Página 13 dos resultados de 1001 itens digitais encontrados em 0.003 segundos

O Programa de Intervenção Parental ‘Anos Incríveis’: Eficácia numa amostra de crianças portuguesas de idade pré-escolar com comportamentos de PH/DA

Azevedo, Andreia Fernandes
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
27.52%
Enquadramento: Os problemas de comportamentos, entre eles a hiperatividade, podem estar presentes tão cedo como em idade pré-escolar e são cada vez mais identificados nesta faixa etária. A investigação nesta área tem demonstrado que a intervenção precoce, antes de estarem presentes efeitos secundários negativos, é eficaz, podendo contribuir para prevenir ou atenuar as trajetórias desenvolvimentais desviantes da PH/DA. As intervenções psicossociais, que incluem programas para pais, são recomendadas como intervenções de “primeira linha”. Este estudo tem como principal objetivo avaliar a eficácia de um programa de intervenção parental, o Programa Anos Incríveis Básico, numa amostra de mães e de crianças portuguesas em idade pré-escolar, em risco de vir a desenvolver hiperatividade. Procura-se, também, avaliar a manutenção dos efeitos a médio prazo e analisar as diferenças na mudança, de acordo com o nível inicial de comportamentos de hiperatividade. Partindo de uma perspetiva desenvolvimental, o programa selecionado (baseado em evidência) atua simultaneamente nos fatores protetores e de risco, através do foco no sistema parental (em práticas parentais eficazes e na interação mãe-criança). Metodologia: Participaram neste estudo 100 crianças...

Early determinants of attention and hyperactivity problems in adolescents : the 11-year follow-up of the 1993 Pelotas (Brazil) birth cohort study; Determinantes precoces de problemas de atenção e hiperatividade na adolescência : a visita de 11 anos da coorte de nascimentos de Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil, 1993

Silva, Luciana Anselmi Duarte da; Menezes, Ana Maria Baptista; Barros, Fernando C.; Hallal, Pedro Curi; Araújo, Cora Luiza Pavin; Domingues, Marlos R.; Rohde, Luis Augusto Paim
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
27.35%
O objetivo deste trabalho foi estudar determinantes precoces dos problemas de atenção e hiperatividade em adolescentes. Em 1993, os nascimentos foram recrutados e as mães entrevistadas (n = 5.249). Aos 11 anos, 4.423 mães responderam ao Strengths and Difficulties Questionnaire (SDQ) para avaliar problemas de atenção e hiperatividade nos adolescentes. Variáveis socioeconômicas, demográficas, biológicas e psicológicas foram investigadas como prováveis fatores de risco. Razões de prevalência brutas e ajustadas foram calculadas com regressão de Poisson. A prevalência de problemas de atenção e hiperatividade foi 19,9%. Sexo masculino, baixa renda familiar, tabagismo materno na gestação, transtornos psiquiátricos maternos e problemas de comportamento/emocionais do adolescente aos quatro anos permaneceram associados na análise ajustada. Eventos do início da vida influenciaram os problemas de atenção e hiperatividade na adolescência. Os fatores de risco para problemas de atenção e hiperatividade foram similares aos encontrados em diferentes culturas.; The aim of this study was to assess early determinants of attention and hyperactivity problems in adolescents. In 1993, all hospital births in the city of Pelotas...

Aplicação do paradigma auditivo "oddball" no estudo do P300 : normatização para faixa etaria de 7-14 anos e avaliação de crianças com dificuldade de aprendizagem com e sem transtorno de deficit de atenção/hiperatividade

