Página 11 dos resultados de 1779 itens digitais encontrados em 0.003 segundos

O abandono escolar: uma realidade açoriana

Gaspar, Vanessa M. Leite Ribeiro
Fonte: Instituto Universitário de Lisboa Publicador: Instituto Universitário de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 22/03/2011 POR
Relevância na Pesquisa
26.65%
Mestrado em Educação e Sociedade; A pertinência deste estudo prende-se com o facto de haver um grande número de crianças/jovens açorianas desprovidas de escolaridade mínima obrigatória que se encontram fora da escola e em situação de risco de pré-delinquência. Para o efeito, pretende-se compreender o abandono escolar precoce das crianças açorianas. Em particular, procura-se identificar e analisar as dinâmicas que contribuem para o elevado número de crianças açorianas que abandonam a escola no início do segundo ciclo de ensino, explorando um território em que este fenómeno tem uma incidência forte: o município de Vila Franca do Campo. Marcando como indicadores destas variáveis os níveis de aprovação e de retenção dos alunos, os níveis de aproveitamento, de interesse, de indisciplina, de assiduidade e até as condições socioeconómicas da família de origem e o seu grau de participação na vida escolar dos filhos. Analisando as perspectivas e/ou estratégias de futuro destas crianças, ou seja, até quando pensam estudar, que profissão pensam ter, em que idade se pensam começar a trabalhar. Especula-se que o problema reside na falta de valorização escolar por parte dos progenitores e comunidade local...

As políticas públicas de educação face ao insucesso escolar: porque a escola não seduz na era do conhecimento?

Dionísio, Maria Helena de Lemos Ramos
Fonte: Instituto Universitário de Lisboa Publicador: Instituto Universitário de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2009 POR
Relevância na Pesquisa
26.65%
Mestrado em Administração e Políticas Públicas; Esta investigação procura ajudar a compreender o crescente divórcio entre jovens e a Escola, inesperado porquanto o acesso ao conhecimento é generalizado e o convívio com o saber e as tecnologias é parte integrante da vida das novas gerações desde idades mais precoces. Com maior número de alunos no sistema, é evidente a incapacidade da Escola se afirmar como escolha atraente e na construção de um projecto de vida para muitos jovens. A questão de partida é esta: Observado1 que os indicadores de desenvolvimento do Sistema Educativo não acompanham os indicadores do nível Socio-económico da população nos últimos 20 anos, qual será a sua relação com os factores individuais, de auto-regulação que levam à exclusão escolar, quer seja por abandono, saída precoce ou insucesso? Procurar saber se e como podem as políticas públicas, enquanto reguladores externos contribuir para melhorar o desempenho escolar e assim aumentar o sucesso escolar? Pretende-se ligar a análise social e económica, frequentemente apontada como responsável pelo abandono da escolarização e as sucessivas medidas legislativas com dados estatísticos e estudos realizados confrontando-os finalmente com casos reais.; This research seeks to find reasons for the growing gap between young and School...

Trajectórias escolares em meio popular urbano: estudo de caso

Túlio, Paula Maria Santos Cabral Kopke
Fonte: Instituto Universitário de Lisboa Publicador: Instituto Universitário de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2010 POR
Relevância na Pesquisa
26.65%
Mestrado em Educação e Sociedade; A presente investigação tem como base a análise de percursos escolares vividos por crianças de um meio popular em Lisboa O objectivo é analisar as trajectórias escolares nos três ciclos de ensino obrigatório para compreender e explicar o sucesso ou insucesso escolar vividos neste contexto social. Quis-se analisar a questão do (in)sucesso escolar tendo por base um estudo de caso que melhor permitisse, através de uma observação casuística e longitudinal, articular os efeitos do contexto socioeconómico da família com os efeitos propriamente escolares: “efeito escola” e “efeito turma”. Optou-se, assim pela análise e acompanhamento das trajectórias de uma coorte de alunos nascidos em 1994, desde a sua entrada no primeiro ano de escolaridade no 1º ciclo, em 2000-01, até ao final do ano lectivo 2008-09, num agrupamento escolar que serve a população de um bairro de habitação social de Lisboa.; This research is based on analysis of school courses experienced by children from a popular medium in Lisbon. The aim is to analyze the school trajectories in three cycles of compulsory education to understand and explain the success or failure rates experienced in social context. I wanted to explore the issue of (un) success based on a best case study that would allow...

