Página 12 dos resultados de 1126 itens digitais encontrados em 0.003 segundos

Análise de paragrafias do surdo na nomeação de sinais por escrita livre: teste de nomeação de sinais por escrita de palavras, versões 1.2 e 2.2 com 5.086 estudantes surdos de 1ª a 13ª série de 14 Estados Brasileiros

Giacomet, Alessandra
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 13/12/2007 PT
Relevância na Pesquisa
27.38%
O Teste de Nomeação de Sinais por Escrita (TNSEscrita) é parte de uma bateria de 11 testes de desenvolvimento da linguagem de sinais e de competência de leitura e escrita, que foi desenvolvida pela equipe coordenada pelo Dr. Fernando Capovilla no Laboratório de Neuropsicolingüística Cognitiva Experimental do Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo, especialmente para a população escolar surda brasileira, e validada e normatizada com uma amostra de 5.365 escolares surdos. O TNSEscrita avalia o desenvolvimento conjunto de compreensão de sinais da Libras e de escrita de palavras em Português, e permite analisar o envolvimento de processos quirêmicos, ortográficos e semânticos envolvidos na escrita de palavras para denominar sinais da Libras. Este estudo apresenta dados de duas versões do teste de nomeação de sinais por escrita livre, a versão reordenada 1.2 (TNS1.2-Escrita) aplicada a 5.080 alunos surdos e a versão alternativa também reordenada 2.2 (TNS2.2-Escrita) aplicada a 5.086 alunos surdos, respectivamente de 1a. série do Ensino Fundamental a 1a. série do Ensino Superior. Os dados preliminares dizem respeito à normatização dos dois testes com a amostra avaliada, bem como à análise da distribuição dos erros de escrita (paragrafias) produzidos durante a nomeação dos 36 sinais de cada versão do teste por meio de escrita livre. Ou seja...

Os olhares dos surdos : traduzindo as fronteiras da escola

Oliveira, Monica Duso de
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
27.38%
Esta pesquisa está marcada pela fala dos surdos e comentários que faço sobre as mesmas, trazendo as representações que fazem sobre as Fronteiras da escola especial. Foi realizada na cidade de Caxias do Sul, na Escola Municipal de Ensino Fundamental Helen Keller, trazendo depoimentos de surdos do Ensino Médio, Ensino Fundamental e instrutores surdos que trabalham na escola. A partir destes depoimentos, faço uma incursão teórica dentro da referida instituição, trazendo o cotidiano da mesma, a partir de como os alunos se vêem representados dentro dela e como esta faz a representação dos surdos e da surdez. Não trata-se de uma releitura de falas, mas sim uma imersão nestas Fronteiras, que ficam veladas nas ações que são vivenciadas pelos surdos. Assim, através destas narrativas, trago reflexões acerca da educação de surdos, e as marcas do Pós-colonialismo, imersos nas falas de quem participa de um processo, sem muito interagir ou participar das decisões ouvintistas que ainda permeiam um trabalho educacional.

Representações de professores sobre letramento na educação de surdos

Monticelli, Carolina Israel
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
27.38%
Essa pesquisa tem como objetivo conhecer e problematizar as representações de professores sobre o letramento de alunos surdos. A pesquisa foi desenvolvida através de entrevistas com seis professoras, sendo dessas duas surdas e quatro ouvintes, que atuam com alunos surdos nas séries iniciais do ensino fundamental de uma escola de surdos no município de Porto Alegre. Como referencial teórico, utilizo os Estudos Culturais e os Estudos Surdos, a partir dos conceitos de representação e letramento visual. As perguntas feitas versam sobre os significados do letramento para surdos e as respostas como: "dificuldade”, “não gostam”, “rejeitam”, “dificuldade de compreensão”, “tem que estar incentivando..." aparecem com freqüência. As professoras surdas acham importante a aprendizagem escrita para autonomia do surdo, uso social: “faculdade, mercado de trabalho, vestibular, futuro”. Todas as entrevistadas concordam que o acesso à língua de sinais é fundamental para a compreensão e contextualização do português escrito e pontuaram a relevância no uso da imagem, do visual para o entendimento do surdo. Algumas professoras referem pouca abordagem de questões que envolvem a educação de surdos em suas formações...