Isabel Cristina dos Santos Brayner
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 25/08/2003 PT
Relevância na Pesquisa
27.35%
O P300 ou P3 é um potencial evocado de longa latência, relacionado a vários aspectos do processamento cognitivo. Seu estudo na Dificuldade de Aprendizagem e no Transtorno de Déficit de Atenção/Hiperatividade tem recebido crescente interesse na literatura. Os objetivos deste estudo foram: 1) estabelecer os valores de latência e amplitude do P300 em crianças na faixa etária de 7-14 anos de idade, classificadas nos seguintes grupos: a) controle, b) com Dificuldade de Aprendizagem sem Transtorno de Déficit de Atenção/Hiperatividade (grupo DA), c) com Dificuldade de Aprendizagem e Transtorno de Déficit de Atenção/Hiperatividade (grupo DA-TDAH) e no subgrupo de crianças com Transtorno de Déficit de Atenção/Hiperatividade Tipo Predominantemente Hiperativo-Impulsivo (subgrupo TDAH/PH), 2) Comparar os valores de latência e amplitude do P300 em Cz e Fz entre os grupos e o subgrupo acima, 3) Verificar a possibilidade de existência de uma relação linear entre as variáveis Latência e Amplitude do P300 e a variável Idade no grupo-controle. O grupo-controle (n=46) apresentou latência média do P300 em Fz (FzP3Lat) = 330.43 ± 45.88 ms; latência média em CZ (CzP3Lat) = 329.17 ± 48.21 ms; amplitude média do P300 em Fz (FzP3Ampl) = 10.35 ± 6.03 ?V; amplitude média do P300 em Cz (CzP3Ampl) = 12.85 ± 7.74 ?V. Para o grupo DA (n=24) os valores encontrados foram os seguintes: FzP3Lat = 383.92 ± 75.82 ms; CzP3Lat = 384.83 ± 74.82 ms; FzP3Ampl = 7.25 ± 5.86 ?V...

Asma e sintomas de hiperatividade e défice de atenção em crianças dos 6 aos 10 anos

Zlamalik, Patrícia Oliveira
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /05/2012 POR
Relevância na Pesquisa
27.35%
Introdução: A asma é a doença crónica mais prevalente em idade pediátrica. Recentemente alguns estudos têm sugerido uma relação entre asma e sintomas de perturbação de hiperatividade e défice de atenção (PHDA), embora as causas desta associação ainda não sejam conhecidas. Propusemo-nos verificar se sintomas de hiperatividade e défice de atenção surgem mais frequentemente em crianças asmáticas quando comparadas com crianças da mesma idade sem essa patologia. Pretendeu-se ainda explorar a influência de algumas variáveis clínicas no aparecimento daqueles sintomas. Materiais e Métodos: Estudo transversal onde foi feita a avaliação clínica de um grupo de crianças asmáticas com idades compreendidas entre os 6 e os 10 anos, selecionadas de forma acidental, seguidas numa consulta de Pediatria do Centro Hospitalar do Porto (CHP), que incluiu a aplicação da versão portuguesa das Escalas de Conners para identificar sintomas de hiperatividade e défice de atenção, a pais e professores, e sua comparação com um grupo de controlo. O controlo da asma foi avaliado pelo Control of Allergic Rhinitis and Asthma Test (CARAT). A análise quantitativa dos dados foi efetuada através dos testes estatísticos do Qui-quadrado...

Contributo para o estudo de depressão, ansiedade e stresse em crianças com Perturbação de Hiperatividade e Défice de Atenção

Santos, Susana Margarida Vilar dos
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /04/2013 POR
Relevância na Pesquisa
27.41%
Introdução: A Perturbação de Hiperatividade e Défice de Atenção é uma condição representada pela tríade de défice de atenção, hiperatividade e impulsividade. Estas características nucleares afetam nefastamente o desempenho académico, os relacionamentos familiar e social e o ajustamento psicossocial. Além dos sintomas básicos da perturbação, em mais de 50% existe comorbilidade com perturbação da aprendizagem, perturbação de humor, perturbação de ansiedade, abuso de substâncias e de álcool, estando, portanto, associado a um pior prognóstico. Este trabalho de investigação pretende contribuir para o estudo da depressão, ansiedade e stresse em crianças com perturbação de hiperatividade e défice de atenção. Materiais e Métodos: Estudo transversal onde foi feita a avaliação clínica de um grupo de 30 crianças hiperativas com idades compreendidas entre os 8 e os 15 anos, selecionadas de forma não probabilística, seguidas nas consultas de Desenvolvimento e Pedopsiquiatria do Centro Hospitalar Cova da Beira. A avaliação das crianças incluiu o preenchimento de dados sociodemográficos e a aplicação da versão portuguesa da Escala de Ansiedade, Depressão e Stresse para Crianças, de 21 itens. Este grupo foi comparado com um grupo de controlo composto por 30 crianças...