As expectativas profissionais dos jovens inseridos em percursos escolares alternativos

Vilhena, Catarina Teresa Reis Rebelo Sobral
Fonte: Instituto Universitário de Lisboa Publicador: Instituto Universitário de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2010 POR
Relevância na Pesquisa
26.65%
Mestrado em Família e Sociedade; A presente investigação enquadra-se nos estudos sobre as alternativas educativas e/ou formativas ao ensino regular, incidindo em particular nas expectativas profissionais dos jovens que frequentam estas vias de ensino. Os objectivos que orientaram este trabalho foram: conhecer as trajectórias escolares dos jovens de forma a compreender as suas escolhas formativas actuais e a sua opção por percursos escolares alternativos ao ensino regular, compreender se os motivos que levaram os jovens a escolher percursos escolares alternativos estão associados às escolhas profissionais futuras, e também analisar de que forma a opção formativa actual prepara os jovens para a entrada no mercado de trabalho. O estudo foi enquadrado teoricamente focando os temas das Desigualdades Sociais e Exclusão Social em contexto escolar, bem como a análise de percursos escolares alternativos. Foram entrevistados jovens que frequentam o 3º Ciclo do Ensino Básico em turmas CEF e PIEF numa escola do concelho de Sintra. Analisaram-se as condições socioeconómicas destes, bem como as suas trajectórias escolares anteriores e actuais à entrada na presente modalidade de ensino e as suas perspectivas profissionais futuras. Os jovens apresentaram um percurso escolar marcado pelo insucesso e abandono escolar. Contudo...

Fatores de (in)sucesso na educação em Portugal : perspetiva comparada do sistema educativo português e finlandês

Gonçalves, Nádia Isabel Carreira
Fonte: Instituto Universitário de Lisboa Publicador: Instituto Universitário de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 POR
Relevância na Pesquisa
26.65%
Dissertação submetida como requisito parcial para obtenção do grau de Mestre em Administração Pública; O Estado e a Administração Pública apresentam inúmeras alterações na sua evolução, consequência do desenvolvimento das sociedades e do aumento da exigência dos cidadãos que provocam inúmeras alterações nos mais diversos setores. A educação contribuiu consideravelmente para o crescimento e desenvolvimento económico, o que alterou a perceção da importância atribuída à mesma. Esta passou a ser encarada não só como um recurso que contribui para a qualidade de vida dos cidadãos, mas como um investimento a médio-longo prazo na criação de valor e sustentabilidade do próprio Estado. Ao longo dos últimos trinta anos tem sido notório o esforço no sentido de recuperar o atraso que distancia Portugal dos padrões médios de desenvolvimento da União Europeia, particularmente no que respeita aos níveis de educação. No entanto esse esforço não se tem revelado suficiente, uma vez que a maioria da população portuguesa ainda apresenta baixos níveis de escolaridade. A presente dissertação pretende ajudar a compreender os problemas com que se debate atualmente o sistema educativo português...

Fatores explicativos do insucesso escolar no ensino superior em alunos autóctones e de descendência não lusa

Catanho, Olga Cristina Gonçalves
Fonte: Instituto Universitário de Lisboa Publicador: Instituto Universitário de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
26.65%
Mestrado em Psicologia Social e das Organizações. / Códigos PsycINFO: 3000 Social Psychology, 3500 Educational Psychology, 3550 Academic Learning & Achievement; Em Portugal existe um grande desfasamento entre o número de alunos inscritos no ensino superior e o número de diplomados, estando a percentagem destes últimos muito aquém dos números estipulados pela União Europeia para Portugal até 2020. São vários os estudos que procuram analisar que fatores contribuem para o sucesso escolar neste nível de ensino, mas são escassos os estudos que têm em conta a multiculturalidade destes alunos, negligenciando-se o papel da etnicidade. Apesar de algumas pesquisas procurarem compreender que fatores contribuem para o sucesso de alunos não lusos, mas de origem PALOP (Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa), os mesmos têm sido realizados com crianças e adolescentes existindo uma lacuna ao nível da pesquisa com alunos do ensino superior. O objetivo do presente estudo consistiu em analisar, simultaneamente, o papel de variáveis sociodemográficas (sexo, idade), psicológicas (autoeficácia e autoconceito académico) e contextuais (relacionamento com a família, colegas e professores) no insucesso escolar, para alunos autóctones (454) e para alunos com descendência não lusa (47). Os resultados obtidos apontam para a clara influência de variáveis sociodemográficas no sucesso escolar...