Curso de Letras/LIBRAS : análise das experiências dos alunos surdos no ensino à distância do Rio Grande do Sul

Goes, Camila Guedes Guerra
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
27.38%
A presente dissertação se propõe a analisar o curso de Licenciatura em Letras/LIBRAS criado pela Universidade Federal de Santa Catarina, na modalidade de Educação a Distância, quanto aos seus aspectos de acessibilidade para surdos no seu ambiente virtual de ensino aprendizagem, no atendimento às necessidades da comunidade linguística surda para aprendizagem e a comunicação e interação, tanto entre os educandos surdos, quanto entre educandos/tutores/professores das disciplinas. Foram pesquisadas duas turmas de alunos surdos dos polos no Rio Grande do Sul, em Santa Maria e Porto Alegre, grupos estes que iniciaram as atividades acadêmicas em 2006 e 2008, respectivamente. Foi construído um questionário de pesquisa para ser aplicado às duas turmas de alunos surdos desta Licenciatura, que foram disponibilizados em dois tipos de arquivo: texto em Português e vídeo em Língua Brasileira de Sinais, LIBRAS. Isso possibilitou aos alunos escolherem a opção de resposta na modalidade de língua que se sentissem mais confortáveis, respeitando assim sua condição linguística de primeira e segunda línguas, L1 e L2. Este instrumento estava focado em três grupos de perguntas. O primeiro procurou a caracterização do grupo, no segundo buscamos investigar as questões de comunicação/interação no ambiente e...

Narrativas de professores de surdos sobre a escrita de sinais

Silva, Erika Vanessa de Lima
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
27.38%
A presente dissertação tem como objetivo analisar as narrativas de professores de surdos sobre a escrita da língua de sinais (ELS), que é o sistema de registro escrito da Língua Brasileira de Sinais. Para isso, foram realizadas entrevistas narrativas com nove profissionais que trabalham em escolas de surdos. A construção desta dissertação se deu entre os anos de 2011 e 2013 e durante o trabalho contatei com as escolas que tinham alunos surdos matriculados buscando aquelas que utilizavam a ELS em suas práticas escolares. Obtive o retorno de três escolas e nelas entrevistei professores e equipe diretiva. A pesquisa foi desenvolvida na perspectiva dos Estudos Surdos e dos Estudos Culturais em Educação, campos a partir dos quais utilizo os conceitos de narrativa, identidade, diferença e cultura, dialogando com autores como Hall (2007), Silva (2009), Perlin (2005), Stumpf (2005), Zappe (2010) e outros. A ELS é a escrita visual da língua de sinais e se situa na história da educação de surdos muito recentemente. A partir das respostas das entrevistas, foram feitos os seguintes agrupamentos temáticos: a importância da ELS; ELS como estratégia ou produção surda? e ELS no currículo escolar: surdos empoderados.; The intention of this dissertation is to analyse the narratives of deaf teachers about sign writing (SW). SW is the written system of the Sign Language. To achieve that...

Surdez, bilinguismo e inclusão : entre o dito, o pretendido e o feito

Maria do Socorro Correia Lima
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 22/10/2004 PT
Relevância na Pesquisa
27.38%
O eixo central da discussão surgiu da necessidade de dirigir o olhar ao cenário que compõe o contexto escolar para analisar a chamada prática de bilingüismo do surdo que tem sido implantada, em escolas da rede pública, que trabalham com a proposta de inclusão. O presente estudo, de natureza etnográfica, foi conduzido em duas escolas com dezenove alunos surdos profundos, dentre os quais oito (8) estavam matriculados na primeira escola e onze (11) na segunda. Todos os alunos eram pertencentes à classe sócio-econômica baixa. Para a configuração desta pesquisa, optei, como referencial teórico, pela vertente sóciohistórica, na qual procuro elementos norteadores para circunscrever a temática deste estudo. Os dados apresentados, nesta pesquisa, foram coletados em dois momentos distintos: na primeira escola, a coleta foi iniciada no segundo semestre de 2000, durante o período de 18/08/00 à 30/11/00. Já na segunda escola, teve início em junho e se estendeu até dezembro de 2001. Foram utilizados como recursos metodológicos os seguintes: observações em salas de aula (regular e de apoio); registro através de vídeo-tape de algumas atividades desenvolvidas pelos alunos surdos com as professoras ouvintes, os colegas (ouvintes e/ou surdos) e o instrutor surdo; questionário aberto aplicado às professoras e ao instrutor surdo...

