Página 13 dos resultados de 272 itens digitais encontrados em 0.002 segundos

Subvertendo algumas dicotomias instituídas pelo hábito

Spink, Mary Jane P.
Fonte: Universidade Autônoma de Barcelona Publicador: Universidade Autônoma de Barcelona
Tipo: Article; info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: application/pdf
Publicado em //2003 POR
Relevância na Pesquisa
16.47%
Estabelecendo um diálogo com Thomas Ibañez (2001), Ian Hacking (1999), Donna Haraway (1991) e a Actor Network Theory de John Law e colegas (1999), este paper busca refletir sobre a possibilidade de superação da dicotomia entre realismo e construcionismo. Partindo da pergunta “por que como psicólogos sociais, deveríamos nos posicionar nessa contenda?”, explora alguns caminhos que vêm sendo trilhados no debate contemporâneo sobre as bases do conhecimento. Argumentando que deveríamos abandonar essa e todas as demais dicotomias que vêm no arrastão do realismo, adota a postura que vivemos em um mundo híbrido que é uma mescla de percepções culturais, ordens morais locais, estratégias de governamentalidade, objetos e tecnologias: ou seja, em uma rede de materialidades que inclui nossos modos de falar sobre o mundo. Tendo em vista que essa postura implode também a dicotomia fato/ficção, busca, ainda, refletir sobre as implicações para a pesquisa e para a definição do que conta como conhecimento legítimo, assumindo a posição de que os relatos da ciência são também eles gêneros de narrativas.

A "criança-problema" e o governo da família; El "niño-problema" y el gobierno de la familia; The "problem-child" and the government of the family

Lima, Ana Laura Godinho
Fonte: Universidade de São Paulo. Instituto de Psicologia Publicador: Universidade de São Paulo. Instituto de Psicologia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/2006 POR
Relevância na Pesquisa
16.47%
Neste texto pretende-se discutir as seguintes questões: Como se chegou a denominar uma parte dos alunos das escolas primárias "criançasproblema "? De que maneira uma série de pequenas dificuldades comuns na infância, tais como timidez, ciúme ou medo do escuro, tornaram-se problemas de comportamento a serem investigados e tratados pelos educadores? Quais os efeitos do emprego da expressão "criança-problema" nos discursos educacionais? O artigo baseia-se no exame de textos sobre educação e psicanálise escritos por Arthur Ramos e publicados na década de 1930. Para a análise, emprega-se o conceito de "governamentalidade", tal como formulado por Michel Foucault.; Este texto pretende discutir las siguientes cuestiones: Cómo se ha llegado a designar parte de los alumnos de las escuelas primarias como "niños problema"? De que manera un conjunto de pequeñas dificultades, comunes durante la niñez, como la timidez, los celos o el miedo a la oscuridad se convirtieron en problemas comportamentales a ser investigados y tratados por los educadores? Cuales fueron los efectos del empleo de la expresión "niño problema" en los discursos educacionales? El análisis está basado en el examen de textos sobre educación y psicoanálisis de Arthur Ramos...

Ampliação do ensino fundamental: a que demandas atende? A que regras obedece? A que racionalidades corresponde?; Extension of fundamental education: which demands does it answer? Which rules does it follow? Which rationalities does it correspond to?

Marcello, Fabiana de Amorim; Bujes, Maria Isabel Edelweiss
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Educação Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Educação
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/04/2011 POR; ENG
Relevância na Pesquisa
16.47%
O objetivo deste texto é analisar, a partir de um conjunto de materiais oficiais e sob a luz de um referencial foucaultiano, como o ensino fundamental de 9 anos (e a nova organização curricular a ele implicada) torna-se efeito emblemático de um processo de "mudança de ênfases" (Saraiva, Veiga-Neto, 2009) acerca dos tipos de racionalidade que orientam as práticas sociais voltadas para a criança pequena. Para tanto, num primeiro momento, mostra-se de que maneiras outras "mudanças de ênfases" foram operadas em outros contextos nacionais. Ou seja, a partir dos trabalhos de Hultqvist (1998) e Baker (1998), descreve-se como se deram, na Suécia e nos Estados Unidos (respectivamente), profundas modificações no cuidado e atendimento à criança pré-escolar, bem como na proposta e mesmo na forma de organização da escola infantil. Em seguida, e tomando tais autores como base, a discussão analítica empreendida se dá a partir de três tópicos fundamentais: inicialmente, descrevemos a captura da infância em nome de algo que se denomina e se apresenta sob a égide da qualidade; em seguida (e daí decorrente), voltamos nosso olhar para a relação entre Estado e o conceito de criança-projeto (relação da qual parte uma fórmula criança-ideal - sociedade-ideal) e...