Comorbidade entre o transtorno de déficit de atenção/hiperatividade e o abuso e dependência de álcool e outras drogas: evidências por meio de modelos animais

Vendruscolo,Leandro F.; Takahashi,Reinaldo N.
Fonte: Associação Brasileira de Psiquiatria - ABP Publicador: Associação Brasileira de Psiquiatria - ABP
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2011 PT
Relevância na Pesquisa
27.49%
OBJETIVO: Descrever algumas teorias recentes sobre a comorbidade entre o transtorno de déficit de atenção/hiperatividade e os transtornos relacionados ao abuso e dependência de álcool e outras drogas, e discutir a utilidade de um modelo animal de transtorno de déficit de atenção/ hiperatividade, os ratos espontaneamente hipertensos, para o estudo da comorbidade entre transtorno de déficit de atenção/hiperatividade e abuso e dependência de álcool e outras drogas. MÉTODO: Compilação dos principais estudos comportamentais investigando o efeito de drogas de abuso em ratos espontaneamente hipertensos. RESULTADOS E DISCUSSÃO: Os ratos espontaneamente hipertensos, além de apresentarem as principais características do transtorno de déficit de atenção/hiperatividade (impulsividade, hiperatividade e déficit de atenção), parecem ser mais sensíveis a psicoestimulantes, canabinoides e opioides e bebem grandes quantidades de álcool. Além disso, o tratamento repetido destes ratos com metilfenidato (droga psicoestimulante de escolha para o tratamento do transtorno de déficit de atenção/hiperatividade) ou a exposição continua a ambientes lúdicos durante a adolescência resultou, respectivamente, em aumento ou diminuição no consumo de álcool na idade adulta...

Conhecimentos dos professores do ensino regular sobre a Perturbação de Hiperatividade com Défice de Atenção; Conhecimentos dos professores do ensino regular sobre a Perturbação de Hiperatividade com Défice de Atenção

Rodrigues, Carla Sofia; Escola Superior João de Deus
Fonte: Sociedade Portuguesa de Pediatria Publicador: Sociedade Portuguesa de Pediatria
Formato: application/pdf
Publicado em 17/12/2013 POR
Relevância na Pesquisa
27.35%
Introdução: A Perturbação de Hiperatividade com Défice de Atenção (PHDA) é uma perturbação neurocomportamental que se caracteriza pela hiperatividade, impulsividade e défice de atenção, e que afeta principalmente crianças em idade escolar (1). O objetivo deste estudo é aferir se os professores do ensino regular estão dotados de estratégias de intervenção adequadas para lidarem com os comportamentos disruptivos dos alunos com PHDA. Métodos e Resultados: O estudo decorreu em duas escolas secundárias da ilha da Madeira (Portugal) - uma numa zona mais rural da ilha e outra localizada no centro da cidade do Funchal. A obtenção de dados foi feita pela aplicação de um questionário, a um total de 193 professores. Verificou-se que os professores inquiridos aplicam medidas de intervenção adequadas para lidarem com os comportamentos dos alunos com PHDA em 78% das vezes, principalmente os que têm mais tempo de serviço. 89,1% dos inquiridos considerou ser fundamental a formação de professores sobre PHDA. Conclusões: Concluiu-se que, na generalidade, os professores sabem como agir perante os comportamentos disruptivos dos alunos com PHDA, sendo a experiência de ensino um fator importante no momento de escolher as melhores estratégias de intervenção. A obtenção de formação foi considerada necessária como veículo para a melhoria da prática educativa junto de alunos com PHDA. Palavras-Chave: PHDA...

Contributo para o estudo de depressão, ansiedade e stresse em crianças com Perturbação de Hiperatividade e Défice de Atenção