Professor surdo

Reis, Flaviane
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
27.38%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Educação. Programa de Pós-Graduação em Educação; Nesta dissertação, o trabalho parte de uma perspectiva de Estudos Culturais e da que se constitui como Estudos Surdos. Tem a intenção de contribuir para a melhoria da representação do professor surdo, sua realidade, sua importância no quadro pedagógico dos surdos. Percebe a possibilidade do professor surdo transgredir através da pedagogia de surdos que se situa no povo surdo, através da identificação com a cultura que se encaixa, fazendo acontecer a alteridade, diferença, identidade, e que vai mais além do seu ser professor surdo, em um clima de transgressão pedagógica, com a implementação de uma política e poética características da pedagogia dos surdos. É realizada por meio de uma abordagem metodólogica onde o conhecimento surge com uma série de teóricos culturais, passa pela observação e análise de suas perspectivas, bem como as observações sobre as narrativas dos sujeitos que a pesquisa envolve. A proposta está voltada para a prática pedagógica, tendo em vista o processo de transgressão, onde o professor surdo é concebido em suas possibilidades de mostrar a realidade de sua transgressão pelo espaço educacional surdo. Nessa transgressão as regras de uma pedagogia tradicional não mais servem ao quadro educacional dos surdos...

Tradução de canções de LP para LSB

Rigo, Natália Schleder
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 195 p.| il., grafs.
POR
Relevância na Pesquisa
27.38%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Comunicação e Expressão, Programa de Pós-Graduação em Estudos da Tradução, Florianópolis, 2013.; Essa pesquisa visa identificar e comparar recursos de tradução empregados por sinalizantes surdos e ouvintes, apontando quais os usados por surdos que podem contribuir para traduções de ouvintes, uma vez entendendo que sinalizantes surdos compartilham de mesma cultura, identidade, língua, experiência visual e musical do público-alvo das traduções realizadas por ouvintes para língua de sinais. Esse trabalho fundamentou-se em considerações de Napier et. al (2006), de Humphrey e Alcorn (2007), de Anderson (2009) entre outros. A metodologia pautou-se num mapeamento constituído por cinco categorias de recursos (linguísticos, extralinguísticos, tradutórios, audiovisuais e cenográficos) identificados e somados criteriosamente em vídeos com gravações de diferentes tipos de canções (religiosas, populares e hinos) traduzidas para a Língua Brasileira de Sinais (Libras). Os principais resultados encontrados apresentaram maior expressividade de recursos linguísticos, tradutórios, audiovisuais e cenográficos nas traduções de sinalizantes surdos e de recursos extralinguísticos nas de sinalizantes ouvintes...

A pessoa surda e suas possibilidades no processo de aprendizagem e escolarização

Razuck, Renata Cardoso de Sá Ribeiro
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Tese
POR
Relevância na Pesquisa
27.38%
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Educação, 2011.; Este trabalho surgiu a partir da inquietação da pesquisadora, a qual atuou como professora regente de Química e intérprete de Libras, com relação aos procedimentos de escolarização de surdos, em escolas de educação básica da Secretaria de Educação do Distrito Federal. Essa inquietação surgiu com a observação de que, mesmo ao final do Ensino Médio, era evidente o despreparo dos alunos surdos com relação a conteúdos básicos. Dessa forma, a presente pesquisa se propõe a identificar alunos surdos inseridos em escolas regulares que vivenciem situações diferenciadas com relação à aprendizagem de Ciências; analisar as relações pedagógicas estabelecidas, a organização da prática pedagógica, os processos de avaliação e as bases de escolha dos docentes envolvidos; analisar o domínio da língua (Libras e língua portuguesa) e como estas se fazem presentes nos processos de ensino aprendizagem; e, por fim, analisar a consolidação da aprendizagem de conceitos em tais alunos. Adotamos a Epistemologia Qualitativa de González Rey para orientar a pesquisa empírica, a qual pressupõe a produção do conhecimento por meio da análise construtivo-interpretativa. Participaram desta pesquisa alunos e professores dos anos iniciais e finais do Ensino Fundamental e Médio. A pesquisa empírica envolveu observações...