O discurso curricular intercultural na educação de jovens e adultos e a produção de subjetividades; The intercultural curriculum discourse in the education of youngsters and adults and the production of subjectivities

Carvalho, Rosângela Tenório de
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Educação Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Educação
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/03/2012 POR
Relevância na Pesquisa
16.47%
O discurso pela interculturalidade, ao contrapor-se às formas homogeneizadoras de diferentes processos educativos, apresenta uma vontade de poder-saber e problematiza experiências dominantes de currículos monoculturalistas, ao mesmo tempo em que produz subjetividades multidimensionais de classe, gênero, raça, etnia, geração. Sob o enfoque da análise foucaultiana do discurso, desenvolveu-se um estudo sobre o eixo pedagógico e as regras de normalização da formação discursiva da interculturalidade no campo da educação de jovens e adultos, com vistas a analisar os enunciados que conformam o sujeito da interculturalidade. Para tal análise, foram selecionados, no discurso pela interculturalidade, enunciados que delineiam modos de abordar as práticas de objetivação do ser jovem e adulto na sociedade e em relação a si próprio, isto é, enunciados que indicam processos de governamentalidade - técnicas de si - dos sujeitos da educação. Examinou-se o jogo de poder-saber subjacente às verdades apresentadas no discurso pela interculturalidade, as quais afirmam o cidadão coletivo e/ou multicultural. Em relação à produção de subjetividades no discurso curricular, pode-se considerar, a partir de uma perspectiva nietzscheana...

O autogerenciamento de docentes em sua formação e em seu trabalho; The self-management of teachers in their training and in their work

Paraíso, Marlucy Alves
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Educação Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Educação
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/08/2005 POR
Relevância na Pesquisa
16.47%
Este artigo trabalha com a perspectiva da governamentalidade de Michel Foucault e utiliza o seu conceito de governo com o intuito de discutir as autoridades convocadas e autorizadas em uma parte do discurso da mídia educativa brasileira sobre educação escolar, divulgada entre os anos de 1999 e 2001. O discurso investigado é significado como integrando um conjunto de mecanismos de governo em relação à conduta dos indivíduos na sociedade contemporânea. A análise focaliza as estratégias e técnicas utilizadas nesse discurso para ensinar aos professores a se auto-regularem e agirem para o bem da educação e do desenvolvimento do Brasil. Demonstra que a educação escolar é apreendida no discurso investigado como um problema social e traduzida como um objeto passível de intervenção e regulação. Essa intervenção deve ser feita por todos, mas alguns experts são convocados para ensinar-nos como devemos nos conduzir e como devemos intervir na educação. O argumento desenvolvido é o de que a mídia educativa - por meio de operações tecnológicas diferenciadas, do uso de especialistas e da produção de novas autoridades em educação - apresenta-se como uma autoridade em educação, colocando em funcionamento mecanismos heterogêneos para ensinar aos professores procedimentos que devem aplicar sobre si mesmos de modo a governar sua própria conduta e auxiliar no processo de governo dos outros.; The present article works in the perspective of Michel Foucault's governmentality...

