Página 1 dos resultados de 1535 itens digitais encontrados em 0.003 segundos

Ação de alguns inseticidas com propriedades esterilizantes sobre Spodoptera frugiperda (J.E. Smith, 1797) (Lepidoptera: Noctuidae) e seu predador Doru luteipes (Scudder, 1876) (Dermaptera: Forticulidae); Action of some insecticides with sterilizing properties on Spodoptera frugiperda (J. E. Smith, 1797) (Lepidoptera: Noctuidae) and its predator Doru luteipes (Scudder, 1876) (Dermaptera: Forficulidae)

Romano, Fabiana Cristina Bortolazzo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 17/05/2007 PT
Relevância na Pesquisa
37.34%
A lagarta-do-cartucho, Spodoptera frugiperda (J. E. Smith, 1797) (Lepidoptera: Noctuidae), é uma importante praga da cultura do milho. Na região tropical, causa danos severos, podendo chegar a até 60% de redução no rendimento dos grãos. Seu controle normalmente é realizado com aplicação de inseticidas convencionais, mas o método apresenta inconvenientes de desequilíbrio ecológico, resistência da praga, fatores toxicológicos e econômicos. A quimioesterilização com os modernos inseticidas que atuam na fisiologia dos insetos poderá ser uma ferramenta adicionada ao manejo integrado de pragas, pois os esterilizantes utilizados são produtos de baixa toxicidade aos mamíferos e aos inimigos naturais. Além disso, esse processo reduz substancialmente a quantidade de inseticidas se comparado ao sistema convencional. Os objetivos do presente trabalho foram estudar o emprego de alguns inseticidas com propriedades esterilizantes sobre a fase adulta de S. frugiperda, determinando as doses que atuam sobre a reprodução dos adultos, avaliando o efeito desses produtos em casas de vegetação, contando-se o número de espermatóforos encontrados na fêmea, determinando a distância que as iscas devem ser colocadas no campo e avaliando o efeito dos produtos testados sobre ninfas e adultos de D. luteipes...

Toxicidade de inseticidas neonicotinóides sobre o psilídeo Diaphorina citri Kuwayama (Hemiptera: Psyllidae) e o parasitóide Tamarixia radiata (Waterson) (Hymenoptera: Eulophidae); Toxicity of neonicotinoid insecticides on the psyllid Diaphorina citri Kuwayama (Hemiptera: Psyllidae) and the parasitoid Tamarixia radiata (Waterson) (Hymenoptera: Eulophidae)

Carvalho, Stella Pacheco Lombardi de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 16/04/2008 PT
Relevância na Pesquisa
37.51%
Os inseticidas neonicotinóides são atualmente o principal grupo químico utilizado para o controle de insetos sugadores, constituindo-se uma boa opção para o controle de Diaphorina citri Kuwayama. Outra opção de controle do psilídeo tem sido a exploração do parasitóide Tamarixia radiata (Waterson). A compatibilidade dessas duas estratégias de controle poderia auxiliar na implementação de programas de manejo integrado de pragas na cultura do citros. No entanto, faltam estudos sobre a caracterização da suscetibilidade de D. citri para os inseticidas neonicotinóides e o impacto desses inseticidas sobre T. radiata. Sendo assim, os objetivos do trabalho foram o de caracterizar a suscetibilidade de D. citri a inseticidas neonicotinóides, realizar o monitoramento da suscetibilidade a esses inseticidas em populações de D. citri coletadas em pomares de diferentes regiões do Estado de São Paulo e avaliar os efeitos letais e subletais desses inseticidas sobre o parasitóide T. radiata. Os inseticidas avaliados foram: thiamethoxam, thiacloprid e imidacloprid. O método de bioensaio adotado foi o de contato residual para a caracterização da suscetibilidade de D.citri a esses inseticidas. O monitoramento da suscetibilidade a esses inseticidas em diferentes populações de D. citri foi realizado com concentrações diagnósticas baseadas na concentração letal 95 (CL95) de cada inseticida. Para avaliar os efeitos letais e subletais desses inseticidas sobre T. radiata foram realizados bioensaios de contato direto em adultos e pupas...