Santos, Susana Margarida Vilar dos
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /04/2013 POR
Relevância na Pesquisa
27.41%
Introdução: A Perturbação de Hiperatividade e Défice de Atenção é uma condição representada pela tríade de défice de atenção, hiperatividade e impulsividade. Estas características nucleares afetam nefastamente o desempenho académico, os relacionamentos familiar e social e o ajustamento psicossocial. Além dos sintomas básicos da perturbação, em mais de 50% existe comorbilidade com perturbação da aprendizagem, perturbação de humor, perturbação de ansiedade, abuso de substâncias e de álcool, estando, portanto, associado a um pior prognóstico. Este trabalho de investigação pretende contribuir para o estudo da depressão, ansiedade e stresse em crianças com perturbação de hiperatividade e défice de atenção. Materiais e Métodos: Estudo transversal onde foi feita a avaliação clínica de um grupo de 30 crianças hiperativas com idades compreendidas entre os 8 e os 15 anos, selecionadas de forma não probabilística, seguidas nas consultas de Desenvolvimento e Pedopsiquiatria do Centro Hospitalar Cova da Beira. A avaliação das crianças incluiu o preenchimento de dados sociodemográficos e a aplicação da versão portuguesa da Escala de Ansiedade, Depressão e Stresse para Crianças, de 21 itens. Este grupo foi comparado com um grupo de controlo composto por 30 crianças...

Asma e sintomas de hiperatividade e défice de atenção em crianças dos 6 aos 10 anos

Zlamalik, Patrícia Oliveira
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /05/2012 POR
Relevância na Pesquisa
27.35%
Introdução: A asma é a doença crónica mais prevalente em idade pediátrica. Recentemente alguns estudos têm sugerido uma relação entre asma e sintomas de perturbação de hiperatividade e défice de atenção (PHDA), embora as causas desta associação ainda não sejam conhecidas. Propusemo-nos verificar se sintomas de hiperatividade e défice de atenção surgem mais frequentemente em crianças asmáticas quando comparadas com crianças da mesma idade sem essa patologia. Pretendeu-se ainda explorar a influência de algumas variáveis clínicas no aparecimento daqueles sintomas. Materiais e Métodos: Estudo transversal onde foi feita a avaliação clínica de um grupo de crianças asmáticas com idades compreendidas entre os 6 e os 10 anos, selecionadas de forma acidental, seguidas numa consulta de Pediatria do Centro Hospitalar do Porto (CHP), que incluiu a aplicação da versão portuguesa das Escalas de Conners para identificar sintomas de hiperatividade e défice de atenção, a pais e professores, e sua comparação com um grupo de controlo. O controlo da asma foi avaliado pelo Control of Allergic Rhinitis and Asthma Test (CARAT). A análise quantitativa dos dados foi efetuada através dos testes estatísticos do Qui-quadrado...

Alunos hiperativos x professor: construindo um elo harmonioso

Magalh??es, Izabel Cristina B. C.; Toledo, Maria do Carmo de M; Santos, Maria Z??lia do L. dos; Costa, Maria Zulene de Moura; Ramos, Maura Campos de Carvalho
Fonte: Centro Universitário de Brasília Publicador: Centro Universitário de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
PT_BR
Relevância na Pesquisa
27.35%
Atualmente, ouve-se falar muito na quest??o da inclus??o. Percebe-se que os professores sentem-se despreparados diante do problema. Apesar dos cursos oferecidos na ??rea do Ensino Especial, os professores ainda se sentem incapazes de lidar com alunos hiperativos. Este trabalho objetivou colher informa????es pertinentes sobre hiperatividade no intuito de colaborar com pais e professores que vivenciam e compartilham com essas crian??as suas inseguran??as, a exclus??o social e sua agita????o di??ria e permanente. A pesquisa foi em uma abordagem qualitativa onde teve como participantes especialistas em educa????o e professores do Ensino Fundamental das s??ries iniciais. Todos da rede p??blica do Distrito Federal que trabalham com crian??as acometidas pelo TDAH. O instrumento de coleta de dados utilizado neste trabalho, foi o question??rio. As categorias selecionadas para professores foram: caracter??sticas de aluno hiperativo; dificuldades pedag??gicas com aluno hiperativo; fatores positivos e negativos que influenciam na aprendizagem de aluno hiperativo; poss??veis suportes oferecidos pelo sistema de ensino para o aperfei??oamento do professor; a afetividade e auto-estima de aluno hiperativo; procedimentos utilizados no trabalho com aluno hiperativo. Para os especialistas...