Política, economia e mediação simbólica: Notas etnográficas sobre a constituição da chefia social a partir da experiência do Camelódromo de Porto Alegre?; Politics, economy and symbolic mediation: ethnographic notes on the constitution of social chieftainship build on the experience of Porto Alegre’s Camelódromo

Kopper, Moisés
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Observação Participante Multi-situada; Formato: application/pdf
Publicado em 30/03/2011 POR
Relevância na Pesquisa
16.47%
This article emphasizes on the disputesand organization processes of a popular shoppingcenter – called “Camelódromo” – located indowntown Porto Alegre/RS. Based a multi-sitedparticipant observation, this paper argues, on theone hand, governmentality strategies associated tothe state’s persuasive force by relating the necessityof sanitation and urbanization of the public space tothe spatial and identitarian displacement of informalworkers from the streets to the juridical-formalvisibility. On the other hand, questions the modelsof state management underlying the public-privatepartnership by contextualizing them through theview of the camelôs vendors a.ected by the transitionprocess. .e ethnographic accompanimentof their community leader – Juliano Fripp – andthe connection of the di.erent spaces of the public sphere (City Council, Prosecutor, City Hall and theParticipative Budget), both linked to the group’sexpectations; allows to see how the more broadertensions about political and economical processesare conˆgured by the organization processes of the“Camelódromo“.; Este trabalho problematiza as disputas e processos de instituição do Centro Popular de Compras – popular “Camelódromo” – na Região Centro de Porto Alegre/RS. Com base na realização de observação participante multi-situada...

O estado do corpo imigrante e o corpo do Estado: negociações na interface; The state of the immigrant body and the body of the State: negotiations at the interface

Challinor, Elizabeth P.
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/03/2014 POR; ENG
Relevância na Pesquisa
16.47%
Por meio de uma análise etnográfica das interfaces sociais entre agentes do Estado e estudantes cabo-verdianos em Portugal, observadas através da observação participante em consultas médicas, em trabalho social, no Serviço de Estrangeiros e Fronteiras e no serviço jurídico de apoio ao imigrante, este artigo pretende examinar as práticas disciplinares do Estado e as negociações e lutas de poder que ocorrem. Os casos etnográficos discutidos demonstram como a ideia de um Estado neutro e justo que trata todos os cidadãos em pé de igualdade é simultaneamente reproduzida e negada na prática, elucidando como o Estado constitui um símbolo de união de uma efetiva desunião. Os exemplos etnográficos também apontam para outras dimensões da prática do Estado, além dos micropoderes disciplinares, onde se cria espaço para flexibilidade e adaptação. E é nesse sentido que etnografias das interfaces entre Estado e cidadão servem para relativizar interpretações excessivamente sistemáticas da governamentalidade, ilustrando como os efeitos das práticas contraditórias do Estado são tão imprevisíveis como a ação humana.; Using an ethnographic analysis of the social interfaces between state agents and Cape Verdean students in Portugal...

Sobre a analítica do poder de Foucault; About the Foucault´s analytic of power

Maia, Antônio C.
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/1995 POR
Relevância na Pesquisa
16.47%
Compreender a forma pela qual se estruturam as relações sociais, em especial as relações desiguais de obediência e dominação que justificam a autoridade e a natureza das obrigações políticas, tem sido uma tarefa constante do pensamento humano. Neste texto sustentamos que Michel Foucault deu uma contribuição inegável a uma compreensão melhor desta ordem de fenômenos. Na primeira parte examinamos algumas das características do seu conceito de poder. Na segunda, privilegiamos um outro eixo de análise, acompanhando as transformações que este conceito sofreu ao longo dos anos 70 em sua obra.; The understand the way social relations are structured, in particular the unequal relations of obedience and domination which justify both autority and the nature of political obligation, has been one of the constant efforts of human thought. In this paper, we sustain that Michel Foucault has  offered a decisive contribution to a better understanding of these social phenomena. In the first part, we examine some characteristics of Foucault´s concept of power. In the second, we followed the transformations which this concept suffered along the seventies in his work.