Caracterização de resistência a inseticidas em populações da subfamilia Triatominae (Hemiptera:Reduviidae), vetores de Trypanosoma cruzi Chagas, 1909; Characterization of insecticide resistance in populations of Triatominae (Hemiptera: Reduviidae), vectors of Trypanosoma cruzi Chagas, 1909

Obara, Marcos Takashi
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 13/08/2010 PT
Relevância na Pesquisa
37.34%
Introdução A doença de Chagas (DC) ainda é considerada um importante problema de Saúde Pública em vários países da America Latina. Nessas áreas, pelo menos 12 a 14 milhões de pessoas estão infectadas por Trypanosoma cruzi Chagas, 1909 e cerca de 28 milhões encontram-se expostas ao risco de contaminação. Sem vacina e tratamento, o controle da transmissão da DC depende do combate aos insetos vetores com inseticidas residuais. Atualmente, há registros de focos de populações de Triatoma infestans Klug, 1834 resistentes a deltametrina, - cipermetrina e -ciflutrina, no norte da Argentina e sul da Bolívia. No Brasil, populações de T. sordida Stål, 1859 já foram detectadas com resistência inicial a deltametrina, nos municípios de Bocaiúva e Coração de Jesus, Estado de Minas Gerais. Objetivos Analisar os níveis de resistência de Panstrongylus megistus Burmeister, 1835; T. brasiliensis Neiva, 1911 e T. sordida ao inseticida deltametrina. Descrever a interação desse composto na cutícula dorsal de ninfas de 1º estádio. Padronizar bioensaios de campo para estudo de resistência em populações de triatomíneos. Métodos Nesta tese foram feitos bioensaios dose resposta com colônias de referência, comparando-as com populações de campo procedentes de onze estados endêmicos do Brasil. Complementarmente...

Toxicidade de inseticidas a Diatraea saccharalis (Fabr., 1794) (Lepidoptera:Crambidae) e Cotesia flavipes (Cameron, 1891) (Hymenoptera: Braconidae); Toxicity of insecticides to Diatraea saccharalis (Fabr., 1794) (Lepidoptera: Crambidae) and Cotesia flavipes (Cameron, 1891) (Hymenoptera: Braconidae)

Mena, Edgar Francisco Gaona
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 26/10/2010 PT
Relevância na Pesquisa
37.46%
A magnitude do problema de Diatraea saccharalis (Fabricius) tem aumentado nos últimos anos, principalmente nas culturas de cana-de-açúcar e milho no Brasil. Tradicionalmente, D. saccharalis tem sido controlado com agentes de controle biológico, principalmente na cultura da cana-de-açúcar. No entanto, a intervenção química tem sido necessária para o controle de D. saccharalis em ambas as culturas. Visando estabelecer estratégias proativas para o manejo da resistência de D. saccharalis a inseticidas e integrar as táticas de controle químico e biológico, objetivou-se nesse trabalho avaliar a toxicidade de alguns inseticidas (triflumuron, lambdacyhalothrin e fipronil) a D. saccharalis e ao parasitóide Cotesia flavipes (Cameron). A caracterização das linhas-básicas de suscetibilidade de D. saccharalis a esses inseticidas foi realizada com bioensaio de ingestão, mediante contaminação da superfície da dieta artificial com o inseticida, utilizando-se lagartas de 2º instar. Baseado nas curvas de concentração-mortalidade da população suscetível de referência, foram definidas as concentrações diagnósticas de 320 µg de triflumuron /mL de água [I.A.(ppm)], 32 µg de fipronil /mL de água, e 3,2 µg de lambdacyhalothrin/ mL de água...

Seletividade de inseticidas utilizados na cultura dos citros ao predador Ceraeochrysa cubana (Hagen, 1861) (Neuroptera: Chrysopidae), desenvolvimento em diferentes temperaturas e diversidade de crisopídeos em propriedades com manejo intensivo e convencional de Diaphorina citri Kuwayama (Hemiptera: Liviidae); Selectivity of insecticides used in citrus groves to the predator Ceraeochrysa cubana (Hagen, 1861) (Neuroptera: Chrysopidae), development in different temperatures and lacewing collections in orchards under intensive and conventional management systems of Diaphorina citri Kuwayama (Hemiptera: Liviidae)