Sucesso ou insucesso na matemática no final da escolaridade obrigatória, eis a questão!

Coelho, Joaquim José V. Pinto
Fonte: Instituto Superior de Psicologia Aplicada Publicador: Instituto Superior de Psicologia Aplicada
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2008 POR
Relevância na Pesquisa
26.65%
O sucesso académico dos adolescentes na matemática está associado às suas características individuais, mas é influenciado pelas estruturas de apoio escolar e familiar (Gregory & Weinstein, 2004; Ma, 1997). Alunos de 11 escolas públicas, com idades entre os 12 e os 17 anos foram inquiridos através dum questionário baseado em itens seleccionados ou adaptados do questionário Health Behavior in School-Aged Children (WHO, 2002) e de outras fontes. As percepções dos alunos das relações com os seus pais, professores, colegas e sobre a sua carreira futura foram recolhidas e submetidas a uma análise das componentes principais. Uma regressão logística binária foi efectuada para determinar os factores preditivos do sucesso na matemática na escola. O género, o estatuto socioeconómico familiar, a identificação do aluno com a escola, o envolvimento dos pais com as actividades escolares, a aceitação do aluno dos/pelos colegas ou as relações afectiva e conflitual com o pai não se revelaram factores estatisticamente significativos para prever o sucesso na matemática. Uma relação conflituosa com a mãe, uma relação com os colegas caracterizada como agressor ou vítima e ser um aluno mais velho que os colegas são preditores estatisticamente significativos do insucesso. As elevadas expectativas de carreira do aluno...

Relações entre o estatuto escolar e o autoconceito, auto-estima e orientações motivacionais em alunos do 9º ano de escolaridade

Nascimento, Sandra Veiga do; Peixoto, Francisco José Brito
Fonte: ISPA - Instituto Universitário Publicador: ISPA - Instituto Universitário
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2012 POR
Relevância na Pesquisa
26.65%
Investigações sobre o insucesso académico evidenciam que a natureza dos resultados obtidos pelos alunos se relaciona de modo significativo com uma série de variáveis como a motivação, autoconceito e auto-estima. No presente estudo pretendemos analisar as relações existentes entre o estatuto escolar e o autoconceito, auto-estima e orientações motivacionais de alunos do 9º ano de escolaridade ao longo do ano lectivo. Para o efeito realizámos um estudo longitudinal com dois momentos de avaliação: um no início do 2º período e outro no final do 3º período. Participaram no estudo 158 alunos que responderam à escala de autoconceito e auto-estima (Peixoto & Almeida, 1999) e à escala de orientações motivacionais de Skaalvik (1997; Peixoto, Mata, & Monteiro, 2008). As análises aos dados indicaram que o estatuto escolar introduz diferenças nalgumas dimensões do autoconceito (autoconceito académico e autoconceito de apresentação) e um efeito tendencial na autoestima. Os resultados obtidos permitiram também evidenciar a existência de diferenças nas orientações motivacionais (orientação para a tarefa e orientação para o evitamento) introduzidas pelo estatuto escolar.; ABSTRACT: Research about underachievement show that school achievement relates significantly with variables such as motivation and self-concept. In this study we intend to analyze the relationships between academic status and self-concept...