Hygienic delivery: nature and science in child care manuals published in Brazil; Maternidade higiênica: natureza e ciência nos manuais de puericultura publicados no Brasil

Godinho Lima, Ana Laura
Fonte: UFPR Publicador: UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/09/2008 POR
Relevância na Pesquisa
16.47%
This paper intends to discuss the following issues: Which were thepediatrician’s main motivations in writing baby books during the first decades of the XX century? How did doctors try to make scientific knowledge about maternity and child rearing accessible to the mothers? How did pediatricians seek to provide women with orientations on pregnancy, birth and caring for their babies? In order to comprehend these issues, this study is based on a historical analysis that focuses on baby books published in Brazil between 1918 – when Doctor Moncorvo Filho’s lessons on Child Hygiene taught at the Institute for the Protection and Assistance for Children were joined in a book – and 1968, when the journal Parents and Children, which promoted a major spreading of knowledge on child rearing in Brazil. The analysis is based in Michel Foucault and Nikolas Rose’s texts on governmentality and "biopolitics”.; Neste texto pretende-se discutir as seguintes questões: Quais asprincipais motivações dos pediatras que se dispuseram a escrever manuais de puericultura nas primeiras décadas do século XX? Como se procurou tornar acessíveis às mães os conhecimentos científicos sobre a maternidade e os cuidados com os bebês? Como os pediatras procuraram orientar as mulheres em relação à gestação...

Market of flesh: unpredictable bodies in biopolitcs; Mercado da/de carnes: corpos imprevistos na biopolítica

de Vasconcelos, Michele de Freitas Faria; Universidade Federal de Sergipe; Zago, Luiz Felipe; Universidade Luterana do Brasil
Fonte: Eduff Publicador: Eduff
Tipo: ; Pesquisa-ação, Pesquisa etnográfica online, Revisão de Literatura; Formato: application/pdf
Publicado em 26/11/2015 PT
Relevância na Pesquisa
16.47%
The article seeks to reflect upon regimes of visibilities and corporeal truths in the field of neoliberal biopolitics. It articulates conceptual discussions undertaken in two distinct research fields: one is the online gay cruising site, Manhunt, and the other is a Center of Psychosocial Attention for Alcohol and other Drugs (CAPS-ad). Although these two researches have been undertaken in radically different fields, the category of “Market of Flesh” emerged as an analytical articulator, promoting empirical and theoretical approach on the production of bodily arrangements focusing on performativities of masculinities in the territory of CAPS and on the online gay cruising site. Drawing on ethnographic descriptions of the CAPS and the online gay cruising site, as well as on semi-structured interviews with their users, this article builds a theoretical and political intersection of gender norms in contemporary era, pointing out possible corporeal (re)existences in the biopolitics market for the research participants.; A fim de pensar sobre regimes de visibilidades e de verdades corporais no terreno da biopolítica de face neoliberal, o artigo articula conceitualmente discussões realizadas em dois campos distintos de pesquisa: o Manhunt...

O nascimento da biopolítica das drogas e a arte liberal de governar; The birth of biopolitics drugs and liberal art of governing

Souza, Tadeu de Paula; Universidade Estadual de Campinas
Fonte: Eduff Publicador: Eduff
Tipo: ; ; ; Avaliado por pares; Revisão Literatura Formato: application/pdf
Publicado em 30/12/2014 PT
Relevância na Pesquisa
16.47%
O presente artigo aborda alguns vetores constitutivos da genealogia das drogas enquanto um problema de ordem política, tendo como conceitos centrais biopolítica e governamentalidade. Articulando estes dois conceitos com contribuições de pesquisas sobre a história das políticas de drogas no ocidente, tecemos uma trama que que demarca o processo de constituição das drogas enquanto um objeto de interesse político e estatal. Nessa genealogia da biopolítica das drogas, pudemos explorar aparentes contradições em torno do exercício de fazer viver e fazer morrer que se efetivam através das políticas de drogas. A partir do dispositivo da sexualidade e do tema do racismo pode-se acompanhar as variações e funções estratégicas que as políticas de repressão às drogas cumpriu ao longo do século XX. Desta forma, traçamos um diagrama que emerge com o nascimento do cristianismo e se consolida com a arte de governar liberal.; This article discuss some vectors constituents of a genealogy of drugs like a politic problem articulating  the concepts of biopolitics and governamentality. Articulate these two concepts with the contributions of research on the history of drugs in the West. From these crosses delimit some points that mark the process of incorporation of drugs as an object of political and state mainly. In this genealogy of drugs biopolitics we explore apparent contradictions about life and death. From the sexuality and racism theme can monitor changes and strategic functions that repressive policies on drug fulfilled throughout the twentieth century. Thus we draw a diagram that emerges with the birth of Christianity and is consolidated with the liberal art of government.