Rugno, Gabriel Rodrigo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 09/04/2013 PT
Relevância na Pesquisa
37.4%
O crisopídeo Ceraeochrysa cubana (Hagen, 1861) é um importante predador na cultura dos citros. Apesar da grande importância de C. cubana, pouco se conhece sobre a biologia e o efeito dos inseticidas a este crisopídeo, o que seria fundamental para um programa de Manejo Integrado de Pragas. Com essa pesquisa objetivou-se avaliar o efeito: a) letal e subletal de inseticidas aplicados sobre ovos com 3 idades diferentes; b) letal e subletal de inseticidas sobre larvas de primeiro instar; c) letal e subletal de inseticidas aplicados sobre pupas e adultos; d) do manejo de Diaphorina citri Kuwayama (Hemiptera: Liviidae) na população de crisopídeos; e) de seis temperaturas sobre a biologia de C. cubana. Verificou-se que não houve diferença significativa das variáveis avaliadas entre os tratamentos, dentre os ovos com 24, 72 e 120 horas. O produto Lorsban® 480 BR afetou a viabilidade dos ovos das três idades e foi o inseticida que mais afetou o predador quando aplicado sobre os ovos, classificado como moderadamente nocivo (classe 3). Em larvas, os inseticidas Lorsban® 480 BR e Malathion® 1000 EC tiveram efeito letal, causando 100% de mortalidade 24h após a aplicação e os inseticidas Azamax® e Engeo Pleno® foram os únicos produtos que tiveram efeito subletal sobre as pupas oriundas das larvas tratadas e nenhum dos produtos testados foram classificados como inócuos (classe 1) ao predador. Nenhum dos inseticidas testados teve efeito letal e subletal quando aplicados sobre as pupas...

Bases para o manejo da resistência de Bonagota salubricola e Grapholita molesta (Lepidoptera: Tortricidae) a inseticidas em pomares de macieira e pessegueiro; Bases for resistance management of Bonagota salubricola and Grapholita molesta (Lepidoptera: Tortricidae) to insecticides in apple and peach orchards

Silva, Oscar Arnaldo Batista Neto e
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 22/05/2013 PT
Relevância na Pesquisa
37.37%
A lagarta-enroladeira Bonagota salubricola (Meyrick, 1937) e a mariposa oriental Grapholita molesta (Busck, 1916) (Lepidoptera: Tortricidae) são duas das mais importantes pragas de frutíferas de clima temperado no Brasil. O manejo destes insetos-praga tem sido realizado quase que exclusivamente com inseticidas. Para a implementação de estratégias de manejo pró-ativo de resistência, é importante conhecer o estado atual de suscetibilidade destas espécies a inseticidas para detectar a resistência antes que se observem falhas no controle. Nas condições brasileiras, em regiões onde estes pomares são plantados próximos em algumas regiões, acredita-se que G. molesta disperse para a cultura da maçã após a colheita do pêssego, dependendo da proximidade espacial e temporal dos pomares. Portanto, este trabalho teve como objetivos, caracterizar a suscetibilidade de B. salubricola e G. molesta aos principais inseticidas recomendados para o controle e avaliar a estrutura genética de populações de G. molesta provenientes das culturas da macieira e pessegueiro no Brasil. A caracterização da suscetibilidade foi realizada com bioensaio de ingestão com tratamento superficial da dieta com inseticidas, utilizando-se lagartas neonatas provenientes de populações de B. salubricola coletadas em macieira no Estado do Rio Grande do Sul (safra 2011/12) e de G. molesta provenientes de pomares do Rio Grande do Sul (2010/11 e 2011/12)...

Efeito letal e subletal de inseticidas reguladores de crescimento ao predador Ceraeochrysa cubana (Hagen, 1861) (Neuroptera: Chrysopidae) em condições de laboratório; Lethal and sublethal effects of insect growth regulators over the predator Ceraeochrysa cubana (Hagen, 1861) (Neuroptera: Chrysopidae) under laboratory conditions