A crian??a hiperativa e o professor: um estudo sobre o trabalho docente nas s??ries iniciais

Teixeira, Milza Rodrigues; Oliveira, Sandra Regina de; Lima, Simone Barros M. de; Serpa, Rose Enyce Ara??jo R.; Rios, V??nia Maria Borba
Fonte: Centro Universitário de Brasília Publicador: Centro Universitário de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
PT_BR
Relevância na Pesquisa
27.46%
A hiperatividade, considerada atualmente como uma das grandes dificuldades no processo de ensino-aprendizagem, na realidade faz parte de um transtorno mais amplo: o transtorno do d??ficit de aten????o. Este transtorno ?? dividido em 3 formas pelo DSM. Transtorno do d??ficit de aten????o com hiperatividade e a forma, considerada mista, que ?? a crian??a que apresenta tanto a hiperatividade como a falta de concentra????o. Ao refletir sobre a atua????o do professor na sua pr??tica pedag??gica no que diz respeito a rela????o com crian??as com o transtorno do d??ficit de aten????o com hiperatividade, o objetivo deste estudo ?? o de analisar o conhecimento que o professor tem a respeito do transtorno e analisar as estrat??gias para lidar com o aluno hiperativo na sala de aula. O procedimento metodol??gico utilizado foi o de entrevistas com professores do ensino fundamental nas s??ries iniciais do ensino p??blico do DF. A pesquisa qualitativa dos resultados foi realizada atrav??s da an??lise do relato verbal dos professores entrevistados. Os resultados nos mostram que os professores do ensino fundamental da rede p??blica do DF, n??o apresentam um consenso sobre o aluno que apresenta hiperatividade. Muitos colocam como suspeitos de apresentarem hiperatividade. Entretanto parecem conhecer os fatores que causam o trantorno do d??ficit de aten????o com hiperatividade...

Avaliação da competência de leitura silenciosa para palavras escritas, em escolares com e sem Transtorno de Déficit de Atenção/Hiperatividade - TDA/H

Lobo, Priscila d'Albergaria de Souza
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Tese
POR
Relevância na Pesquisa
37.02%
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, 2008.; Avaliou-se a competência de leitura silenciosa de palavras isoladas, segundo critérios pré-estabelecidos, em um grupo de 60 crianças, sendo que 20 delas eram portadoras de Transtornos de Déficit de Atenção/Hiperatividade (TDA/H) e 40 não eram, selecionadas entre 295 estudantes alfabetizados de escolas do ensino fundamental da cidade de Brasília - DF, com idades que variavam de 07 a 14 anos. O propósito deste trabalho era determinar se existiriam diferenças qualitativas e/ou quantitativas na leitura dos participantes e identificar quais aspectos justificariam e/ou explicariam as diferenças evidenciadas, caracterizando as alterações da leitura silenciosa de palavras isoladas, que pudessem ser específicas das crianças portadoras de TDA/H. Esta pesquisa seguiu um desenho exploratório-descritivo, com uma abordagem quanti-quali, comparando as respostas apresentadas em um teste aplicado em grupo, nas salas de aula. Informações sobre as crianças foram coletadas em questionários respondidos por seus pais e professores. Os resultados obtidos indicaram que os participantes com TDA/H apresentaram um desempenho para a leitura silenciosa de palavras...

Hiperatividade: o "não-decidido" da estrutura ou o "infantil" ainda no tempo da infância; Hiperactividad: lo "no-decidido" de la estructura ó lo "infantil" todavia en el tiempo de la niñez; Hyperactivity: the "undecided" of the structure or the "infantile" still in the childhood time

Legnani, Viviane Neves; Almeida, Sandra Francesca Conte de
Fonte: Universidade de São Paulo. Instituto de Psicologia Publicador: Universidade de São Paulo. Instituto de Psicologia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/06/2009 POR
Relevância na Pesquisa
37.02%
O artigo aborda criticamente a formação discursiva em torno do diagnóstico de Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade, destacando que este discurso, preso ao ideário do déficit, se tornou hegemônico, na atualidade. Retoma, então, as características atribuídas a esse quadro para discuti-las sob a ótica da psicanálise. Apresenta, para ilustrar tais reflexões, fragmentos clínicos de um estudo de caso de uma criança diagnosticada como "portadora" de TDA/H. Defende a hipótese de que a diferença que comparece nas crianças com este diagnóstico aponta para uma organização estrutural não-decidida, que esbarra nas delimitações das estruturas clínicas - neurose, psicose, perversão - sinalizando para uma posição subjetiva que está no limite das referidas estruturas.; El artículo se refiere a la formación discursiva al rededor del Diagnóstico del Déficit de Atención y Hiperactividad, destacándose que ese discurso, preso al ideário del déficit, se ha hecho hegemónico en la actualidad. Retóma, por lo tanto, las características atribuídas a ese cuadro para discutirlas bajo la óptica del psicoanálisis. Presenta, para ilustrar tales reflexiones, fragmentos clínicos de un caso de un niño diagnosticado como "portador" de TDA/H. Defiénde la hipótesis de que la diferencia que surge em esos niños apunta para una organización estructural no-decidida...