Governamentalidades e usos de drogas no Brasil

Torcato, Carlos Eduardo Martins; Ribeiro, Tiago Magalhães
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Política Social da UFES Publicador: Programa de Pós-Graduação em Política Social da UFES
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 29/06/2015 POR
Relevância na Pesquisa
16.47%
As discussões realizadas por Michel Foucault sobre ‘governamentalidade’, no final dos anos de 1970 e início dos 1980, têm inspirado análises recentes sobre a questão das drogas na sociedade brasileira. Este artigo pretende apresentar e discutir algumas questões epistemológicas presentes nestas discussões, contrapondo a evolução desse conceito às formas como ele foi apropriado no Brasil. Com base na crítica desenvolvida pela história social em torno de um suposto estruturalismo existente em suas considerações, mostrar-se-á que as reflexões acerca do conceito de ‘governo de si’ foram uma forma encontrada por esse autor para pensar a relação da agência com as práticas discursivas. Finalizamos apresentando as considerações que o próprio Foucault desenvolveu sobre as drogas a partir das posições epistemológicas apresentadas.

FORMAÇÃO, CONHECIMENTO E TRABALHO DOCENTE EM TEMPOS DE REGULAÇÃO AVALIATIVA EXTERNA / Education, knowledge and teaching work in times of regulative external evaluation

José Augusto Pacheco; Universidade do Minho; Micaela Ferreira Marques; Universidade do Minho
Fonte: Trabalho & Educação Publicador: Trabalho & Educação
Formato: application/pdf
Publicado em 02/11/2015 PT
Relevância na Pesquisa
16.47%
In this text we are discussing the knowledge, training and work teaching in an era of external evaluation from theoretical and conceptual approaches, with references to research on national research on institutional evaluation. Because globalization is a process with consequences for school, and teaching work, the issue of teaching knowledge is inserted in the context of Curriculum Studies, and Didactic, as well as. Are therefore explored the concept of teacher professional learning, curriculum governance focused on results and standards and the impasse in which they are teachers when discussing the narrowing of the curriculum and the conditions of teaching. ___Discute-se, neste texto, a formação, o conhecimento e o trabalho docente em tempos de avaliação externa, a partir de abordagens téorico-conceptuais, com referências a uma pesquisa sobre avaliação institucional. Porque a globalização é um processo com consequências na escola e no trabalho docente, a questão dos saberes docentes é inserida no contexto dos Estudos Curriculares e da Didática. São, assim, explorados o conceito de aprendizagem profissional docente, a governamentalidade curricular centrada em resultados e standards e o impasse em que se encontram os professores quando se discute o estreitamento do currículo e das condições do trabalho docente.

ENTRE A GESTÃO BUROCRÁTICA E O NOVO GERENCIALISMO: A ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO DOCENTE NA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL / Between the bureaucratic management and neo-managerialism: the teaching activity organization in the Professional Education

Paulo Eduardo Grischke; Universidade Federal de Pelotas; Álvaro Moreira Hypolito
Fonte: Trabalho & Educação Publicador: Trabalho & Educação
Formato: application/pdf
Publicado em 07/10/2010 PT
Relevância na Pesquisa
16.47%
Este trabalho objetiva debater sobre o uso das tecnologias gerenciais no âmbito escolar, como forma de governo da identidade e do trabalho docente. Tem como base um estudo de caso, foram entrevistados dezesseis professores dos cursos técnicos e tecnológicos da Unidade de Ensino de Pelotas do CEFET-RS. A referida pesquisa teve como foco, a investigação do impacto das reestruturações produtivas e educacionais sobre o trabalho e a identidade docente na citada Instituição.