Relações entre o estatuto escolar e o autoconceito, auto-estima e orientações motivacionais em alunos do 9º ano de escolaridade

Nascimento, Sandra; Peixoto, Francisco José Brito
Fonte: ISPA - Instituto Universitário Publicador: ISPA - Instituto Universitário
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2012 POR
Relevância na Pesquisa
26.65%
Investigações sobre o insucesso académico evidenciam que a natureza dos resultados obtidos pelos alunos se relaciona de modo significativo com uma série de variáveis como a motivação, autoconceito e auto-estima. No presente estudo pretendemos analisar as relações existentes entre o estatuto escolar e o autoconceito, auto-estima e orientações motivacionais de alunos do 9º ano de escolaridade ao longo do ano lectivo. Para o efeito realizámos um estudo longitudinal com dois momentos de avaliação: um no início do 2º período e outro no final do 3º período. Participaram no estudo 158 alunos que responderam à escala de autoconceito e auto-estima (Peixoto & Almeida, 1999) e à escala de orientações motivacionais de Skaalvik (1997; Peixoto, Mata, & Monteiro, 2008). As análises aos dados indicaram que o estatuto escolar introduz diferenças nalgumas dimensões do autoconceito (autoconceito académico e autoconceito de apresentação) e um efeito tendencial na autoestima. Os resultados obtidos permitiram também evidenciar a existência de diferenças nas orientações motivacionais (orientação para a tarefa e orientação para o evitamento) introduzidas pelo estatuto escolar.; Research about underachievement show that school achievement relates significantly with variables such as motivation and self-concept. In this study we intend to analyze the relationships between academic status and self-concept...

Turmas de percurso curricular alternativo: um processo possivel de inclusão de jovens em risco?

Valverde, Dulce Maria Rodrigues
Fonte: FCT - UNL Publicador: FCT - UNL
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2009 POR
Relevância na Pesquisa
26.65%
Dissertação apresentada para a obtenção do Grau de Mestre em Ciências da Educação Especialidade em Educação e Desenvolvimento; Este estudo apresenta-se como um contributo para a compreensão do processo de inclusão educativa de jovens em risco, integrados em turmas de Percurso Curricular Alternativo. Do ponto de vista do enquadramento teórico, o trabalho centrou-se nas temáticas/conceitos de educação inclusiva, insucesso e abandono escolar, mudança e inovação nas práticas lectivas. Esta investigação teve como finalidade conhecer as perspectivas de EE,Professores e Alunos em relação aos projectos de PCA. Quisemos saber como é que estes projectos contribuíram para a inclusão destes jovens na escola, conhecer sobre as mudanças operadas quer na prática lectiva quer nas atitudes, respectivamente dos professores e alunos,bem como clarificar as perspectivas de futuro dos alunos. Para atingir esta finalidade adoptou-se uma metodologia qualitativa com orientação interpretativa. Participaram no estudo alunos e professores que integravam turmas de PCA e respectivos EE, bem como a Psicóloga do SPO, todos pertencentes a uma escola do concelho de Almada. Os instrumentos mobilizados para recolha de dados foram documentos da escola...

Aprender ensinando nas aulas de filosofia. Reflexão sobre a prática de ensino supervisionada

Borralho, Dolores Soares
Fonte: Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa Publicador: Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /09/2010 POR
Relevância na Pesquisa
26.65%
Relatório apresentado para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Ensino da Filosofia no Secundário; Este relatório incide sobre a minha Prática de Ensino Supervisionada (P.E.S.) na Escola Secundária de Miraflores, durante o ano lectivo de 2009/2010. O relato e respectiva reflexão crítica centrar-se-ão na observação de aulas e na prática lectiva referente vários níveis de ensino: em Filosofia, décimo e décimo primeiro anos. Para além de o tema abordado – Aprender, Ensinando nas aulas de Filosofia – constituir um ponto de partida para uma reflexão crítica sobre a P.E.S., outras temáticas filosóficas, nomeadamente a importância do trabalho-projecto na área da educação sexual e a observação do insucesso escolar nas aulas de Filosofia, os quais suscitam igualmente comentários e observações.