Desempenho escolar e transtorno do déficit de atenção e hiperatividade; School achievement and attention deficit hyperactivity disorder

Pastura, Giuseppe Mário C.; Mattos, Paulo; Araújo, Alexandra P. Q. Campos
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina. Instituto de Psiquiatria Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina. Instituto de Psiquiatria
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/2005 POR
Relevância na Pesquisa
37.02%
OBJETIVO: esta revisão visa fornecer aos pediatras, neurologistas infantis e psiquiatras infantis noções atualizadas sobre a relação entre desempenho escolar e transtorno do déficit de atenção e hiperatividade (TDAH). FONTE DE DADOS: revisão abrangente não-sistemática da literatura médica sobre a relação entre desempenho escolar e TDAH. SÍNTESE DE DADOS: os dados da literatura demonstram que o TDAH, principalmente o tipo desatento está relacionado a mau desempenho escolar. CONCLUSÕES: crianças com TDAH estão sob risco de mau-desempenho escolar e devem receber cuidados especiais.; OBJECTIVE: This review aims at providing Pediatricians, Pediatric Neurologists and Psychiatrists an update on the relationship between scholar achievement and Attention Deficit Hyperactivity Disorder. SOURCES: Data was obtained by a comprehensive, non-systematic review of medical literature. SUMMARY OF THE FIBDIBGS: Data obtained from literature shows that Attention Deficit Hyperactivity Disorder, specially inattentive subtype, is related to underachievement. CONCLUSIONS: Children with Attention Deficit Hyperactivity Disorder are at risk for underachievement and must receive special care.

Transtorno de déficit de atenção/hiperatividade na infância e na adolescência: considerações clínicas e terapêuticas; Attention-deficit/hyperactivity disorder in childhood and adolescence: clinical and therapeutic aspects

Rohde, Luis Augusto; Miguel Filho, Eurípedes Constantino; Benetti, Lúcia; Gallois, Carolina; Kieling, Christian
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina. Instituto de Psiquiatria Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina. Instituto de Psiquiatria
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2004 POR
Relevância na Pesquisa
37.02%
OBJETIVOS: O transtorno de déficit de atenção/hiperatividade (TDAH) é um transtorno mental com alta prevalência em crianças e adolescentes, causando prejuízos importantes no funcionamento dos indivíduos acometidos. A presente revisão visa a orientar o psiquiatra sobre alguns dilemas clínicos e terapêuticos freqüentemente encontrados no tratamento desses pacientes. MÉTODOS: Revisão abrangente, não sistemática da literatura sobre as seguintes questões: a) diferenciação normalidade/presença do transtorno; b) importância clínica do critério de idade de início de prejuízo dos sintomas; c) a fronteira com quadros de transtorno de humor bipolar (THB); d) diretrizes terapêuticas na presença de comorbidades. RESULTADOS: São apresentadas dicas clínicas para caracterizar o diagnóstico sem aumentar significativamente a proporção de falsos positivos no grupo dos portadores do transtorno, bem como para auxiliar tanto no diagnóstico diferencial com THB quanto no manejo farmacológico do transtorno na presença de comorbidades. CONCLUSÕES: O correto diagnóstico, evitando-se critérios muito flexíveis, é fundamental para um transtorno com constructo dimensional na população, bem como a adequada utilização de medicação para um transtorno com alta prevalência de comorbidades.; OBJECTIVE: Attention-Deficit/Hyperactivity Disorder is a very prevalent disorder in children and adolescents determining important impairments in those affected. This review aims to discuss some clinical and therapeutic dilemmas found by clinical psychiatrists in the treatment of the disorder. METHODS: This is a comprehensive...