Centro de recursos educativos multimédia na educação de surdos do 2º e 3º Ciclos

MOTA, Anabela Ferreira
Fonte: Escola Superior de Educação de Paula Frassinetti Publicador: Escola Superior de Educação de Paula Frassinetti
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
27.38%
O presente estudo parte da constatação das dificuldades sentidas pelos professores que trabalham com alunos Surdos no sentido de os motivar para a aprendizagem. Sendo estes alunos pessoas de “experiência visual” pretendemos investigar se os recursos multimédia constituirão um factor de motivação para o processo de ensino-aprendizagem dos alunos Surdos do 2º e 3º Ciclos. Ao partimos do pressuposto que a motivação é fundamental para que o aluno possa construir o conhecimento, consideramos que um Centro de Recursos Multimédia que privilegie o uso das TIC pode favorecer uma maior eficácia no processo de ensino-aprendizagem dos alunos Surdos. Para tal fomos analisar a situação, no ano lectivo 2009/2010, numa Escola de Referência para a educação bilingue de alunos Surdos do concelho do Porto. Aqui, foram aplicados inquéritos por questionário a 41 alunos Surdos e a 22 professores que leccionam esses mesmos alunos, para perceber a importância das TIC nos dois grupos de inquiridos e inferir da conveniência da criação de um Centro de Recursos Educativos Multimédia. Os resultados obtidos vão no sentido da criação de um centro de recursos efectivamente útil e adaptado às necessidades e desejos dos alunos Surdos e dos seus professores. Esperamos...

A inclusão de alunos surdos em salas de aula regulares

Antunes, Ana Catarina Botelho
Fonte: Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa Publicador: Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /09/2013 SPA
Relevância na Pesquisa
27.38%
Dissertação apresentada para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Ciências da Educação; O presente estudo visa dar resposta ao objetivo inicialmente proposto que consiste em identificar os elementos que fazem com que os alunos surdos se sintam incluídos numa sala de aula regular. Este objetivo advém da questão de partida “O que leva alunos surdos a sentirem-se incluídos em turmas de ensino regular?”. Na metodologia utilizaram-se, como métodos de recolha de dados, o questionário e a entrevista. Os questionários foram aplicados aos alunos surdos, aos alunos ouvintes e aos professores titulares de turma. As entrevistas foram respondidas pelos professores titulares de turma e pelos professores de Educação Especial. Todo o trabalho foi desenvolvido numa escola específica da região de Lisboa e Vale do Tejo. A análise dos questionários aplicados aos alunos surdos permitiu verificar que os alunos surdos: gostam de ir à escola; sentem-se bem na turma; conseguem acompanhar a aula; conseguem perceber a matéria da aula; os colegas ajudam-nos com os trabalhos na sala de aula; costumam trabalhar em grupo; costumam brincar com os colegas ouvintes no recreio; os colegas ouvintes têm algumas noções de Língua Gestual Portuguesa; não se sentem gozados pelos colegas ouvintes; gostam do professor da turma; têm apoio fora da sala de aula para ajuda nas aprendizagens. Deste modo...

O papel da interação no processo de ensino-aprendizagem de português para alunos surdos em uma escola inclusiva

Félix,Ademilde
Fonte: UNICAMP. Departamento de Linguística Aplicada Publicador: UNICAMP. Departamento de Linguística Aplicada
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2009 PT
Relevância na Pesquisa
27.38%
Neste artigo, discute-se o papel da interação no processo de ensino-aprendizagem de alunos surdos em uma escola inclusiva. No contexto pesquisado, a professora-sujeito, que é ouvinte e não-usuária da língua de sinais, tem em sua sala, além dos alunos ouvintes, quatro alunos surdos, e três deles comunicam-se somente em Libras - Língua Brasileira de Sinais. Como a comunicação entre a professora ouvinte e os alunos surdos ocorre em códigos distintos - português e língua de sinais - e tendo-se por base uma visão sociointeracional da linguagem (MOITA LOPES, 1986; FREIRE, 1999), observou-se se a interação entre os diversos participantes pode levar esses alunos surdos a aprenderem e a compreenderem o que estava sendo ensinado. Como resultado, ficou evidente que o fato de haver quatro alunos surdos usuários de Libras estudando em uma mesma sala permitiu a eles trabalharem de maneira cooperativa, o que fez com que não ficassem isolados. Além disso, a língua de sinais tornou-se visível nessa instituição. Entretanto, a interação entre professora ouvinte e seus alunos surdos mostrou-se pouco significativa para a aprendizagem desse grupo.