Causas do abandono escolar de adultos em contexto de formação: um estudo de caso múltiplo

Cabrita, Maria Fialho Godinho Borralho
Fonte: Universidade do Algarve Publicador: Universidade do Algarve
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2007 POR
Relevância na Pesquisa
26.65%
Dissertação mest., Ciências da Educação, Universidade do Algarve, 2007; O problema do Abandono Escolar é uma das preocupações dos nossos governantes e deverá ser motivo de apreensão para toda a população, com particular destaque para os intervenientes no processo educativo. É sabido que as assimetrias regionais e as desigualdades sociais advêm muitas vezes da não escolarização dos indivíduos, havendo ainda em Portugal uma lacuna a preencher nesta matéria. O nosso país não consegue combater o Insucesso e Abandono (situando-se o mesmo na média dos 40%), nem elevar o nível de licenciados o que nos empurra para lugares negativos de destaque em relação à média comunitária. Este pressuposto motivou-nos para o estudo, centrado em indagar acerca “das causas do Abandono Escolar” considerando duas épocas distintas (antes e pós 25 de Abril), confirmando-se que factores de ordem social podem influenciar a frequência ou Abandono da escola. Quisemos saber, por outro lado se os cursos E.F.A (Educação e Formação de Adultos) poderiam minimizar o problema. Assim, partimos dos seguintes objectivos: - Identificar as causas do absentismo escolar dos formandos enquanto jovens, partindo do pressuposto que as razões que os levaram ao abandono poderão ter sido diferentes. - Compreender de que forma as suas Histórias de Vida foram determinantes para o não cumprimento da escolaridade obrigatória. - Perceber de que forma a Educação e Formação de Adultos reduz as lacunas do Abandono Escolar e serve para aumentar o nível de escolaridade do adulto. - Verificar de que forma os cursos E.F.A promovem ou não a auto-estima do adulto. iv A opção metodológica utilizada foi a História de Vida...

Uma perspectiva de auto-regulação na disciplina de matemática em alunos do 3º ciclo

Gato, Ana Cristina Ramos Horta
Fonte: Universidade do Algarve Publicador: Universidade do Algarve
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2010 POR
Relevância na Pesquisa
26.65%
Dissertação de mest., Observação e Análise da Relação Educativa, Faculdade de Ciências Humanas e Sociais, Univ. do Algarve, 2010; Na actividade docente de um professor de matemática é frequente lidar com o insucesso e/ou o baixo rendimento dos alunos. Este facto, que a sociedade bem conhece, motivou o presente trabalho, no qual se procurou conhecer a forma como os alunos do terceiro ciclo do ensino básico encaram o estudo na disciplina de matemática. O estudo centrou-se no construto auto-regulação da aprendizagem, sendo concretizado na disciplina de matemática. O estudo, de natureza exploratória, foi realizado numa escola básica, através de um inquérito por questionário, tendo como amostra todos os alunos do terceiro ciclo. Procurou-se, através deste questionário, recolher informação sobre o processo auto-regulatório da aprendizagem na disciplina de matemática e sobre algumas características dos alunos inquiridos, com o objectivo de traçar um perfil mais completo destes. Os dados obtidos foram tratados quantitativamente, recorrendo ao programa SPSS. Da análise efectuada concluiu-se, globalmente, que os alunos inquiridos reúnem o potencial necessário para poderem realizar uma efectiva auto-regulação da aprendizagem da matemática. Propõe-se que sejam implementados projectos que ajudem os jovens a desenvolver hábitos de auto-regulação da aprendizagem. Estes projectos para serem mais eficazes devem envolver os vários agentes educativos e conduzir os alunos a “aprender a aprender”.

O escalão etário e o tempo de prática da modalidade como determinantes das atribuições causais no desporto: Um estudo efectuado no futebol

Sousa, Paulo Malico; Faculdade de Motricidade Humana, Universidade Técnica de Lisboa; Rosado, António; Faculdade de Motricidade Humana, Universidade Técnica de Lisboa; Cabrita, Túlia; Universidade Lusíada de Lisboa
Fonte: ISPA - Instituto Universitário Publicador: ISPA - Instituto Universitário
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Publicado em 23/11/2012 POR
Relevância na Pesquisa
26.65%
Analisando uma amostra constituída por 192 futebolistas, este estudo pretendeu avaliar a influência das variáveis independentes referentes ao escalão etário (juniores vs. seniores) e tempo de prática desportiva federada (≤ 5 anos; 6 a 10 anos; ≥ 11 anos) nas atribuições de causalidade efectuadas pelos atletas para explicarem os resultados mais importantes das suas carreiras desportivas Baseando-nos no modelo atribuicional da motivação e emoção de Weiner (1979, 1986), que explica a percepção de causalidade ao longo das dimensões de locus de causalidade, estabilidade e controlabilidade, encontramos resultados que permitem evidenciar que os jogadores de diferentes escalões etários e com tempos de prática desportiva diferenciados, não se assemelham na forma como percepcionam os seus resultados, independentemente destes ocorrerem em situações de sucesso ou insucesso desportivo.