Corpo e política na teoria social: a formulação nietzschiana e o marco interpretativo de Foucault

Genaro, Ednei de
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 17/08/2010 POR
Relevância na Pesquisa
16.47%
http://dx.doi.org/10.5007/1806-5023.2009v6n3p59A literatura contemporânea que relaciona conceitual e tematicamente corpo e política ganhou bastante abrangência. Realizamos aqui uma leitura dos alicerces sobre o assunto a partir de dois expoentes maiores: Nietzsche e Foucault. Em Nietzsche, procura-se desvendar o porquê do ‘mal-entendido’ do pensamento ocidental sobre o corpo; compreendendo-se, por conseguinte, a dimensão política que toma seu entendimento sobre o valor e sentido do conhecer e da vida. Em Foucault, procura-se entender sua leitura nietzschiana da relação corpo/política. O pensador francês trouxe com isso um novo sentido para pensar a história. Situamos assim a proposta genealógica como o estudo da história do corpo como “o próprio corpo do devir”, entendendo, pois, a dimensão política da crítica da subjetividade moderna e da perspectiva da governamentalidade sobre os corpos, isto é, do biopoder, tal como trata diversos autores contemporâneos.

The decline of Santa Catarina; Sobre a decadência de Santa Catarina

Machado, Ricardo; PPG História UFSC
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 13/03/2013 POR
Relevância na Pesquisa
16.47%
OLIVEIRA, Henrique Luiz Pereira; SALOMON, Marlon. A decadência de Santa Catarina. Florianópolis: UFSC, 2010. 108 p.; http://dx.doi.org/10.5007/2175-7976.2012v19n28p272 Já em seu título, os autores Marlon Salomon e Henrique Luiz Pereira Oliveira, parecem anunciar um lamento ou a denúncia do empobrecimento em algum lugar do passado de Santa Catarina. No entanto, distante disto, o livro “A Decadência de Santa Catarina”, aborda o problema da decadência de saberes que possibilitaram práticas de governo. Para isso, os autores analisaram as fontes do século XVIII e XIX em sua historicidade, demonstrando que aquilo que os historiadores tradicionalmente leram como anúncio da decadência da província de Santa Catarina, era o fim de uma prática de governo centrada na ocupação do território para o surgimento da população como problema. Mesmo que muito próxima de uma história apresentada por Foucault em sua governamentalidade, trata-se de uma pesquisa extremamente inovadora no tratamento das fontes e ousada em sua abordagem historiográfica.

Investigando as categorias foucaultianas: o olhar genealógico sobre os modos de condução das condutas

Nunes, Nei Antonio; UNIVERSIDADE DO SUL DE SANTA CATARINA
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; REVISÃO DE LITERATURA Formato: application/pdf
Publicado em 03/01/2014 POR
Relevância na Pesquisa
16.47%
http://dx.doi.org/10.5007/2178-4582.2013v47n1p100 Neste artigo, escrutinamos primeiramente as noções foucaultianas de acontecimento, dispositivo e regime de verdade procurando destacar sua pertinência no instrumental genealógico. Levando em consideração estas noções, buscamos explicitar as categorias de governo e governamentalidade mostrando sua relação com os processos modernos e contemporâneos de condução das condutas. Para tanto, e tomando por referência o curso “Os anormais”, discutimos a transformação da tecnologia pastoral em “metodologia científica”: processo de normalização individualizante que sujeita as pessoas. Em seguida, com base ainda nas pesquisas genealógicas da década de 1970, indicamos a existência de práticas de poder, de resistência e de contracondutas distintas dos processos de sujeição. Estas emergem como exercícios da liberdade e, assim, como modo possível de condução da própria conduta e da conduta dos outros. Por fim, salientamos que este artigo é fruto de uma discussão eminentemente teórica, centrada em pesquisa bibliográfica e análise conceitual.

Governo das condutas e subjetividades contemporâneas: o biocapital em questão; Government of conducts and contemporary subjectivities: The biocapital under consideration