Ono, Éric Kodi
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 16/10/2014 PT
Relevância na Pesquisa
37.37%
O uso de inseticidas em um agroecossistema pode interferir na densidade e ação dos inimigos naturais e comprometer a eficácia do controle biológico dentro de um programa de manejo integrado de pragas. Dessa forma, objetivou-se avaliar, em laboratório, os efeitos letal e subletais de inseticidas reguladores de crescimento sobre larvas e adultos com até 24 h de idade do predador Ceraeochrysa cubana (Hagen, 1861). Para isso, larvas recém-eclodidas foram submetidas à pulverização de 2 mL de calda, do respectivo tratamento, em torre de Potter ajustada para deposição de 1,8 ± 0,1 mg cm-2. Os inseticidas e doses (g i.a. L-1) avaliados foram: piriproxifem 0,2 (Tiger 100 EC), buprofezina 0,5 (Applaud 250), tebufenozida 0,22 (Mimic 240 SC), metoxifenozida 0,75 (Intrepid 240 SC), diflubenzurom 0,12 (Micromite 240 SC), lufenurom 0,05 (Match EC). Água destilada foi utilizada como tratamento controle. A mortalidade de larvas, pupas e adultos e o número de ovos depositados pelas fêmeas foram avaliados a cada 24 h. A viabilidade de ovos foi determinada a partir da terceira oviposição das fêmeas utilizando 100 ovos de cada indivíduo. Os efeitos letais foram observados em larvas tratadas com diflubenzurom, lufenurom e piriproxifem. Os inseticidas piriproxifem...

Avaliação do nível de suscetibilidade de linhagens de Aedes aegypti (Díptera: Culicidae) aos inseticidas utilizados para seu controle

Macoris, Maria de Lourdes da Graça
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 66 f. : il., tabs., grafs.
POR
Relevância na Pesquisa
37.34%
Pós-graduação em Saúde Coletiva - FMB; A estratégia de prevenção de dengue tem se baseado no controle do vetor, com ênfase ao uso de inseticidas. Este tipo de controle, quando utilizado por longos períodos, pode ter sua eficácia comprometida devido ao surgimento de resistência dos vetores aos inseticidas utilizados. A Organização Mundial de Saúde, reconhecendo o impacto deste problema no sucesso dos programas de controle, sugeriu uma padronização de bioensaios para o monitoramento periódico das populações expostas a inseticidas. Quando se propõe avaliar o nível de suscetibilidade de uma linhagem é importante que se considere a quais inseticidas ela foi exposta, uma vez que o tipo de tratamento a que estão submetidas caracteriza a pressão de seleção de linhagens resistentes. Como no Programa de Controle de Dengue do Estado de São Paulo a opção por inseticidas diferiu do programa nacional, neste estudo procurou-se avaliar o nível de suscetibilidade de algumas linhagens de Aedes aegypti do Estado de São Paulo de forma comparativa com linhagens do Nordeste, e avaliar a relação entre a exposição aos diferentes produtos e a presença de resistência. Os resultados dos bioensaios indicaram haver um nível maior de resistência ao grupo dos organofosforados nas linhagens do Nordeste onde apenas este grupo de inseticida foi utilizado tanto para o controle de larvas como de adultos. Nas linhagens de São Paulo...

Isolamento e caracterização do gene da esterase relacionado a resistencia a inseticidas organofosforados na mosca praga da pecuaria Cochliomyia hominivorax (Diptera: Calliphoridae); Isolation and characterization of esterase gene related with OP insecticide resistance in Cochiliomya Hominivorax (Diptera: Calliphoridae)

Renato Assis de Carvalho
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 22/03/2007 PT
Relevância na Pesquisa
37.34%
A pecuária bovina tem significativa importância no contexto sócio-econômico para o país, sendo responsável pela produção anual de mais de 2 milhões de toneladas de carne, uma das principais fontes de proteína animal da dieta do consumidor brasileiro. A alta produtividade deve estar sempre acompanhada de um controle sanitário eficiente desses animais. Os prejuízos econômicos provocados por ecto e endoparasitas estão entre os principais fatores limitantes da produção animal. Dentre os ectoparasitas de maior importância na pecuária nacional e considerada uma das principais pragas, está a Cochliomyia hominivorax (Coquerel), conhecida no Brasil como a mosca da bicheira. Os prejuízos causados pelas infestações dessa espécie vêm através da redução da qualidade do couro e da produção de leite, na perda de peso e fertilidade do hospedeiro, e mortalidade dos animais infestados. No Brasil, o seu controle tem sido realizado principalmente através da aplicação de inseticidas organofosforados (OP). Porém, o uso indevido e/ou prolongado desses agentes químicos pode provocar a seleção de indivíduos resistentes. Com a recém introdução de outros princípios ativos, como os piretróides, nas formulações dos inseticidas para controle da C. hominivorax...