Análise postural da coluna vertebral: estudo comparativo entre surdos e ouvintes em idade escolar

Melo,Renato de Souza; Silva,Polyanna Waleska Amorim da; Macky,Carla Fabiana da Silva Toscano; Silva,Lícia Vasconcelos Carvalho da
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Paraná Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Paraná
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2012 PT
Relevância na Pesquisa
27.38%
INTRODUÇÃO: A postura é determinada pela atuação dos sistemas visual, somatossensorial e vestibular, situado na orelha interna. Crianças com perda auditiva sensório-neural podem apresentar problemas na regulação do controle postural, favorecendo o surgimento de desvios e alterações posturais na coluna vertebral, provocados, possivelmente, pela hipoatividade do sistema vestibular, em decorrência da lesão na orelha interna. OBJETIVOS: Identificar e comparar a distribuição de alterações posturais na coluna vertebral em escolares surdos e ouvintes na faixa etária entre 7 e 17 anos. MATERIAIS E MÉTODOS: Este estudo analítico, observacional, de corte transversal analisou a postura da coluna vertebral de 44 escolares com perda auditiva sensório-neural e 44 escolares ouvintes, de ambos os gêneros. O estudo foi desenvolvido por meio de uma avaliação postural, com o uso de um simetrógrafo, segundo os critérios propostos por Kendall et al. RESULTADOS: Observou-se uma maior ocorrência de alterações posturais nos escolares surdos, se comparados aos ouvintes (surdos: 100%; ouvintes: 84,1%), p = 0,012. A escoliose foi a alteração postural mais observada em ambos os grupos (surdos: 84,1%; ouvintes: 59,1%), p = 0,009...

Processos logográficos, alfabéticos e lexicais na leitura silenciosa por surdos e ouvintes

Capovilla,Fernando; Capovilla,Alessandra Gotuzo Seabra; Viggiano,Keila; Mauricio,Aline; Bidá,Márcia
Fonte: Programa de Pós-graduação em Psicologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte Publicador: Programa de Pós-graduação em Psicologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2005 PT
Relevância na Pesquisa
27.38%
O estudo empregou o Teste de Competência de Leitura de Palavras (TCLP) para analisar estratégias ideovisuais, perilexicais e lexicais de leitura por 805 escolares surdos de 6-45 anos, da 1ª série do ensino fundamental à 1ª série do médio. Identificou aumento sistemático na competência de leitura de 1ª a 5ª séries, além de aumentos assistemáticos até a 1ª série do ensino médio, e comparou padrões de erros nos subtestes. Resultados revelaram dissociações duplas entre leitores surdos e ouvintes quanto ao padrão de erros nos subtestes: enquanto ouvintes se deixam enganar mais pela semelhança fonológica, surdos se deixam enganar mais pela visual. Enquanto ouvintes privilegiam a forma ortográfica em detrimento da correção semântica, surdos fazem o oposto. Devido à dificuldade de surdos em fazer conferência perilexical, sua leitura mostrou-se dependente de mecanismos visuais diretos de reconhecimento e acesso ao significado. O TCLP revelou-se instrumento válido para avaliar a leitura de surdos.