Rodrigues, Renata; Mestranda de Estudos da Cultura Contemporânea/Universidade Federal de Mato Grosso.; Galindo, Dolores; Profa. de Psicologia Social/Universidade Federal de Mato Grosso.; Lemos, Flávia Cristina Silveira; Professora de Psicologia Social/U
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Revisão de Literatura; Formato: application/pdf
Publicado em 15/11/2015 POR
Relevância na Pesquisa
16.47%
http://dx.doi.org/10.5007/2178-4582.2015v49n2p41Neste artigo, pretende-se analisar a produção do mercado da saúde por meio da indústria farmacêutica, da gestão de riscos/perigos, da venda e compra de serviços biomédicos variados, no neoliberalismo atual. O governo da vida, na biopolítica, que emerge a partir da segunda metade do século XIX, traz o acontecimento gestão da saúde para o primeiro plano das práticas sociais, em nome do fazer viver e do deixar morrer, como acontecimento história da gerência da população. Trata-se de um estudo teórico a partir de operadores históricos genealógicos, baseado em Michel Foucault e em outros autores contemporâneos, os quais analisaram os processos biopolíticos enquanto biocapital, na governamentalidade neoliberal do empresariamento da vida.; This article aims to analyze the productionof the healthcare market by the pharmaceutical industry,the risk management/hazards, the sale andpurchase of various biomedical services, under thecurrent neoliberal model. The government of life inbiopolitics, which emerges from the second half ofthe nineteenth century, brings health managementevent to the forefront of social practices, on behalfof making to live and letting to die, as part of thehistory of population management event. This is atheoretical study from genealogical incumbents...

Uma genealogia do liberalismo contemporâneo: a crítica foucaultiana do ordoliberalismo alemão; A genealogy of contemporary liberalism: a foucaultian criticism of german ordoliberalism; Una genealogía del liberalismo contemporáneo: la crítica foucaultiana del ordoliberalismo alemán

Nunes, Nei Antonio; Universidade do Sul de Santa Catarina, Palhoça, SC
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; revisão de literatura; ; Formato: application/pdf
Publicado em 19/06/2013 POR
Relevância na Pesquisa
16.47%
http://dx.doi.org/10.5007/1807-1384.2013v10n1p322Tendo por base as investigações de Michel Foucault sobre a tradição liberal, desenvolvidas sobretudo no curso ministrado no Collège de France, intitulado “Nascimento da biopolítica”, procuramos explicitar a crítica empreendida a uma das matrizes do liberalismo contemporâneo, a saber, o ordoliberalismo alemão. Com este objetivo buscamos pôr em relevo, primeiramente, a estratégia argumentativa da Escola de Friburgo que culmina no que o teórico francês denomina como “fobia do Estado”. Discutimos também a junção promovida pelo modelo neoliberal entre economia de mercado, prática concorrencial e “política social”. Em seguida, mostramos que, vinculado a essa lógica, o ordoliberalismo procurou erigir uma Vitalpolitik articulada a uma nova concepção de homo oeconomicus: o “homem-empresa”. Na consecução desse intento, o ordenamento jurídico aparece como suporte no jogo proposto pela economia concorrencial de mercado. Por fim, enfatizamos a existência de elementos biopolíticos no modelo neoliberal da Escola de Friburgo.; Based on the investigations of Michel Foucault on the liberal tradition, developed particularly in the course taught at the Collège de France...

Biopolitics as technology of power; La biopolitica como tecnologia de poder; Biopolítica como tecnologia de poder

Farhi Neto, Leon
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 15/08/2008 POR
Relevância na Pesquisa
16.47%
Foucault’s books, articles and interviews which formulate the bio politics notion are concentrated between 1974 and 1979. This limitation to only few years, though, does not prevent us from demarcating five formularizations, if not totally, at least partially, different. Each one of them corresponds to a distinct mechanism of power: the medical power, the mechanism of race, the mechanism of sexuality, the mechanism of security and the neoliberal govern mentality. In this article, we aim at explicating the differences and the identities among these five senses of bio 'politics'. Key-words: Government; Population; Life; Foucault; Los libros, artículos y entrevistas de Foucault que formulan la noción de biopolitica están concentrados entre 1974 y 1979. Pero, este corto periodo no nos impide de demarcar cinco formulaciones, en parte diferentes entre ellas. Cada una corresponde a un mecanismo de poder distinto: el poder medico, el dispositivo de raza, el dispositivo de sexualidad, el dispositivo de seguridad y la gobernabilidad neoliberal. En este artículo buscamos demostrar las diferencias y las identidades entre estas cinco formulaciones. Palabras clave: Gobierno; Población; Vida; Foucault; http://dx.doi.org/10.5007/1807-1384.2008v5n1p47Os livros...