Saúde auditiva de trabalhadores expostos a ruído e inseticidas

Teixeira,Cleide Fernandes; Augusto,Lia Giraldo da Silva; Morata,Thais C
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2003 PT
Relevância na Pesquisa
37.4%
OBJETIVO: Avaliar as alterações auditivas periféricas em um grupo de trabalhadores exposto a inseticidas, organofosforados e piretróides, utilizados em campanhas de controle de vetores. MÉTODOS: Estudo de prevalência de uma população de 98 indivíduos que pulverizavam venenos nas campanhas de prevenção do dengue, da febre amarela e da doença de Chagas. A amostra foi de tipo finalística, considerando o universo dos trabalhadores de um distrito sanitário, em Pernambuco, no ano de 2000. Utilizou-se questionário contendo questões de identificação de riscos ocupacional e não ocupacional, medidas de segurança utilizadas, antecedentes de problemas auditivos e sintomas referidos. Foi investigada a historia pregressa de exposição ao ruído, por ser um fator de confusão para a perda auditiva. Todos os indivíduos foram avaliados pelo teste de audiometria tonal. RESULTADOS: Dos expostos apenas aos inseticidas, 63,8% apresentaram perda auditiva. Para o grupo com exposição concomitantemente aos inseticidas e ao ruído, a perda auditiva foi de 66,7%. O tempo mediano para o desenvolvimento de alterações auditivas nas freqüências médias altas, para as exposições combinadas de inseticidas e ruído, foi de 3,4 anos e para as exposições apenas aos inseticidas foi de 7...

Susceptibilidade larval de populações de Aedes aegypti e Culex quinquefasciatus a inseticidas químicos

Campos,Jairo; Andrade,Carlos F S
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2003 PT
Relevância na Pesquisa
37.34%
OBJETIVO: Avaliar a susceptibilidade a inseticidas químicos de larvas de Culex quinquefasciatus e Aedes aegypti, provenientes de áreas sujeitas ou não a tratamentos de controle. MÉTODOS: Foram coletadas larvas de mosquitos em uma área não sujeita a tratamentos com inseticidas (Campinas, SP) e em áreas sujeitas a esses tratamentos (Campo Grande, MS e Cuiabá, MT). Foram usados bioensaios com concentrações diagnóstico e concentrações múltipla de inseticidas organofosforados e piretróides, segundo padrão da Organização Mundial de Saúde, para avaliar a susceptibilidade dessas larvas. RESULTADOS: Ensaios com larvas de Culex quinquefasciatus de Campinas, SP, permitiram a suspeita de resistência à cipermetrina e evidenciaram resistência à ciflutrina. Larvas dessa espécie coletadas em Campo Grande, MS, e Campinas, SP, apresentaram resistência ao temephos. Para a colônia campineira desta espécie, foram estabelecidas as razões de resistência: RR50=6,36 e RR95=4,94, com base em linhagem susceptível padrão. Adicionalmente, os testes com Aedes aegypti mostraram susceptibilidade similar ao temephos em uma população de campo (Cuiabá, MT) e uma de laboratório. CONCLUSÕES: Os resultados indicam resistência a organofosforado e piretróides em Culex quinquefasciatus...

Classificação de inseticidas e simulação de um programa de manejo de resistência para a mariposa-do-álamo (Condylorrhyza vestigialis (Guenée, 1854) - Lepidoptera : Crambidae)

Sousa, Nilton Jose
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
37.34%
Esse trabalho, teve como objetivo desenvolver uma classificação de inseticidas baseada em um sistema de notas reunidas em dois índices Classificatórios. O primeiro, foi chamado de índice Classificatório Parcial (ICP), onde foram analisadas informações referentes a aspectos comerciais, operacionais, ambientais e toxicológicos, entre outros, de dezessete inseticidas. O segundo, foi denominado índice Classificatório Final (ICF), e somava as notas do índice ICP a testes de eficiência dos produtos que foram testados em três doses diferentes (dose média, sub-dose e dose elevada). Os inseticidas testados foram: B. anticarsia, B. bassiana, Betaciflutrina SC, Betaciflutrina CE, Bt, Carbaril, Clorpirifós EC, Clorpirifós CE, Deltametrina, Diflurbenzuron, M. anisopliae, Metamidofos, Methoxifenozide, Metiocarb, Paration Metílico, Triflumuron PM, Triflumuron SC. Os testes de eficiência foram realizados sobre a Mariposa-do-Alamo Condylorrhiza vestigialis (Guenée, 1854) (Lepidoptera : Crambinae), que é considerada a principal praga desta planta do gênero Populus pertencente a família da Salicáceas, cultivada no Brasil para suprir a indústria de fósforo na fabricação de palitos e caixas. Os resultados obtidos com o uso dos índices Classificatórios...

