer; Sánchez-Algarra, Pedro; Anguera Argilaga, Mª Teresa
Fonte: Murcia: Servicio de Publicaciones de la Universidad de Murcia Publicador: Murcia: Servicio de Publicaciones de la Universidad de Murcia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
SPA
Relevância na Pesquisa
46.5%
Este estudio aborda un doble objetivo: a) conocer si existe progresión signi+cativa entre tres valores correspondientes al índice de Borg elicitados por jóvenes deportistas con relación a tres actividades de intensidad creciente; b) analizar la relación existente entre el índice de masa corporal (IMC) de los participantes con los valores de frecuencia cardíaca (FC) y la percepción de intensidad del esfuerzo (RPE). Método: Treinta y cinco deportistas jóvenes con una edad media de 18 y 28 años (21±0,5), realizaron 3 actividades que exigían una intensidad creciente de ejercicio: leve, moderada y vigorosa (ACSM, 2011). Se controló la frecuencia cardíaca mediante el dispositivo telemétrico Polar Team 2 y al +nalizar las tres actividades se administró tres veces la escala de Borg para obtener la RPE para cada actividad. Se ha complementado la metodología observacional indirecta (índices de Borg) con la metodología cuasiexperimental para obtener inferencias causales mediante un diseño sincrónico de variable de asignación conocida y grupo único. Se ha realizado un análisis de regresión múltiple, considerando la FC y la RPE como variables predictoras del IMC. Resultados: la RPE es creciente, acorde a las actividades...