O efeito da psicoterapia sobre o rendimento académico

Welling, Hans; ISPA-IU; Vasconcelos, Susana; IST – Núcleo de Apoio Médico e Psicológico
Fonte: ISPA - Instituto Universitário Publicador: ISPA - Instituto Universitário
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Publicado em 23/11/2012 POR
Relevância na Pesquisa
26.65%
Após a revisão da literatura existente sobre a influência do aconselhamento e da psicoterapia sobre o insucesso académico os autores apresentam os resultados de um estudo sobre o efeito da intervenção psicoterapêutica no rendimento académico no Instituto Superior Técnico. A amostra constituiu-se por 56 alunos que recorreram ao Núcleo de Aconselhamento Psicológico durante os anos lectivos 1996/97 e 1997/98 e que fizeram entre 4 e 43 sessões de psicoterapia individual. Estes alunos mostraram um aumento de 28% no número de exames aprovados no ano seguinte em comparação com o ano anterior à intervenção psicoterapêutica, enquanto o grupo de controlo não mostrou alterações no aproveitamento escolar no mesmo período. Os autores explicam que o efeito encontrado foi bastante superior ao encontrado em estudos anteriores devido ao maior número de sessões efectuadas pelos alunos.

Sucesso ou insucesso na matemática no final da escolaridade obrigatória, eis a questão!

Coelho, Joaquim Pinto; ISPA-IU
Fonte: ISPA - Instituto Universitário Publicador: ISPA - Instituto Universitário
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Publicado em 23/11/2012 POR
Relevância na Pesquisa
26.65%
O sucesso académico dos adolescentes na matemática está associado às suas características individuais, mas é influenciado pelas estruturas de apoio escolar e familiar (Gregory & Weinstein, 2004; Ma, 1997). Alunos de 11 escolas públicas, com idades entre os 12 e os 17 anos foram inquiridos através dum questionário baseado em itens seleccionados ou adaptados do questionário Health Behavior in School-Aged Children (WHO, 2002) e de outras fontes. As percepções dos alunos das relações com os seus pais, professores, colegas e sobre a sua carreira futura foram recolhidas e submetidas a uma análise das componentes principais. Uma regressão logística binária foi efectuada para determinar os factores preditivos do sucesso na matemática na escola. O género, o estatuto socioeconómico familiar, a identificação do aluno com a escola, o envolvimento dos pais com as actividades escolares, a aceitação do aluno dos/pelos colegas ou as relações afectiva e conflitual com o pai não se revelaram factores estatisticamente significativos para prever o sucesso na matemática. Uma relação conflituosa com a mãe, uma relação com os colegas caracterizada como agressor ou vítima e ser um aluno mais velho que os colegas são preditores estatisticamente significativos do insucesso. As elevadas expectativas de carreira do aluno...

Relações entre o estatuto escolar e o autoconceito, auto-estima e orientações motivacionais em alunos do 9º ano de escolaridade

Nascimento, Sandra; ISPA – Instituto Universitário / UIPCDE; Peixoto, Francisco; ISPA – Instituto Universitário / UIPCDE
Fonte: ISPA - Instituto Universitário Publicador: ISPA - Instituto Universitário
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Publicado em 23/11/2012 POR
Relevância na Pesquisa
26.65%
Investigações sobre o insucesso académico evidenciam que a natureza dos resultados obtidos pelos alunos se relaciona de modo significativo com uma série de variáveis como a motivação, autoconceito e auto-estima. No presente estudo pretendemos analisar as relações existentes entre o estatuto escolar e o autoconceito, auto-estima e orientações motivacionais de alunos do 9º ano de escolaridade ao longo do ano lectivo. Para o efeito realizámos um estudo longitudinal com dois momentos de avaliação: um no início do 2º período e outro no final do 3º período. Participaram no estudo 158 alunos que responderam à escala de autoconceito e auto-estima (Peixoto & Almeida, 1999) e à escala de orientações motivacionais de Skaalvik (1997; Peixoto, Mata, & Monteiro, 2008). As análises aos dados indicaram que o estatuto escolar introduz diferenças nalgumas dimensões do autoconceito (autoconceito académico e autoconceito de apresentação) e um efeito tendencial na autoestima. Os resultados obtidos permitiram também evidenciar a existência de diferenças nas orientações motivacionais (orientação para a tarefa e orientação para o evitamento) introduzidas pelo estatuto escolar.