Transtorno do déficit de atenção e hiperatividade: possibilidades de atuação da Terapia Ocupacional em contextos educacionais

Silva, Carla Cilene Baptista; Jurdi, Andrea Perosa; Pontes, Fernando Vicente de
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 06/06/2013 POR
Relevância na Pesquisa
37.02%
O presente trabalho consiste em um relato de experiências vivenciadas ao longo deestágio de observação realizado no módulo: Terapia Ocupacional em Contextos Educacionais, ministrado no 3º ano do curso de graduação da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP),entre os meses de setembro e novembro de 2010. Pretende-se aqui contribuir para refl exão sobreas possibilidades de atuação da terapia ocupacional relativas à educação inclusiva, em especialquanto às crianças com diagnóstico de Transtorno do Défi cit de Atenção e Hiperatividade (TDAH). O presente artigo fundamenta-se nas discussões realizadas ao longo do semestre letivo em queocorreram os estágios de observação e em estudos que afi rmam que o TDAH advém de um processo de medicalização, que ocorre em escala crescente nas sociedades ocidentais e, na maior parte dasvezes, representa a biologização dos confl itos sociais

Hiperatividade simpática e arritmias no tétano: análise eletrocardiográfica; Sympathetic overactivity and arrhythmias in tetanus: electrocardiographic analysis

Henriques Filho, Gustavo Trindade; Lacerda, Heloisa Ramos; Albuquerque, Afonso; Ximenes, Ricardo Arraes de Alencar
Fonte: Universidade de São Paulo. Instituto de Medicina Tropical de São Paulo Publicador: Universidade de São Paulo. Instituto de Medicina Tropical de São Paulo
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/02/2007 ENG
Relevância na Pesquisa
27.35%
Com os avanços no controle da insuficiência respiratória no tétano, o sistema cardiovascular tem participado de forma crescente na morbidade e mortalidade da doença, mas o conhecimento dessas complicações é escasso. No intuito de detectar arritmias e hiperatividade simpática, o holter de 24 h foi utilizado em 38 pacientes com tétano admitidos numa UTI de doenças infecciosas. O índice SDNN (desvio standard dos intervalos normais R-a-R), foi útil na detecção do tônus adrenérgico, e variou de 64,1 ± 27 nas formas mais severas de tétano a 125 ± 69 nas formas mais leves. Hiperatividade simpática ocorreu em 86,2% das formas mais severas da doença, mas também foi identificada em 33% das formas leves. Cerca da metade dos pacientes tiveram sua hiperatividade simpática detectada apenas pelo Holter. As arritmias mais freqüentes foram extrassístoles isoladas, do tipo supraventriculares (55,2%) ou ventriculares (39,4%). Não houve associação das arritmias com a forma clínica do tétano ou com a presença de hiperatividade simpática. O presente estudo demonstrou que importantes alterações cardiovasculares, particularmente a hiperatividade simpática, ocorrem em todas as formas de tétano, mesmo as mais leves. Estas alterações não estão sendo detectadas pelos métodos tradicionais de monitorização em UTI...

Prevalência de transtorno de déficit de atenção/hiperatividade em relação ao gênero de escolares; Prevalence of attention deficit hyperactivity disorder in relation to the sex of school children