Recomendações de acessibilidade para surdos dos tipos de questões usadas na avaliação baseada em computador em ambientes virtuais de aprendizagem

Canal, Maíra Codo
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Dissertação Formato: xiv, 161f. : il., tabs., algumas color.; application/pdf
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
27.42%
Orientadora : Profª. Drª. Laura Sánchez García; Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Exatas, Programa de Pós-Graduação em Informática. Defesa: Curitiba, 24/02/2015; Inclui referências; Resumo: Os tipos de questões que são usadas na Avaliação Baseada em Computador (CBA, do inglês Computer-Based Assessment) em Ambientes Virtuais de Aprendizagem (AVAs) possuem problemas de acessibilidade no contexto de estudantes surdos. Devido a esses problemas, a interação dos estudantes surdos com os tipos de questões fica comprometida e, dessa maneira, os estudantes surdos podem ficar impedidos de utilizar os tipos de questões em AVAs como os demais estudantes. Esta dissertação de mestrado apresenta um conjunto de recomendações de acessibilidade para surdos dos tipos de questões usadas na CBA em AVAs. Este conjunto de recomendações é composto por recomenda- ções que foram encontradas em trabalhos da literatura relacionados com o tema desta pesquisa e classi_cados em três categorias (i.e. "Acessibilidade em AVAs para surdos", "Acessibilidade para projeto de Tecnologias de Informação e Comunicação (TICs) para alfabetização de surdos" e "Acessibilidade em CBA"). Algumas das recomendações foram mantidas na íntegra...

Políticas públicas para a inclusão do surdo no distrito federal

Borges, Renata Ribeiro
Fonte: Universidade Católica de Brasília Publicador: Universidade Católica de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: Texto
PT_BR
Relevância na Pesquisa
27.42%
A política de educação inclusiva está fundamentada na concepção de direitos humanos e foi resultado de muita luta dos movimentos sociais que buscavam reverter o processo histórico de exclusão social e educacional das pessoas com deficiência, visando ao acesso de todos à escola da sua comunidade. A presente pesquisa teve por objetivo apresentar e analisar o processo das políticas públicas para a inclusão dos Surdos no Distrito Federal nos aspectos teóricos e ideológicos, particularmente no contexto da educação dos Surdos no Distrito Federal, bem como investigar qual o impacto provocado por essas políticas educacionais no processo de inclusão dos Surdos nas instituições de ensino regular. As políticas públicas são ações, diretamente definidas e dirigidas pelo Estado.A metodologia utilizada foi construída com a análise dos documentos, leis e decretos que asseguram os direitos dos Surdos. Para obter mais informações, foi realizada uma entrevista semiestruturada com professores que atuam na rede pública de ensino, o que possibilitou a coleta de dados para a realização desde trabalho. Após a análise dos dados, foi possível destacar fatores que facilitam ou dificultam o processo inclusivo dos alunos Surdos nas escolas públicas.É importante ressaltar o papel do Estado e da Escolano cumprimento das leis vigentes que amparam os direitos dos Surdos...

Políticas de educação bilíngue para surdos: o contexto brasileiro

Fernandes, Sueli; Universidade Federal do Paraná; Moreira, Laura Cerreta; Universidade Federal do Paraná
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 08/08/2014 POR
Relevância na Pesquisa
27.42%
Este artigo propõe-se a apresentar um panorama das políticas educacionais para surdos, desde a década de 1990, demarcando as inúmeras disputas ideológicas que influenciaram diretamente os campos da política linguística e das políticas de educação inclusiva para esse grupo de estudantes. Assumimos como elemento determinante de análise a gestão pública das línguas adotadas na educação de surdos para avaliar a efetividade das políticas de educação inclusiva, considerando que a complexa situação de bilinguismo dos surdos está diluída ao, não menos complexo, processo de inclusão de pessoas com deficiência na escola comum. Assim, demonstramos que há um desvio de foco (derivado de um desvio na concepção de sujeito surdo) no conjunto de textos oficiais que constituem as diretrizes filosóficas e legais para a educação desses estudantes, cujo impacto central é não assegurar o direito à língua de sinais brasileira (Libras) como língua materna na infância, conforme reivindicam os movimentos surdos e está assegurado na letra da lei. Aponta-se a política linguística como uma variável determinante no debate da conjuntura nacional da educação de surdos brasileiros, ainda que nem sempre a ela seja dada centralidade pelo poder público...