Interacção terapêutica em momentos de ambivalência: Um estudo exploratório de um caso de insucesso

Gonçalves, Miguel M.; Universidade do Minho, Braga; Loura, Joana; Universidade do Minho, Braga; Ribeiro, António P.; Universidade do Minho, Braga; Ribeiro, Eugénia; Universidade do Minho, Braga; Santos, Anita; Universidade do Minho, Braga, ISMAI, Maia;
Fonte: ISPA - Instituto Universitário Publicador: ISPA - Instituto Universitário
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Publicado em 23/11/2012 POR
Relevância na Pesquisa
26.65%
No processo psicoterapêutico a mudança constrói-se através da emergência e expansão de excepções ao funcionamento problemático do cliente. Contudo, o potencial de mudança destas excepções ou inovações pode ser abortado através da atenuação do seu significado quando o cliente as desvaloriza, trivializa ou nega. Quando este processo se repete ao longo da terapia estamos na presença de ambivalência, na medida em que ocorre uma oscilação recorrente entre duas posições opostas (inovação-retorno ao funcionamento problemático). O presente estudo exploratório tem como principal objectivo descrever a interacção terapêutica nestes momentos de ambivalência, num caso de insucesso psicoterapêutico, recorrendo ao Sistema de Codificação da Colaboração Terapêutica. Os resultados sugerem que a ambivalência emerge maioritariamente no seguimento de intervenções em que a terapeuta desafia a perspectiva habitual da cliente. Os resultados mostram ainda que a terapeuta tende a responder à ambivalência da cliente com um novo desafio, sendo que a cliente tende a expressar novamente ambivalência ou a discordar da terapeuta. Deste modo, quando a terapeuta persiste no desafio verifica-se frequentemente uma escalada no desconforto da cliente...

Insucesso na indução de resistência a drogas esquistossomicidas em uma cepa brasileira humana de Schistosoma mansoni

Dias,Luiz Candido de Souza; Olivier,Celso Eduardo
Fonte: Instituto de Medicina Tropical Publicador: Instituto de Medicina Tropical
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/1986 PT
Relevância na Pesquisa
26.65%
No presente estudo, realizou-se uma tentativa de indução de resistência a 3 drogas esquistossomicidas em uma cepa brasileira de S. mansoni, segundo o esquema de indução de resistência tipo II preconizado por JANSMA et al. em 1977. Houve insucesso nas 3 tentativas realizadas. A geração parental tratada com a droga durante o estágio imaturo do verme mostrou-se menos suscetível aos quimioterápicos do que as gerações F1 e F2 do verme. Uma hipótese é levantada para a explicação do fato.

Análise das atribuições causais do sucesso e do insucesso na competição, em função do nível competitivo dos futebolistas portugueses

Sousa,Paulo Malico; Rosado,António Boleto; Cabrita,Túlia Maia
Fonte: Curso de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Curso de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2008 PT
Relevância na Pesquisa
26.65%
Tendo como referência o modelo atribuicional da motivação e emoção de Weiner (1979), pretendeu-se avaliar as atribuições causais, em situações de sucesso e insucesso desportivo, em função da influência dos diferentes níveis competitivos dos futebolistas portugueses. Analisando uma amostra que integrou 125 futebolistas, que participaram em três níveis competitivos do futebol português (II Divisão; III Divisão; I Divisão Distrital), este estudo apresenta resultados quanto aos mecanismos de perceção de causalidade revelados pelos atletas em função dos diferentes níveis competitivos onde estão inseridos. Os resultados evidenciaram diferenças significativas, nomeadamente no que concerne às dimensões causais referente ao locus de causalidade e controle externo (em situações de sucesso) e locus de causalidade e nível de estabilidade (no caso dos insucessos).