Seletividade de inseticidas alternativos a Telenomus podisi Ashmead (Hymenoptera: Scelionidae)

Smaniotto, Lisonéia Fiorentini
Fonte: Pato Branco Publicador: Pato Branco
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
37.34%
The aim of this study was to verify the selectivity of alternative insecticides to the egg parasitoid, Telenomus podisi (Ashmead) (Hymenoptera: Scelionidae). The following products were evaluated: Compostonat, Natuneem, Natualho, Geranium Oil, Pironat and Rotenat. A quantity of 0.2 ml of each product, at the manufacturer’s recommended concentration, was sprayed onto cards (1.0 × 5.0 cm) supporting the eggs of Euschistus heros (Fabricius) (Hemiptera: Pentatomidae). The control was sprayed with distilled water. In this test, it was available the parasitism rate, emergency of percentage, adults longevity, period of adult-egg, sexual ration of the emerged parasitoids. It was verified that in the test with chance of choice, the alternative insecticides Compostonat, Natualho and Geranium oil affect the rate of parasitism. In the test with no-chance of parasitism choice the rate of parasitism was affected by the alternative insecticides Rotenat in the post-parasitism, Natualho and Geranium oil in the pre-parasitism, while the emergency was reduced by Compostonat and Geranium oil in the pre-parasitism. The parameter period adult-egg was affected by the products Natualho in pre-parasitism for females and Geranium oil in the post-parasitism for male...

Inseticidas domésticos: padrão de uso segundo a renda per capita

Diel,Cristiane; Facchini,Luiz Augusto; Dall'Agnol,Marinel Mór
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2003 PT
Relevância na Pesquisa
37.34%
OBJETIVO: Os inseticidas são poluentes largamente utilizados em muitos países, no entanto são poucos os estudos existentes sobre o uso desses produtos em ambiente doméstico. Assim, realizou-se estudo com o objetivo de caracterizar o padrão de uso de inseticidas domésticos e sua relação com a renda per capita. MÉTODOS: Entre outubro de 1999 e janeiro de 2000, foram aplicados questionários sobre o uso de inseticidas domésticos em 2.039 domicílios da área urbana de Pelotas, RS. Coletaram-se informações sobre o uso de inseticidas no último ano, forma de apresentação e grupo químico dos produtos disponíveis no momento da entrevista, proteção mecânica utilizada para o controle de insetos e nível socioeconômico. Utilizou-se o teste Qui-quadrado de tendência linear para verificar as associações, bem como a razão de prevalências e os intervalos de confiança. RESULTADOS: Em 89% dos domicílios visitados foram utilizados inseticidas domésticos, pelo menos uma vez, nos 12 meses que antecederam a entrevista e em 79% dos domicílios havia um ou mais produtos disponíveis no momento da entrevista. As formas de apresentação mais prevalentes foram os aerossóis e as pastilhas para aparelho elétrico do grupo químico piretróide. A proteção mecânica contra os insetos foi pouco utilizada. CONCLUSÕES: As famílias de melhor nível de renda dispunham com maior freqüência de inseticidas em aerossol do grupo químico piretróide...

Toxicidade de inseticidas organofosforados para as abelhas sem ferrão Scaptotrigona bipunctata e Tetragonisca fiebrigi

Dorneles, Andressa Linhares
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Dissertação de Mestrado
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
37.34%
O atual declínio global de populações de abelhas tem sido atribuído principalmente à utilização excessiva de agrotóxicos. A maioria das pesquisas acerca dos riscos de inseticidas para abelhas têm como foco de estudo Apis mellifera. No entanto, devido à grande diversidade de abelhas sem ferrão no Brasil, estudos que avaliam os riscos a espécies nativas se tornam necessários e relevantes. No País, a importância dos serviços de polinização prestados por abelhas é reconhecida em culturas de interesse econômico a exemplo de algodão, café, laranja, maçã e soja. Nesses cultivos empregam-se muitos inseticidas para o controle de pragas, se destacando o uso de organofosforados, tais como clorpirifós (Lorsban®) e fosmete (Imidan®). Em virtude da utilização em grande escala de agrotóxicos em culturas que ofertam flores atrativas para abelhas no Brasil, o objetivo deste estudo foi determinar a concentração letal média (CL50), via exposição oral, e a dose letal média (DL50), pela aplicação tópica, desses inseticidas para as abelhas sem ferrão Scaptotrigona bipunctata e Tetragonisca fiebrigi. Nos testes de toxicidade oral aguda foram utilizadas cinco concentrações diluídas em solução de sacarose e ofertadas mediante dieta para as abelhas. Nos testes de toxicidade tópica aguda foram utilizadas cinco doses diluídas em acetona...