Cardoso, Fernando Luiz; Universidade do Estado de Santa Catarina – UDESC; Sabbag, Samantha; Especialista em Desenvolvimento Infantil. Curso de Ciências do Movimento Humano; Silva Beltrame, Thais; Departamento Fundamentos Humanísticos da Universidade d
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis, SC. Brasil Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis, SC. Brasil
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; "Avaliado por Pares",; Avaliado por Pares; Descritiva-exploratória Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 30/03/2007 POR; ENG
Relevância na Pesquisa
37.02%
Esta pesquisa tem como objetivo verifi car possíveis diferenças de sexo nos subtipos do TDAH. Está caracterizada como descritiva-exploratória, não probabilística. Foram indicadas pelos professores 84 crianças, com idade entre 6 e 16 anos, nas quais foram aplicadas as escalas de avaliação DSM-IV e EDAH. Destas, 71 obtiveram indicativos positivos do transtorno através de pelo menos um dos instrumentos, sendo 51 meninos e 20 meninas, ou seja, na média de 3,5 meninos para cada menina. A amostra obteve um resultado dentro do esperado quanto à prevalência do TDAH no sexo masculino. Diferença que talvez ocorra porque as meninas são subdiagnosticadas por possuírem mais sintomas de desatenção que hiperatividade.; The main objective of this research was to verify possible gender-based differences in the subtypes of ADHD. It was a descriptive-exploratory and non-probabilistic study. Eighty-four children aged between 6 and 16years were indicated for participation by their teachers, and the DSM-IV and EDAH scale assessments were then applied. Seventy-one participants were identifi ed as positive by at least one of these scales, as a result of which 51 boys and 20 girls were enrolled on the study, at an average of 3.5 boys for each girl. This study upholds the results of the literature review in terms of ADHD prevalence among boys. This difference is probably the result of the prevalence among girls being underestimated due to more inattention symptoms than hyperactivity behavior.

Contemporary childhood psycho-pathologization: a study on the expansion of the diagnoses of “attention deficit disorder and hyperactivity”; La psicopatologización de la infancia en la contemporaneidad: un estudio sobre la expansión del diagnóstico del “trastorno por déficit de atención e hiperactividad”; A psicopatologização da infância no contemporâneo: um estudo sobre a expansão do diagnóstico de “transtorno de déficit de atenção e hiperatividade”DOI:10.5007/1807-1384.2011v8n2p237

Ferrazza, Daniele de Andrade; Unesp-Assis-SP; Rocha, Luiz Carlos da; Unesp-Assis-SP
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 09/12/2011 POR
Relevância na Pesquisa
37.02%
The expansion of psychiatric labeling does not reach only the adult population, but also the problematic related to childhood have been captured by the speeches and practices of the medical-psychiatric knowledge and turned into psychopathologies which tend to be treated  with the main resource made available by psychiatrics in the present times: the psychotropic drugs. This work presents a critical thinking on the expansion of the diagnoses of “attention deficit disorder and hyperactivity” (ADHD) both in children and teenagers and on the conduction of drug therapies. It follows that the processes of childhood psycho-pathologization and the trivializing of psychotropic drug prescription are related to the overvaluation of the biological conception of psychic suffering and to the economic interests of the great pharmaceutical laboratories which by means of several strategies influence the medical practices, factors that lead to exposure of these patients to possible side effects and the risks of stigmatization that must be considered.; La expansión del etiquetado psiquiátrico no afecta solamente a la población adulta, sino también las problemáticas relacionadas a la infancia han sido capturadas por los discursos y prácticas del saber médico-psiquiátrico y transformadas en psicopatologías que tienden a ser tratadas con el principal recurso disponible por la psiquiatría contemporánea: los psicofármacos. Este trabajo presenta una reflexión crítica sobre la expansión del diagnóstico de “Trastorno por Déficit de Atención e Hiperactividad” (TDAH) en niños y adolescentes...

Consumo de cafeína durante a gestação e transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH): uma revisão sistemática da literatura

Silva,Bianca Del Ponte da; Anselmi,Luciana; Schmidt,Vera; Santos,Iná S.
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2015 PT
Relevância na Pesquisa
37.02%
O objetivo do presente estudo foi avaliar, mediante revisão sistemática da literatura, as evidências acerca da associação entre consumo materno de cafeína durante a gestação e transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH) na infância. A busca na literatura ocorreu de forma sistemática, em múltiplas etapas, nas bases PubMed, LILACS, BIREME e PsycINFO, com limites para artigos publicados em português, inglês e espanhol, realizados em humanos. Foram encontradas 373 referências. Dessas, somente cinco foram mantidas, por atenderem ao objetivo deste estudo. Os cinco trabalhos foram realizados em países desenvolvidos; a maioria utilizou delineamento longitudinal e foi publicada nos últimos cinco anos. Apenas um estudo encontrou associação positiva. Estudos sobre o consumo de cafeína na gestação e TDAH são escassos, com resultados controversos e se deparam com várias dificuldades metodológicas, como falta de padronização na definição do desfecho