O ensino de português como segunda língua para surdos: princípios teóricos e metodológicos

Pereira, Maria Cristina da Cunha; UniversidadeCatólica de São Paulo
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 07/08/2014 POR
Relevância na Pesquisa
27.42%
Este trabalho discute o ensino da língua portuguesa que tem sido ministrado para alunos surdos, que proíbe o uso da língua de sinais e que se fundamenta na concepção de língua como código; a metodologia de ensino adotada e os seus efeitos na leitura e na escrita de surdos. Apresenta uma proposta que privilegia a concepção discursivo-interacionista de língua e na qual a Língua Brasileira de Sinais é considerada primeira língua dos alunos surdos. Como primeira língua, ela fornece o arcabouço para a constituição do conhecimento da Língua Portuguesa. Em outras palavras, o conhecimento de mundo e de língua constituído na língua de sinais dá a base para o aprendizado da Língua Portuguesa pelos alunos surdos. O efeito da aplicação desta proposta é analisado nas produções escritas de dois alunos surdos, do ensino fundamental, de escola bilíngue, que tem a Língua Brasileira de Sinais como primeira língua e a Língua Portuguesa, como segunda. Nas produções observa-se que os alunos apresentam vários indícios de que estão aprendendo a produzir textosem Língua Portuguesa, ainda que evidenciem muitas dificuldades, decorrentes, principalmente, do pouco conhecimento que têm da língua. Considerando que, devido à perda auditiva...

O uso de marcadores discursivos na escrita pelos surdos como uma possibilidade de otimização da sua coesão textual

Andrade, Wagner Teobaldo Lopes de; Aguiar, Marígia Ana de Moura; Madeiro, Francisco
Fonte: Faculdade de Letras da Universidade Federal de Minas Gerais Publicador: Faculdade de Letras da Universidade Federal de Minas Gerais
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Avaliado pelos pares Formato: application/pdf
Publicado em 30/06/2009 POR
Relevância na Pesquisa
27.42%
A escrita é uma importante forma de comunicação dos surdos dada a sua dificuldade em desenvolver a oralidade. Por estarem as marcas de oralidade diretamente relacionadas à coesão textual, este estudo objetivou investigar a ocorrência de marcadores discursivos (MD) na escrita de surdos. Quinze surdos oralizados, quinze surdos não oralizados e quinze ouvintes responderam a um questionário e tiveram a ocorrência dos MD analisada quantitativa e qualitativamente.Verificou-se uma maior utilização de MD, especialmente com função sequenciadora, pelos surdos oralizados e ouvintes, apesar de os surdos não oralizados também terem apresentado essa marca de oralidade.Concluiu-se, da mesma forma que ocorre com os ouvintes, aexistência da relação oralidade/escrita nos surdos, mesmo não tendo acesso natural à oralidade da língua. Além disso, percebeu-se a influência da oralidade sobre a construção textual.

The constitution of the deaf educational subject: Community school investment; La constitución del sujeto docente sordos: la inversión de la Comunidad en la escuela; A constituição do sujeito pedagógico surdo: investimento comunitário na escola

Camatti, Liane; Lunardi-Lazzarin, Márcia Lise
Fonte: ETD - Educação Temática Digital Publicador: ETD - Educação Temática Digital
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Avaliado pelos pares; Estudos de vertente pós-estruturalista; Estudos de vertente pós-estruturalista; Estudos de vertente pós-estruturalista Formato: application/pdf
Publicado em 21/05/2012 POR
Relevância na Pesquisa
27.42%
 With the development of this article, we intend to discuss the constitution of the deaf pedagogic subject from the convergence between community and school for the deaf. It's take a look at the subject object of pedagogy that has its construction also defined by the ways in which the deaf community falls within the school for the deaf. The following study was conducted using as research subjects deaf students and teachers of specific schools for the deaf in the cities of the Caxias do Sul/ RS, Porto Alegre/RS and Santa Maria/RS. To develop this text, was used analytical tools resulting from studies of post-structuralist strand depending on the convenience of this perspective when it sets the objective to understand the processes of production of truth and the constitution of subjects. It was possible to outline four key strategies that illustrate the investment by the community in shaping the political subject through the school: the need to maintain contact with deaf peers; the need for allocation of a geographic and temporal spatiality to the joint community; the intervention at an early age; and the presence of deaf people with successful personal and professional stories working in the school. Through the development of this article...