Susceptibilidade larval de populações de Aedes aegypti e Culex quinquefasciatus a inseticidas químicos; Larval susceptibility of Aedes aegypti and Culex quinquefasciatus populations to chemical insecticides

Campos, Jairo; Andrade, Carlos F S
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/08/2003 POR
Relevância na Pesquisa
37.34%
OBJETIVO: Avaliar a susceptibilidade a inseticidas químicos de larvas de Culex quinquefasciatus e Aedes aegypti, provenientes de áreas sujeitas ou não a tratamentos de controle. MÉTODOS: Foram coletadas larvas de mosquitos em uma área não sujeita a tratamentos com inseticidas (Campinas, SP) e em áreas sujeitas a esses tratamentos (Campo Grande, MS e Cuiabá, MT). Foram usados bioensaios com concentrações diagnóstico e concentrações múltipla de inseticidas organofosforados e piretróides, segundo padrão da Organização Mundial de Saúde, para avaliar a susceptibilidade dessas larvas. RESULTADOS: Ensaios com larvas de Culex quinquefasciatus de Campinas, SP, permitiram a suspeita de resistência à cipermetrina e evidenciaram resistência à ciflutrina. Larvas dessa espécie coletadas em Campo Grande, MS, e Campinas, SP, apresentaram resistência ao temephos. Para a colônia campineira desta espécie, foram estabelecidas as razões de resistência: RR50=6,36 e RR95=4,94, com base em linhagem susceptível padrão. Adicionalmente, os testes com Aedes aegypti mostraram susceptibilidade similar ao temephos em uma população de campo (Cuiabá, MT) e uma de laboratório. CONCLUSÕES: Os resultados indicam resistência a organofosforado e piretróides em Culex quinquefasciatus...

Inseticidas domésticos: padrão de uso segundo a renda per capita; Household insecticides: pattern of use according to per capita income

Diel, Cristiane; Facchini, Luiz Augusto; Dall'Agnol, Marinel Mór
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/02/2003 POR
Relevância na Pesquisa
37.34%
OBJETIVO: Os inseticidas são poluentes largamente utilizados em muitos países, no entanto são poucos os estudos existentes sobre o uso desses produtos em ambiente doméstico. Assim, realizou-se estudo com o objetivo de caracterizar o padrão de uso de inseticidas domésticos e sua relação com a renda per capita. MÉTODOS: Entre outubro de 1999 e janeiro de 2000, foram aplicados questionários sobre o uso de inseticidas domésticos em 2.039 domicílios da área urbana de Pelotas, RS. Coletaram-se informações sobre o uso de inseticidas no último ano, forma de apresentação e grupo químico dos produtos disponíveis no momento da entrevista, proteção mecânica utilizada para o controle de insetos e nível socioeconômico. Utilizou-se o teste Qui-quadrado de tendência linear para verificar as associações, bem como a razão de prevalências e os intervalos de confiança. RESULTADOS: Em 89% dos domicílios visitados foram utilizados inseticidas domésticos, pelo menos uma vez, nos 12 meses que antecederam a entrevista e em 79% dos domicílios havia um ou mais produtos disponíveis no momento da entrevista. As formas de apresentação mais prevalentes foram os aerossóis e as pastilhas para aparelho elétrico do grupo químico piretróide. A proteção mecânica contra os insetos foi pouco utilizada. CONCLUSÕES: As famílias de melhor nível de renda dispunham com maior freqüência de inseticidas em aerossol do grupo químico piretróide...

Saúde auditiva de trabalhadores expostos a ruído e inseticidas; Hearing health of workers exposed to noise and insecticides

Teixeira, Cleide Fernandes; Augusto, Lia Giraldo da Silva; Morata, Thais C
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/08/2003 POR
Relevância na Pesquisa
37.4%
OBJETIVO: Avaliar as alterações auditivas periféricas em um grupo de trabalhadores exposto a inseticidas, organofosforados e piretróides, utilizados em campanhas de controle de vetores. MÉTODOS: Estudo de prevalência de uma população de 98 indivíduos que pulverizavam venenos nas campanhas de prevenção do dengue, da febre amarela e da doença de Chagas. A amostra foi de tipo finalística, considerando o universo dos trabalhadores de um distrito sanitário, em Pernambuco, no ano de 2000. Utilizou-se questionário contendo questões de identificação de riscos ocupacional e não ocupacional, medidas de segurança utilizadas, antecedentes de problemas auditivos e sintomas referidos. Foi investigada a historia pregressa de exposição ao ruído, por ser um fator de confusão para a perda auditiva. Todos os indivíduos foram avaliados pelo teste de audiometria tonal. RESULTADOS: Dos expostos apenas aos inseticidas, 63,8% apresentaram perda auditiva. Para o grupo com exposição concomitantemente aos inseticidas e ao ruído, a perda auditiva foi de 66,7%. O tempo mediano para o desenvolvimento de alterações auditivas nas freqüências médias altas, para as exposições combinadas de inseticidas e ruído, foi de 3,4 anos e para as exposições apenas aos inseticidas foi de 7...

Inseticidas domésticos: padrão de uso segundo a renda per capita

Diel,Cristiane; Facchini,Luiz Augusto; Dall'Agnol,Marinel Mór
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2003 PT
Relevância na Pesquisa
37.34%
OBJETIVO: Os inseticidas são poluentes largamente utilizados em muitos países, no entanto são poucos os estudos existentes sobre o uso desses produtos em ambiente doméstico. Assim, realizou-se estudo com o objetivo de caracterizar o padrão de uso de inseticidas domésticos e sua relação com a renda per capita. MÉTODOS: Entre outubro de 1999 e janeiro de 2000, foram aplicados questionários sobre o uso de inseticidas domésticos em 2.039 domicílios da área urbana de Pelotas, RS. Coletaram-se informações sobre o uso de inseticidas no último ano, forma de apresentação e grupo químico dos produtos disponíveis no momento da entrevista, proteção mecânica utilizada para o controle de insetos e nível socioeconômico. Utilizou-se o teste Qui-quadrado de tendência linear para verificar as associações, bem como a razão de prevalências e os intervalos de confiança. RESULTADOS: Em 89% dos domicílios visitados foram utilizados inseticidas domésticos, pelo menos uma vez, nos 12 meses que antecederam a entrevista e em 79% dos domicílios havia um ou mais produtos disponíveis no momento da entrevista. As formas de apresentação mais prevalentes foram os aerossóis e as pastilhas para aparelho elétrico do grupo químico piretróide. A proteção mecânica contra os insetos foi pouco utilizada. CONCLUSÕES: As famílias de melhor nível de renda dispunham com maior freqüência de inseticidas em aerossol do grupo químico piretróide...

Saúde auditiva de trabalhadores expostos a ruído e inseticidas

Teixeira,Cleide Fernandes; Augusto,Lia Giraldo da Silva; Morata,Thais C
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2003 PT
Relevância na Pesquisa
37.4%
OBJETIVO: Avaliar as alterações auditivas periféricas em um grupo de trabalhadores exposto a inseticidas, organofosforados e piretróides, utilizados em campanhas de controle de vetores. MÉTODOS: Estudo de prevalência de uma população de 98 indivíduos que pulverizavam venenos nas campanhas de prevenção do dengue, da febre amarela e da doença de Chagas. A amostra foi de tipo finalística, considerando o universo dos trabalhadores de um distrito sanitário, em Pernambuco, no ano de 2000. Utilizou-se questionário contendo questões de identificação de riscos ocupacional e não ocupacional, medidas de segurança utilizadas, antecedentes de problemas auditivos e sintomas referidos. Foi investigada a historia pregressa de exposição ao ruído, por ser um fator de confusão para a perda auditiva. Todos os indivíduos foram avaliados pelo teste de audiometria tonal. RESULTADOS: Dos expostos apenas aos inseticidas, 63,8% apresentaram perda auditiva. Para o grupo com exposição concomitantemente aos inseticidas e ao ruído, a perda auditiva foi de 66,7%. O tempo mediano para o desenvolvimento de alterações auditivas nas freqüências médias altas, para as exposições combinadas de inseticidas e ruído, foi de 3,4 anos e para as exposições apenas aos inseticidas foi de 7...